Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24599
Title: A serra é meu refúgio: uma etnografia sobre o uso de casas de campo em Lagoa Nova/RN/Brasil
Authors: Davi, Maria Luciana
Keywords: Segunda residência;Clima serrano;Paisagem;Enobrecimento
Issue Date: 29-Aug-2016
Citation: DAVI, Maria Luciana. A serra é meu refúgio: uma etnografia sobre o uso de casas de campo em Lagoa Nova/RN/Brasil. 2016. 109f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Abstract: This study reflects the cultural and symbolic dimension of second homes (cottages, sites and farms) in rural areas. Here we analyze how the social construction of landscape contributes to the inclusion of second home users in the municipality of Lagoa Nova, RN-Brazil. Our proposed research seeks to understand how these subjects of the urban middle classes who live in large and midsized cities experience recreational experiences during the weekends and holidays in the mountains. To understand the social relationships present in this universe, open interviews were conducted and half structured that enabled us to greater freedom and a look more detailed on the issues during the fieldwork. So, at first we prepared an ethnographic description of the "Mountain" (Sierra), with its physical and climatic characteristics in order to include the reader in space research. Then we reveal who the cottages users in the city, its projects and trajectories, analyze their recreation experiences and the reasons given for the construction of the cottage. Finally, we believe that the inclusion of these new subjects and construction of high architectural standard buildings home in rural areas of Lagoa Nova has culminated in a process of "ennoblement" (gentrification) of these areas by promoting a restructuring of rural areas, which come passing a set of materials and cultural changes and symbolic.
Portuguese Abstract: O presente estudo reflete a dimensão cultural e simbólica das segundas residências (casas de campo, sítios e chácaras) em áreas rurais. Analisamos aqui como a construção social da paisagem contribui para a inserção de usuários de segunda residência no município de Lagoa Nova, RN-Brasil. Nossa proposta de pesquisa busca entender como esses sujeitos das camadas médias urbanas que residem em cidades de grande e médio porte vivenciam experiências de lazer durante os finais de semana e feriados na serra. Para compreender as relações sociais presentes neste universo, foram realizadas entrevistas abertas e semi-estruturadas que nos possibilitou uma maior liberdade e olhar mais detalhado sobre as questões expostas durante o trabalho de campo. Assim, em um primeiro momento, elaboramos uma descrição etnográfica da "serra", apresentando suas características físicas e climáticas, a fim de inserir o leitor no espaço de pesquisa. Em seguida, revelamos quem são os usuários de casas de campo no município, seus projetos e trajetórias, analisamos suas vivências de lazer e os motivos apontados para a construção da casa de campo. Por fim, acreditamos que a inserção desses novos sujeitos e a construção da casa de edificações de alto padrão arquitetônico em áreas rurais de Lagoa Nova tem culminado em um processo de "enobrecimento" (gentrificação) dessas áreas promovendo uma reestruturação do espaço rural, que vêm passando por um conjunto de transformações materiais, culturais e simbólicas.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24599
Appears in Collections:PPGAS - Mestrado em Antropologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SerraRefugioEtnografia_Davi_2016.pdf3,19 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.