Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24742
Title: Proposição do diagnóstico de enfermagem atraso no desenvolvimento: análise de conteúdo e validação clínica
Authors: Nogueira, Isadora Lorenna Alves
Keywords: Enfermagem;Estudos de validação;Diagnóstico de enfermagem;Desenvolvimento;Adolescente
Issue Date: 18-Dec-2017
Citation: NOGUEIRA, Isadora Lorenna Alves. Proposição do diagnóstico de enfermagem atraso no desenvolvimento: análise de conteúdo e validação clínica. 2017. 108f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: O objetivo do estudo é analisar o conteúdo e as medidas de acurácia da proposição diagnóstica de enfermagem Atraso no desenvolvimento em adolescentes no âmbito escolar. O cuidado à saúde do adolescente é um grande desafio, devido às inúmeras mudanças ocorridas na adolescência. Faz-se necessário uma assistência direcionada às peculiaridades dessa idade mediante avaliação do desenvolvimento. Para os enfermeiros, pode ser operacionalizada pelo processo de enfermagem, por meio do raciocínio clínico adequado a essa condição. Nessa perspectiva, trata-se de um estudo metodológico direcionado por duas etapas: análise de conteúdo e validação clínica. A primeira etapa foi desenvolvida com nove especialistas, entre janeiro e fevereiro de 2017, os quais avaliaram, por meio do grupo focal, os componentes do referido diagnóstico. Na segunda etapa, foram identificados os indicadores clínicos com melhor acurácia para o Atraso no desenvolvimento. A amostra foi composta por estudantes adolescentes das escolas estaduais do município de Natal/RN, distribuídas nas quatro zonas - norte, sul, leste e oeste, incluindo 385 alunos de oito instituições estaduais (duas escolas de cada zona). Realizou-se a coleta de dados nos meses de julho a setembro de 2017, incluindo o pré-teste do instrumento de coleta de dados, realizado em duas instituições, com 10% da amostra prevista (39 alunos). A estatística dos dados foi realizada no IBM SPSS Statistic versão 20.0 for Windows resultando em porcentagens absolutas e relativas para variáveis categóricas, e em medidas central e dispersão para variáveis numéricas, com normalidade constatada pelo teste de Kolmogorov-Smirnov (p<0,05). A associação estatística dos fatores relacionados baseou-se nos testes de Fisher e Qui-quadrado. A acurácia dos indicadores clínicos foi verificada por medidas de sensibilidade e especificidade com construção do modelo de classe latente. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em pesquisa da instituição responsável, sob parecer 1.662.528 e Certificado de Apresentação para Apreciação Ética 57945016.4.0000.5537. Os resultados da análise de conteúdo evidenciaram que o quantitativo de fatores relacionados do Atraso no desenvolvimento passou de 16 termos para 18, devido à realocação do “Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade” e inserção de “Trauma psicológico” para compor os antecedentes. Os indicadores clínicos passaram de 14 termos para 12, por exclusão do “Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade” e “Dificuldade de expressar emoções”. Relativo aos resultados da validação clínica encontrouse uma prevalência do Atraso no desenvolvimento de 18,26%. Identificou-se que todos os indicadores clínicos analisados no estudo eram específicos à proposição diagnóstica estudada, entretanto, nenhuma se mostrou sensível. Conclui-se que o diagnóstico proposto foi validado pelos especialistas, bem como esteve presente em adolescentes no âmbito escolar. Espera-se, assim, contribuir para o fortalecimento da política pública voltada à saúde do adolescente, o raciocínio clínico dos enfermeiros e a inserção do diagnóstico de enfermagem “Atraso no desenvolvimento” na taxonomia da NANDA Internacional.
Abstract: The objective of the study is to analyze the content and accuracy measures of the diagnostic proposal of nursing Delay in the development in adolescents in the school environment. Adolescent health care is a major challenge due to the many changes that occurred in adolescence. It is necessary to focus on the peculiarities of this age through evaluation of development. For nurses, it can be operationalized by the nursing process, through the appropriate clinical reasoning for this condition. In this perspective, it is a methodological study directed by two stages: content analysis and clinical validation. The first stage was developed with nine specialists, between January and February of 2017, who evaluated, through the focus group, the components of this diagnosis. In the second stage, the clinical indicators with the best accuracy for Developmental Delay were identified. The sample consisted of teenagers from the state schools of Natal / RN, distributed in the four zones - north, south, east and west, including 385 students from eight state institutions (two schools from each area). Data were collected from July to September 2017, including the pre-test of the data collection instrument, performed in two institutions, with 10% of the expected sample (39 students). The statistical data was performed in IBM SPSS Statistic version 20.0 for Windows resulting in absolute and relative percentages for categorical variables, and in central measures and dispersion for numerical variables, with normality verified by the Kolmogorov-Smirnov test (p <0.05) . The statistical association of the related factors was based on Fisher's and Chi-square tests. The accuracy of the clinical indicators was verified by measures of sensitivity and specificity with latent class model construction. The study was approved by the Research Ethics Committee of the responsible institution, under opinion 1,662,528 and Certificate of Presentation for Ethical Appraisal 57945016.4.0000.5537. The results of the content analysis showed that the number of factors related to developmental delay increased from 16 terms to 18 due to the reallocation of attention deficit hyperactivity disorder and insertion of psychological trauma to compose the antecedents. Clinical indicators went from 14 terms to 12, by exclusion of "Attention Deficit Hyperactivity Disorder" and "Difficulty of Expressing Emotions". Regarding the results of clinical validation, a prevalence of Delay in the development of 18.26% was found. It was identified that all the clinical indicators analyzed in the study were specific to the diagnostic proposal studied, however, none were sensitive. It is concluded that the proposed diagnosis was validated by the specialists, as well as was present in adolescents in the school environment. It is hoped, therefore, to contribute to the strengthening of the public policy focused on adolescent health, the clinical reasoning of nurses and the insertion of the nursing diagnosis "Delay in development" in NANDA International taxonomy.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24742
Appears in Collections:PPGE - Mestrado em Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IsadoraLorennaAlvesNogueira_DISSERT.pdf1,56 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.