Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24665
Title: Trânsitos, saberes e tradições, identidade, mercado religioso e transações de (re)conhecimento em um terreiro afro-religioso na cidade de João Pessoa
Authors: Silva, João Paulo da
Keywords: Reafricanização;Conflito religioso;Identidade e relação;Candomblé
Issue Date: 21-Jun-2017
Citation: SILVA, João Paulo da. Trânsitos, saberes e tradições, identidade, mercado religioso e transações de (re)conhecimento em um terreiro afro-religioso na cidade de João Pessoa. 2017. 205f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: O presente trabalho teve como objetivo entender como se estabeleciam trajetórias religiosas frente aos processos de transformação e mudança que nas últimas décadas têm caracterizado o campo afro-religioso brasileiro, em especial através da inserção do Candomblé na arena política e os efeitos dessa inserção em projetos de “reafricanização” de terreiros. O esforço empreendido foi de natureza qualitativa, com vistas à construção de uma narrativa etnográfica capaz de entrever as linhas de fuga, tensão, as práticas de enunciação e os deslizes entre sentidos acionados por sacerdotes e adeptos na forma como entendiam suas experiências. O lócus de pesquisa foi o Ilê Asè Opô Omidewá, um dos terreiros de candomblé mais prestigiados de João Pessoa, liderado por Mãe Lúcia de Omidewá. No seu processo de remissão estética, política e ritual à África, o Ilê Asè Opô Omidewá havia produzido uma economia linguística ambivalente para lidar com aspectos materiais e simbólicos que ordenavam a coerência das práticas religiosas às demandas dos mercados e clientes que garantiam sua atratividade e persistência. A pesquisa mostrou como era particularmente potente discutir como ideias relativas à autenticidade e à tradição embutidas no processo de reafricanização eram polissêmicas e constituídas em um espaço semântico marcado por percepções ambivalentes e conflituosas sobre transformação, conservação, reiteração e identidades.
Abstract: This thesis aimed to understand how religious paths were established in front of the processes of transformation and change that have characterized the Brazilian Afro-religious field in last decades, in particular through the insertion of the Candomblé in the political arena and the effects of this insertion in projects of "reafricanization”. The effort was qualitative, aiming an ethnographic narrative capable of glimpsing the lines of escape, tension, the practices of enunciation and slips between senses triggered by priests and adepts in the way they understood their experiences. The research locus was the Ilê Asè Opô Omidewá, one of the most prestigious Candomblé community in João Pessoa, and led by Lúcia de Omidewá. In its process of aesthetic, political and ritual remission to Africa, Ilê Asè Opô Omidewá had produced an ambivalent linguistic economy to deal with material and symbolic aspects ordering the coherence of religious practices to the demands of the markets and clients that ensure their attractiveness and persistence. The research showed how particularly potent it was to discuss how ideas regarding authenticity and tradition embedded in the reafricanization process were polysemic and constituted in a semantic space marked by ambivalent and conflicting perceptions about transformation, conservation, reiteration, and identities.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24665
Appears in Collections:PPGCS - Doutorado em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TrânsitosSaberesTradicoes_Silva_2017.pdf3.2 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.