Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24789
Title: Life Cycle Canvas (LCC): análise de um modelo de gestão visual para o planejamento de projetos
Authors: Medeiros, Bruno Campelo
Keywords: Planejamento de projetos;Guia PMBOK;Gestão visual;Life Cycle Canvas (LCC)
Issue Date: 30-Nov-2017
Citation: MEDEIROS, Bruno Campelo. Life Cycle Canvas (LCC): análise de um modelo de gestão visual para o planejamento de projetos. 2017. 206f. Tese (Doutorado em Administração) - Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Abstract: The organizations generally face several changes, especially in its structures, based on a scenario of increased competition and a need for organizational modernization. Within this context, the project management practices receive more attention and are adopted by these organizations. Planning is one of the most relevant stages of project management, because it defines the baseline for it´s execution, in addition to resolving the procedures for monitoring and control of the activities involved. However, in the absence of a project-oriented culture and of greater complexity inherent in the organizational context, the traditional practices of planning, such as the PMBOK Guide, present difficulties of adherence to this new scenario, while canvas-based models and visual tools gain space, by proposing a simple and flexible way to plan projects. Such models have your origin in Lean approach, linked to the operational management, and assumed a new concept, from the model Business Model Canvas (BMC), proposed by Osterwalder and Pigneur (2011). Since then, several models and visual tools have been developed for planning, especially in the project management area. One of the recently created models is the Life Cycle Canvas (LCC), developed by Veras (2016), in which it proposes the project lifecycle management within a visual management logic, contemplating the practices suggested by the PMBOK guide. However, there is still a dearth of studies that prove that canvas-based visual models can be useful for project planning, and that at the same time contemplating the good practices suggested by traditional management approaches. In order to prove such a relationship, this research seeks to analyze the extent to which the Life Cycle Canvas (LCC) model, through visual management, facilitates project planning. For this, it was used a quantitative methodology deductive approach, by means of a survey conducted with 104 professionals who used the LCC model to plan projects, where the descriptive analysis, the Mann-Whitney U-test and the technique of Multiple linear regression analysis to analyze the data. The results showed that the LCC model adhered to the practices suggested by the PMBOK Guide. In relation to the use of tools to support project planning, the survey showed that the group of respondents who used these tools had a higher perception in relation to the LCC model, when compared to the group that did not utilize. The study also observed that the more the LCC model makes the information visible and transparent, it promotes communication between stakeholders and promotes coordination of work in designing the project, plus it facilitates project planning. These results reinforce the importance of using visual planning structures in project management, provided they contemplate the aspects related to practices already recognised in this field of expertise and that project managers can stimulate these benefits proposed by visual management.
Portuguese Abstract: As organizações de um modo geral enfrentam diversas mudanças, sobretudo em suas estruturas, baseadas em um cenário de maior competição e de uma necessidade de modernização organizacional. Dentro deste contexto, as práticas de gestão de projetos recebem maior atenção e passam a ser adotadas por essas organizações, principalmente em relação à gestão do ciclo de vida do projeto. Dentre as etapas de gerenciamento, o planejamento é uma das etapas mais relevantes, pois define a linha de base para a execução do projeto, além de deliberar os procedimentos relativos ao monitoramento e controle das atividades envolvidas. Contudo, em meio à ausência de uma cultura orientada a projetos e de maior complexidade inerente ao contexto organizacional, observa-se que as práticas tradicionais de planejamento, tais como o Guia PMBOK, apresentam dificuldades de aderência a este novo cenário, ao passo que modelos e ferramentas visuais baseadas em telas (canvas) ganham espaço, ao proporem uma forma mais simples e flexível para planejar projetos. Tais modelos tem sua origem na abordagem Lean, vinculada à gestão operacional, e assumiram um novo conceito, a partir do modelo Business Model Canvas (BMC), proposto por Osterwalder e Pigneur (2011). Desde então, têm-se surgido diversos modelos e ferramentas visuais para planejamento, especialmente na área de gestão de projetos. Um dos modelos criados recentemente é o Life Cycle Canvas (LCC), desenvolvido por Veras (2016), no qual propõe a gestão do ciclo de vida do projeto dentro de uma lógica de gestão visual, contemplando as práticas sugeridas pelo Guia PMBOK. No entanto, ainda há uma carência de estudos que comprovem que modelos visuais baseados em canvas podem ser úteis ao planejamento de projetos, e que, ao mesmo tempo, contemple as boas práticas sugeridas pelas abordagens tradicionais de gerenciamento. No intuito de comprovar tal relação, a presente pesquisa procura analisar em que medida o modelo Life Cycle Canvas (LCC), por meio da gestão visual, facilita o planejamento de projetos. Para isto, utilizou-se de uma abordagem metodológica dedutiva, de natureza quantitativa, por meio de uma survey realizada com 104 profissionais que utilizaram o modelo LCC para planejar projetos, onde foram utilizados a análise descritiva, o teste U de Mann-Whitney e a técnica de análise de regressão linear múltipla para analisar os dados. Os resultados demonstraram que o modelo LCC se mostrou aderente às práticas sugeridas pelo Guia PMBOK. Em relação à utilização de ferramentas de apoio ao planejamento de projetos, a pesquisa evidenciou que o grupo de respondentes que utilizou essas ferramentas teve uma percepção superior em relação ao modelo LCC, quando foi comparado ao grupo que não utilizou. O estudo ainda observou que quanto mais o modelo LCC torna visível e transparente as informações, promove a comunicação entre os envolvidos e promove a coordenação do trabalho na elaboração do projeto, mais ele facilita o planejamento de projetos. Estes resultados reforçam a importância de utilizar estruturas visuais de planejamento na gestão de projetos, desde que elas contemplem os aspectos relacionados às práticas já reconhecidas neste campo de atuação e que gerentes de projeto possam estimular esses benefícios propostos pela gestão visual.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24789
Appears in Collections:PPGA - Doutorado em Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LifeCycleCanvas_Medeiros_2017.pdf3,51 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.