Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24645
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMendes, José Ubiragi de Lima-
dc.contributor.authorSoeiro, Eduardo Campelo-
dc.date.accessioned2018-01-24T15:35:17Z-
dc.date.available2018-01-24T15:35:17Z-
dc.date.issued2017-09-25-
dc.identifier.citationSOEIRO, Eduardo Campelo. Análise da viabilidade na utilização como isolante térmico de um compósito de poliuretano/pó de macambira. 2017. 119f. Tese (Doutorado em Engenharia Mecânica) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24645-
dc.description.abstractIn recent years, concern for the preservation of the environment has encouraged research into new materials that use raw materials from renewable natural sources. In this work, composite materials were produced from the association of rigid polyurethane foam derived from castor oil and macambira powder (Bromelia Laciniosa). Three compositions in closed mold with 5, 10 and 15% by mass of the macambira powder, denominated PU5, PU10 and PU15, were produced in addition to the rigid polyurethane rigid PU foam. The rigid PU foams and their composites were physically characterized by apparent density, water absorption and moisture content. The morphology was observed through images made by scanning electron micrograph (SEM). The identification of the main organic groups was possible with Fourier Transform Infrared Spectroscopy (FTIR). Compression, tensile, three point bending and hardness tests were performed to evaluate the mechanical behavior. In addition, the XRD analyzes enabled the determination of the crystallinity of the material. Thermogravimetry allowed the determination of the limiting temperatures of resistance to the thermal degradation of the materials. Parameters such as heat capacity, conductivity, diffusivity and thermal resistivity were also determined. The PU10 and PU15 composites presented thermal properties similar to pure polyurethane. This showed that the use of the macambira powder as a filling in the proportions of 10 and 15% by mass is feasible, because, despite the similarities in properties, the composite foams have advantages from the environmental and economic point of view, since part of the volume of the foam is occupied by the macambira powder, a biodegradable material originating from a renewable source.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCompósitospt_BR
dc.subjectEspuma rígidapt_BR
dc.subjectPoliuretano e pó de macambirapt_BR
dc.titleAnálise da viabilidade na utilização como isolante térmico de um compósito de poliuretano/pó de macambirapt_BR
dc.typedoctoralThesispt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFRNpt_BR
dc.publisher.programPROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICApt_BR
dc.contributor.referees1Silva Júnior, Dorgival Albertino da-
dc.contributor.referees2Aquino, Marcos Silva de-
dc.contributor.referees3Macêdo Neto, Miguel Cabral de-
dc.contributor.referees4Azevedo, Valério Fernandes de-
dc.description.resumoNos últimos anos, a preocupação com a preservação do meio ambiente tem incentivado as pesquisas de novos materiais que utilizem matérias primas de fontes naturais renováveis. Neste trabalho, foram produzidos materiais compósitos a partir da associação da espuma rígida de poliuretano, derivado do óleo de mamona, e o pó de macambira (Bromélia Laciniosa). Produziram-se três composições em molde fechado com 5, 10 e 15% em massa do pó de macambira, denominados PU5, PU10 e PU15, além da espuma rígida de poliuretano puro, PU. As espumas rígidas de PU e seus compósitos foram caracterizados fisicamente através da densidade aparente, absorção de água e teor de umidade. A morfologia foi observada através de imagens feitas por micrografia eletrônica de varredura (MEV). A identificação dos principais grupos orgânicos foi possível com a espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier (FTIR). Foram realizados ensaios de compressão, tração, flexão em três pontos e dureza para avaliar o comportamento mecânico. Além disso, as análises de DRX possibilitaram a determinação da cristalinidade do material. A termogravimetria possibilitou determinação das temperaturas limite de resistência à degradação térmica dos materiais. Parâmetros como a capacidade calorífica, a condutividade, difusividade e resistividade térmicas também foram determinados. Os compósitos PU10 e PU15 apresentaram propriedades térmicas semelhantes ao poliuretano puro. Isso mostrou que a utilização do pó de macambira como carga nas proporções de 10 e 15% em massa é viável, uma vez que, apesar das semelhanças nas propriedades, as espumas compósitos apresentam vantagens do ponto de vista ambiental e econômico, pois parte do volume da espuma é ocupado pelo pó de macambira, um material biodegradável originado de fonte renovável.pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA MECANICApt_BR
Appears in Collections:PPGEM - Doutorado em Engenharia Mecânica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EduardoCampeloSoeiro_TESE.pdf5,45 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.