Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24296
Título: Prevalência e fatores associados as alterações vocais em idosos residentes na comunidade
Autor(es): Gois, Amanda Cibelly Brito
Palavras-chave: Envelhecimento;Idoso;Voz;Distúrbios da voz;Disfonia;Estudos transversais
Data do documento: 3-Ago-2017
Citação: GOIS, Amanda Cibelly Brito. Prevalência e fatores associados as alterações vocais em idosos residentes na comunidade. 2017. 78f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Resumo: The changes that occur along the aging process are reflected in the voice, one of the fundamental elements for human communication. Vocal changes (VA) occur when the individual can not transmit the verbal message satisfactorily, which generates interference in physical, emotional and social capacities, reflecting a greater risk of worsening of general health status. In this sense, the objective of this study was to determine the prevalence and factors associated with vocal alteration in elderly residents in the community. The study was of the observational, descriptive, transversal, analytical and association type. According to the quota sampling process, the population was composed of 463 elderly people of both sexes living in the city of Natal / RN. The instruments inserted in the Fonoaudiology Collection Sheet were used, with variables referring to individual socioeconomic-demographic characteristics; Lifestyle and general health conditions of the elderly, in addition to the instrument of Tracking of Vocal Alterations in Elderly (RAVI), whose interpretations of the results are valid and reliable for the purpose of this study. They got together. Data were analyzed descriptively and variables with more than two categories, dichotomized. A bivariate analysis was performed using the Pearson's chi-square test or the Fisher's exact test, and the magnitude of the association was the prevalence ratio. Poisson regression was performed, considering only the variables with a critical value of p less than 0.20. For all calculations, the level of significance was 5%. There was a predominance of females and an average of 70 (± 7.74) years of age. The prevalence of VA was 51.4% (95% CI: 46.8-55.9). The main alterations collected by RAVI were related to the sensation of dry throat, throat clearing and throat itching. Multivariate analysis indicated a statistically significant association between VA and hyposalivation, smoking, self-reported hearing loss, and seeking medical or health care professionals because of VA. This study demonstrated that in the city of Natal / RN, the prevalence of AV in elderly residents in the community is high and is associated with general health, lifestyle and self-perception factors of the elderly, which leads to a decrease in communicative capacity and demand attention of managers and professionals involved with the community.
metadata.dc.description.resumo: As mudanças ocorridas ao longo do envelhecimento refletem-se na voz, um dos elementos fundamentais para a comunicação humana. Alterações vocais (AV) acontecem quando o indivíduo não consegue transmitir a mensagem verbal de forma satisfatória, o que gera interferência nas capacidades físicas, emocionais e sociais, refletindo-se em maior risco de agravamento do estado de saúde geral. Neste sentido, o objetivo deste estudo foi determinar a prevalência e fatores associados à alteração vocal em idosos residentes na comunidade. O estudo foi do tipo observacional, descritivo, transversal, analítico e de associação. De acordo com processo de amostragem por cotas, a população foi composta por 463 idosos de ambos os sexos residentes na cidade do Natal/RN. Utilizaram-se os instrumentos inseridos na Ficha de Coleta da Fonoaudiologia, comvariáveis referentes características individuais sócioeconômico-demográficas; estilo de vida e condições de saúde geral do idoso, além do instrumento de Rastreamento de Alterações Vocais em Idosos (RAVI), cujas interpretações dos resultados são válidas e confiáveis para a finalidade deste estudo. Coletaram-se. Os dados foram analisados de forma descritiva e variáveis com mais de duas categorias, dicotomizadas. Foi realizada análise bivariada por meio do teste do qui-quadrado de Pearson ou exato de Fisher e a medida de magnitude da associação foi a razão de prevalência. Foi realizada regressão de Poisson, considerando apenas as variáveis com valor crítico de p menor que 0,20. Para todos os cálculos, o nível de significância foi de 5%. Houve predomínio do sexo feminino e média de 70 (±7,74) anos de idade. A prevalência de AV foi de 51,4% (IC95%:46,8-55,9).As principais alterações coletadas pelo RAVI foram relacionadas às sensaçõesde garganta seca, pigarro e coceira na garganta. A análise multivariadaapontou associação estatisticamente significativa entre AV ehipossalivação, tabagismo, alteração auditiva autorreferidae procurar médico ou profissional de saúde em virtude de AV. Este trabalho demonstrou que, na cidade do Natal/RN, a prevalência de AV em idosos residentes na comunidade é elevada e está associada a fatores de saúde geral, estilo de vida e autopercepção do idoso, o que gera diminuição da capacidade comunicativa e demandam atenção dos gestores e profissionais envolvidos com a comunidade.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24296
Aparece nas coleções:PPGSCOL - Mestrado em Saúde Coletiva

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AmandaCibellyBritoGois_DISSERT.pdf3,96 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.