Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24785
Título: Influência do cólon na regeneração hepática de ratos submetidos a hepatectomia e colectomia
Autor(es): Moreira, Marilia Daniela Ferreira de Carvalho
Palavras-chave: Regeneração hepática;Colectomia;Hepatectomia;Cólon
Data do documento: 12-Dez-2017
Citação: MOREIRA, Marilia Daniela Ferreira de Carvalho. Influência do cólon na regeneração hepática de ratos submetidos a hepatectomia e colectomia. 2017. 74f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Resumo: Studies on the influence of the colon on liver regeneration are scarce. Some have shown that after colectomy there is an increase in regeneration and its reduction in others. Faced with the controversy, this work aimed to investigate whether colectomy simultaneously performed with 70% hepatectomy influences liver regeneration in rats. Eighteen Wistar rats were distributed in 3 groups, 6 animals each. In group I (sham) only laparotomy was performed with mild manipulation of boweld loops; in group II 70% hepatectomy and simultaneous colectomy; in group III only 70% hepatectomy. On the 6th postoperative day, blood was collected by cardiac puncture under anesthesia, and remaining liver was removed. Serum measures of alanine aminotransferase (ALT), aspartate aminotransferase (AST), alkaline phosphatase (FA), albumin, hepatocyte growth factor (HGF) and transforming growth factor-α (TGF-α) were performed. Liver regeneration was calculated by (liver weight per 100g of the body weight at sacrifice/preoperative projected liver weight per 100g of the body weight) × 100. The Analyses of variance (ANOVA) and Tukey tests were used, with significance p<0.05. There was significant lower levels of ALT and AST in group II rats when compared to group III (p<0.001). Albuminemia showed significantly higher levels in group II rats than in III (p<0.01). Serum levels of HGF (408±18.2pg/mL) and TGF-α (3.8±0.3ng/mL) were significantly higher in group II rats than HGF (360±58.6pg/mL), TGF-α (2.3±0.4ng/mL) in group III, respectively. The percentage of liver regeneration was significantly higher in group II than in group III (p = 0.003). In conclusion, this study demonstrated that colectomy, performed simultaneously with 70% hepatectomy, positively influenced liver regeneration in rats. Further research is needed to reveal the molecular mechanisms of this effect and to characterize the effects of the colon on liver physiology.
metadata.dc.description.resumo: Estudos sobre a influência do cólon na regeneração hepática são escassos. Alguns têm demonstrado que após a colectomia ocorre aumento da regeneração e sua redução em outros. Diante da controvérsia, este trabalho visou examinar se a colectomia associada à hepatectomia 70% influencia parâmetros de regeneração do fígado em ratos. Foram utilizados 18 ratos Wistar distribuídos em 3 grupos (6 animais cada). No grupo I (sham) foi realizada uma laparotomia com leve manipulação de alças; no grupo II uma colectomia + hepatectomia 70%; e no grupo III apenas hepatectomia 70%. No 6° dia pós-operatório foi colhido sangue por punção cardíaca sob anestesia, seguido de eutanásia. Realizadas dosagens séricas de alanina aminotransferase (ALT), aspartato amino transferase (AST), fosfatase alcalina (FA), albumina, fator de crescimento de hepatócitos (HGF) e fator de crescimento transformador-α (TGF-α). A regeneração do fígado foi calculada pela fórmula: (razão do peso do fígado por 100g do peso corporal no momento da eutanásia/peso do fígado no pré-operatório projetado por 100g de peso corporal) × 100. Os testes de análise de variância (ANOVA) e Tukey foram usados, com significância p<0,05. Resultados: Houve uma menor e significante magnitude dos níveis de ALT e AST no grupo II comparados com o grupo III (p<0,001). A albuminemia mostrou níveis significativamente mais elevados no grupo II que no III. Os níveis de HGF (408±18,2 pg/mL) e TGF-α (3,8±0,3 ng/mL) no grupo II foram significativamente mais elevados que o HGF (360±58,6 pg/mL) e TGF-α (2,3±0,4 ng/mL) no grupo III, respectivamente (p<0,001). O percentual de regeneração hepática foi significativamente mais elevado no grupo II, do que no grupo III (p=0,003). Em conclusão, este estudo concluiu que a colectomia realizada simultaneamente à hepatectomia 70% influenciou positivamente na regeneração do fígado em ratos. Pesquisas adicionais são necessárias para revelar os mecanismos moleculares deste efeito e para caracterizar a influência do cólon na fisiologia do fígado.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24785
Aparece nas coleções:PPGCSA - Doutorado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
MariliaDanielaFerreiraDeCarvalhoMoreira_TESE.pdf836,67 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.