Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24470
Título: Influência da utilização de resíduo de cerâmica vermelha nas propriedades de argamassas mistas
Autor(es): Araújo, Rísia Amaral
Palavras-chave: Argilas calcinadas;Atividade pozolânica;Cimento Portland
Data do documento: 6-Nov-2017
Citação: ARAÚJO, Rísia Amaral. Influência da utilização de resíduo de cerâmica vermelha nas propriedades de argamassas mistas. 2017. 96f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Resumo: The manufacture of construction materials requires high energy expenditure and extraction of natural resources, which implies the generation of disturbing environmental impacts, due to the production of gaseous and solid residues, as well as disastrous changes of the environment. In this context, there is a drawback of the use of Portland cement, due to the high energy consumption and emission of carbon dioxide caused by the calcination of the raw material. Other polluting material is that of the red ceramic industry, which emits gaseous waste and still gives rise to too much solid waste due to failures in the production process. On the other hand, in ancient times, thermally treated clays, even in the form of finely ground ceramic bricks, were widely used because of the recognized hydraulic properties that conferred lime mortars. Thus, this study intends to evaluate the influence of the red ceramic residue (CVR) from tiles in the properties of mixed mortars, so that a suitable destination can be given to this residue. The RCV, after being comminuted in particles smaller than 0.036 mm, was added in partial replacement to Portland cement in the 1: 1: 6 (cement: lime: sand) of mixed mortars used in laying of walls and covering of walls and ceilings. Initially the residue was characterized and its pozzolanic activity was investigated by means of mechanical tests, grain size, thermogravimetric and microstructural analyzes. The substitution content of the mortars was varied in 0, 10, 20 and 30% and their properties in the dry state (consistency, density, voids content and water retention) and in the hardened state (water absorption, density, resistance to flexure and compression tensile strength, and modulus of elasticity) were evaluated. It was verified that the RCV has a significant amount of reactive silicates and aluminates, evidenced by the significant pozzolanic activity that was identified in the chemical and physical analyzes and in the mechanical performance index 11% higher than the reference value. In the production of mortars with RCV, an improvement in the workability demonstrated by the optimization of the fresh state properties obtained in the Portland cement substitution levels was obtained. In the hardened state the physical and mechanical properties of RCV mortars were equivalent to reference mortar for the traces with 20% and 30% substitution and significant improvements for the trait with 10% replacement of the Portland cement by RCV. With this, it is verified that the pozzolana obtained from the RCV is a potential Pozolana that results in the improvement of the properties of the mortar in the fresh and hardened state, being the content of 10% the most indicated due to the optimization of all the properties.
metadata.dc.description.resumo: A fabricação dos materiais de construção requer elevado dispêndio de energia e extração de recursos naturais, o que implica na geração de impactos ambientais preocupantes, em função da produção de resíduos gasosos e sólidos, como também mudanças desastrosas do meio ambiente. Nesse contexto, existe um inconveniente do uso de Cimento Portland, em razão do alto consumo energético e emissão de dióxido de carbono provocado pela calcinação da matéria prima. Outro material poluente é o proveniente da indústria de cerâmica vermelha, o qual emite resíduos gasosos e ainda origina demasiado volume de resíduos sólidos em virtude de falhas no processo produtivo. Por outro lado, na antiguidade, as argilas termicamente tratadas, inclusive na forma de tijolos cerâmicos finamente moídos, foram amplamente utilizadas devido às reconhecidas propriedades hidráulicas que conferiam as argamassas de cal aérea. Dessa forma, esse estudo pretende avaliar a influência do resíduo de cerâmica vermelha (RCV) oriundo de telhas nas propriedades de argamassas mistas, a fim de que possa ser dado um destino adequado a esse resíduo. O RCV após cominuído em partículas menores que 0,036 mm, foi adicionado em substituição parcial ao cimento Portland no traço 1:1:6 (cimento: cal: areia) de argamassas mistas empregada em revestimentos de paredes e tetos. Inicialmente o resíduo foi caracterizado e sua atividade pozolânica investigada por de meio ensaios mecânicos, análises granulométricas, termogravimétricas e microestruturais. O teor de substituição das argamassas foi variado em 0, 10, 20 e 30% e as respectivas propriedades no estado fresco (consistência, densidade, teor de vazios e retenção de água) e no estado endurecido (absorção de água, densidade, resistência à tração na flexão e à compressão, e módulo de elasticidade) foram avaliadas. Constatou-se que o RCV possui significativa quantidade de silicatos e aluminatos reativos, comprovadas pela expressiva atividade pozolânica que foi identificada nas análises químicas e físicas e no índice de desempenho mecânico 11% superior ao de referência. Já na produção das argamassas de revestimento com RCV obteve-se uma melhoria na trabalhabilidade, comprovada pela otimização das propriedades no estado fresco, obtidas entre os teores de substituição do cimento Portland. No estado endurecido, as propriedades físicas e mecânicas das argamassas com RCV apresentaram-se equivalentes à argamassa de referência para os traços com 20% e 30% de substituição e melhorias significantes para o traço com 10% de substituição do cimento Portland por RCV. Com isso, constata-se que o RCV apresenta características pozolânicas que resulta na melhoria das propriedades da argamassa no estado fresco e endurecido, sendo o teor de 10% o mais indicado em virtude da otimização das propriedades.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24470
Aparece nas coleções:PPEC - Mestrado em Engenharia Civil

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
RisiaAmaralAraujo_DISSERT.pdf2,49 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.