Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24348
Título: Construções gramaticais com ir no português brasileiro contemporâneo
Autor(es): Andrade, Maria Aparecida da Silva
Palavras-chave: Construções gramaticais;Verbo ir;Linguística funcional centrada no uso;Gramática de construções
Data do documento: 29-Ago-2017
Citação: ANDRADE, Maria Aparecida da Silva. Construções gramaticais com ir no português brasileiro contemporâneo. 2017. 118f. Tese (Doutorado em Estudos da Linguagem) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Resumo: This thesis examines grammatical constructions with the verb to go in Brazilian Portuguese. The hypothesis is that this verb, accompanied by other linguistic elements (like ver, que, lá and ainda) plus another sentence, forms grammatical constructions, as proposed in Goldberg (1995). Thus, it is important to investigate the semantic-cognitive and discursive-pragmatic functions of these constructions, examining: 1) the constitutive elements of the construction in its morphosyntactic and semantic aspects; 2) the contexts of use of these constructions and their instantiations; 3) cognitive processes involved for the categorical and semantic differentiation; and 4) discursive-pragmatic motivations implicated in the uses of these constructions. The research is theoretically based on the assumptions of Usage-Based Linguistics associated with the theoretical model of the Construction Grammar. The methodology is composed of a qualitative-interpretative basis, in which exemplars found in some discursive patterns in newspapers and magazines produced in real communication situations are analyzed, coming from the Google search engine. The results indicate that the constructions with ir can be considered, to some extent, partially filled, with limited types and gradient in compositionality. Moreover, they point out that these constructions emerged based on semantic extensions (metonymy and metaphorical) and that they are strongly linked to (inter)subjectivity.
metadata.dc.description.resumo: Esta tese examina construções gramaticais com o verbo ir no português brasileiro contemporâneo. A hipótese é que esse verbo, acompanhado de outros elementos linguísticos (como ver, que, lá e ainda) mais outra oração, forma construções gramaticais, nos termos de Goldberg (1995, 2003). Assim, interessa investigar funções semântico-cognitivas e discursivo-pragmáticas dessas construções, examinando-se: 1) os elementos constitutivos da construção em seus aspectos morfossintáticos e semânticos; 2) contextos de uso dessas construções e suas instanciações; 3) processos cognitivos envolvidos para a diferenciação categorial e semântica; e 4) motivações discursivo-pragmáticas implicadas nos usos dessas construções. A pesquisa fundamenta-se teoricamente nos pressupostos da Linguística Funcional Centrada no Uso articulada ao modelo teórico da Gramática de Construções. A metodologia é de base qualitativo-interpretativista, na qual se analisam exemplares encontrados em alguns padrões discursivos constantes em jornais e revistas, provenientes do Buscador Google, produzidos em situações reais de comunicação. Os resultados apontam que as construções gramaticais com ir podem ser consideradas, em certa medida, parcialmente especificadas, de produtividade limitada e gradientes quanto à composicionalidade. Ademais, indicam que essas construções resultam de extensões de sentido (metonímicas e metafóricas), estando fortemente vinculadas à (inter)subjetividade.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24348
Aparece nas coleções:PPGEL - Doutorado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MariaAparecidaDaSilvaAndrade_TESE.pdf977,21 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.