Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24517
Título: Prospecção de marcadores citogenéticos em grandes peixes pelágicos marinhos
Autor(es): Soares, Rodrigo Xavier
Palavras-chave: Evolução cromossômica;Cromossomos sexuais;Aquacultura;Pesca;Citogenética de peixes
Data do documento: 12-Mai-2017
Referência: SOARES, Rodrigo Xavier. Prospecção de marcadores citogenéticos em grandes peixes pelágicos marinhos. 2017. 113f. Tese (Doutorado em Biotecnologia) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Abstract: The big pelagic fish represents one of the most lucrative subjects of the industrial fisheries in Brazil. The Rio Grande do Norte by the privileged geographic position constitutes nowadays one of the regions in which the commercial oceanic fishing is more productive and tends to expand with new policies of governmental incentive.Different from other World’s producer regions that are researching the main exploited species, in Brazil the studies that objectify the population delimitation and to list data for the conservation of the species are scarce. Among the pelagic groups is common to observe a predominance of a minor diversity in relation to the abundance, this is a characteristic in two of the most important families of this oceanic region, Sphyraenidae (barracudas), Carangidae (jacks and pompanos) and Coryphaenidae (dolphinfish) and Istiophoridae (marlins). Data about these species are surrounded of logistics difficulties for its size, capture way and habitat which occupies. The first cytogenetical informations for some species of this family were obtained only recently. Here is presented a cytogenetical study with 9 pelagic fish species from the Atlantic, of the families Sphyraenidae, Carangidae, Corypahenidae, Istiophoridae and Megalopidae and 1 Indo-Pacific Carangidae. The results revealed numerical divergences and in the karyotipical macrostructure contrasting with the pattern considered basal for the Teleosts, besides the existence of masculine heterogamety, through a system of multiple sexual chromosomes of the kind X1X1X2X2/X1X2Y. Using techniques such as AgNORs, MM/DAPI it was possible to identify single ribosomal sites and showed cytotaxonomic markers for all. It was also applied more resolutive cytogenetic techniques based on multigenic sequences mapping through FISH (Fluorescence in situ Hybridization) enabled for the first time for some of these families to infer about the active karyoevolutive processes and evolutive aspects of the investigated species. Through the developed techniques it will be also possible to expand the knowledge about this important marine resource,subsidizing future policies of the management of stocks, as well as future support for the technological development of marine aquaculture.
Resumo: Grandes peixes pelágicos representam um dos principais e mais lucrativos alvos da pesca industrial no Brasil. O Rio Grande do Norte pela posição geográfica privilegiada constitui hoje uma das regiões em que a pesca oceânica comercial é mais produtiva com tendencia a ampliação a partir de novas políticas de incentivo governamental. Diferente de outras regiões produtoras mundiais que vêm pesquisando as principais espécies exploradas, no Brasil estudos que objetivem a delimitação de populações e dados genéticos para a conservação das espécies marinhas são escassos. Dentro dos grupos pelágicos predomina menor diversidade em relação à abundância, isto é característico em algumas das mais importantes famílias de peixes desta região oceânica, como Sphyraenidae (barracudas), Carangidae (xareus e pampos), Coryphaenidae (dourados) e Istiophoridae (marlins). A obtenção de dados citogenéticos destas espécies se revestem de dificuldades logísticas, tanto pelo tamanho dos exemplares, quanto pela forma de captura e habitat que ocupam. As primeiras informações citogenéticas para algumas espécies destas famílias têm apenas recentemente sido obtidas. Aqui é realizado um amplo levantamento citogenéticas de 9 espécies de peixes pelágicos Atlânticos, das famílias Sphyraenidae, Carangidae, Corypahenidae, Istiophoridae e Megalopidae e 1 Carangidae do Indo-Pacífico. Os resultados revelaram divergências numéricas e na macroestrutura cariotípica, em contraste ao padrão considerado basal para Teleostei, além da ocorrência de um sistema de cromossomos sexuais múltiplos do tipo X1X1X2X2/X1X2Y em Coryphaenidae. A partir de técnicas como Ag-RONs, MM/DAPI foi possível identificar a utilidade de sítios ribossomais simples e sua localização como eficientes marcadores citotaxonômicos para todas as espécies. Técnicas citogenéticas mais resolutivas de mapeamento de sequências multigênicas (FISH - Fluorescence in situ Hybridization) possibilitaram pela primeira vez para algumas dessas famílias inferir sobre os processos carioevolutivos vigentes e aspectos evolutivos das espécies estudadas. A partir dos resultados obtidos ampliou-se o conhecimento sobre estes importantes recursos marinhos, subsidiando políticas futuras de manejo dos estoques, bem como esteio futuro para o desenvolvimento tecnológico da aquacultura marinha.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24517
Aparece nas coleções:PPGBIO - Doutorado em Biotecnologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ProspeccaoMarcadoresCitogenéticos_Soares_2017.pdf3,66 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.