Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24824
Title: Gestão social e organização comunitária no Programa Minha Casa, Minha Vida: o caso no Residencial Ruy Pereira dos Santos
Authors: Silva, Suzana Melissa de Moura Mafra da
Keywords: Participação social;Gestão social;Organização comunitária;Moradia;Minha Casa Minha Vida
Issue Date: 23-Feb-2018
Citation: SILVA, Suzana Melissa de Moura Mafra da. Gestão social e organização comunitária no Programa Minha Casa, Minha Vida: o caso no Residencial Ruy Pereira dos Santos. 2018. 130f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Abstract: The objective of the research is to systematize challenges and opportunities of community organization initiatives in the track 1 to PMCMV in the light of participation’s categories and social management elements. The PMCMV denotes an inflection in the trajectory of housing policies in Brazil since the last half of the 20th century. However, the predominance of agents of the construction sector in the Program has reinforced patterns of peripherization and poor location of housing complexes, which directly influence the sustainability of the Program. In consideration of sustainability, there is in the Program the prediction of social work as fomentation element to participation and social inclusion, which includes purposes of community mobilization and monitoring the daily lives of families for a given period of time. In Rio Grande do Norte, studies indicate that among the few municipalities that perform social work, the instruments that guide it have been elaborated unilaterally by municipalities and without participation of families. Advancing in this discussion, this research approaches a community organization experience in the Residencial São Gonçalo do Amarante (known as Ruy Pereira dos Santos Residential), an enterprise of the track 1 to PMCMV located in the municipality of São Gonçalo do Amarante/RN. These enterprises are segmented into 6 condominiums of 300 units each, totaling 1,800 homes with an estimated population of 7,200 people. The present dissertation, carried out in the Ruy Pereira I Condominium (CRP-I), has a qualitative nature and consists of a case study that has undergone a bibliographic review phase, for the elaboration of a theoretical reference in participation mediated by elements of social management, and, another for the systematization of academic production in the PMCMV in UFRN postgraduate programs stricto sensu. The research had also the collected primary field data through two focal group dynamics performed with CRP-I residents. The collected data were processed through the basic lexicographic analysis supported by IRAMUTEQ software. The IRAMUTEQ generated three analytical classes for the textual corpus from data collection: a) difficulties in the condominium; b) people and social relations; and c) community organization. The main findings of the research point to the Residents' Association, which must ensure community organization, can only precariously mitigate conflicts and agglutinates people. There is a strong restriction on the performance of the Association due to the high number of defaulting in the payment of the condominial fee. The recreational collective Lambe Sal, which gathers 50 men/families and assumes important community functions in the CRP-I, shows practices of social management and participation with a higher quality than that performed by the Residents' Association, which is done through voluntary work developed by own members in the cleaning and maintenance of common areas and in promoting parties on commemorative dates.
Portuguese Abstract: O objetivo da pesquisa consiste em sistematizar desafios e oportunidades de iniciativas de organização comunitária na faixa 1 do PMCMV à luz de categorias de participação e de elementos de gestão social. O PMCMV denota uma inflexão na trajetória de políticas habitacionais no Brasil desde a última metade do século XX, especificamente pela predominância de agentes do setor empresarial da construção civil no Programa tem reforçado padrões de periferização e de pouca oferta de infraestrutura urbana nos conjuntos habitacionais, o que influencia diretamente a sustentabilidade do Programa. Em atenção à sustentabilidade, há, no Programa a previsão de trabalho social como elemento de fomento à participação e inserção social o que inclui propósitos de mobilização comunitária e acompanhamento do cotidiano das famílias por dado período de tempo. No Rio Grande do Norte, estudos apontam que dentre os poucos municípios que realizam o trabalho social, os instrumentos que o orientam têm sido elaborados de forma unilateral pelas prefeituras e sem participação das famílias. Avançando em tal discussão, esta pesquisa aborda uma experiência de organização comunitária no Residencial São Gonçalo do Amarante (conhecido como Residencial Ruy Pereira dos Santos), empreendimento da faixa 1 do PMCMV localizado no município de São Gonçalo do Amarante/RN. Trata-se de empreendimento segmentado em 6 condomínios de 300 unidades cada, totalizando 1.800 moradias com população estimada de 7.200 pessoas. A presente dissertação, realizada no Condomínio Ruy Pereira I (CRP-I), tem natureza qualitativa e consiste em estudo de caso que trilhou uma fase de revisão bibliográfica, para a elaboração de referencial teórico em participação mediada por elementos de gestão social, e, outra, para a sistematização da produção acadêmica no PMCMV em programas de pós-graduação stricto sensu da UFRN. A pesquisa teve, ainda, coleta de dados primários de campo por meio de duas dinâmicas de grupo focal realizadas com moradores do CRP-I. Os dados coletados foram processados por meio da análise lexicográfica básica apoiada no software IRAMUTEQ. A partir do corpus textual oriundo da coleta de dados o IRAMUTEQ gerou três classes analíticas: a) dificuldades no condomínio; b) pessoas e relações sociais; e c) organização comunitária. Os principais achados da pesquisa indicam que há forte restrição à atuação do Condomínio em virtude do elevado número de inadimplentes no pagamento da taxa condominial. O coletivo recreativo Lambe Sal, que reúne 50 homens/famílias e assume funções comunitárias importantes no CRP-I, exibe práticas de gestão social e participação com qualidade superior àquele desempenhado pelo trabalho social realizado no Condomínio, o que se dá por meio de trabalhos voluntários desenvolvidos pelos próprios sócios na limpeza e manutenção de áreas comuns e na promoção de festas em datas comemorativas.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24824
Appears in Collections:PPGA - Mestrado em Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GestaoSocialOrganizacao_Silva_2018.pdf1,3 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.