Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/24910
Title: A linguagem audiovisual como metodologia para ensino da Geografia Escolar: o cotidiano urbano pelas lentes dos alunos
Authors: Medeiros, João Paulo Lucena de
Keywords: Ensino de Geografia;Metodologia de ensino;Linguagem audiovisual;Minidocumentários;Cidade
Issue Date: 31-Jul-2017
Citation: MEDEIROS, João Paulo Lucena de. A linguagem audiovisual como metodologia para ensino da Geografia Escolar: o cotidiano urbano pelas lentes dos alunos. 2017. 150f. Dissertação (Mestrado Profissional em Geografia) - Centro de Ensino Superior do Seridó, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: A linguagem audiovisual sugere formas de conceber e lidar com o espaço geográfico. É recorrente o uso dessa representação pelo professor de Geografia, para “apresentar” aos alunos os vários eventos espaciais e, particularmente, aqueles ocorridos na cidade, apoiando, assim, seu discurso durante uma aula. Pela compreensão da sua produção, pode-se refletir sobre o audiovisual e como esta representação pode ser usada em sala de aula sem que sirva apenas como ilustração dos conteúdos e conceitos trabalhados. Neste contexto, esta pesquisa objetivou compreender a produção da linguagem audiovisual como procedimento metodológico para o ensino de cidade na Geografia escolar. O estudo foi realizado a partir da proposição de um projeto denominado DOCGEO, desenvolvido em uma oficina pedagógica com alunos do 2º ano do Ensino Médio do Centro Educacional José Augusto (CEJA) – escola pública estadual da cidade de Caicó/RN. Nesta oficina, dividida em 10 encontros, propôs-se a produção de minidocumentários – obras audiovisuais do cinema, mas também dos cineastas amadores que se interessam em registrar em som e imagem práticas sociais do/no espaço. Metodologicamente, para a coleta e análise de dados, utilizou-se a abordagem qualitativa, por meio de pesquisa bibliográfica e documental, observação participante, notas de campo, diários de bordo, registro de fotos, áudio, vídeo e a análise dos três filmes criados pelos discentes: Caicó: cidade do medo; Uma ilha em Caicó; e Caicó: a cidade que clama por água. A estratégia de ensino se revelou como um caminho possível para os educandos realizarem a leitura crítica do “texto” audiovisual, problematizando as representações locais do espaço urbano e suas paisagens construídas por meio de técnicas específicas. A experiência realizada envolveu os alunos em situações de aprendizagem possibilitando o protagonismo juvenil, a motivação, a criatividade, a criticidade e a construção do conhecimento visando práticas cidadãs. Pensar em métodos de ensino que objetivem a alfabetização audiovisual na Geografia é inovar a prática docente sensibilizando o alunado sobre os modos de ouvir/olhar, pensar e viver o cotidiano urbano.
Abstract: Audiovisual language suggests ways of conceive and study the geographic space. The use of this representation by the Geography teacher is recurrent, in order to "introduce" the students to the various spatial events, and particularly those occurring in the city, thus supporting their discourse during a lesson. By understanding their production, we can reflect on the audiovisual and how this representation can be used in the classroom without serving only as a contents and concepts illustration. This research aimed to understand the audiovisual language production as a methodological procedure for teaching the city in school geography. The study was based on the proposal of a project called DOCGEO, developed in a pedagogical workshop with students of the High School 2nd year at Centro Educacional José Augusto Educational Center (CEJA) - state public school in the city of Caicó (Brazil). In this workshop, divided into 10 meetings, it was proposed to students produce mini-documentaries - audiovisual works of the cinema, but also amateur filmmakers who are interested in recording sound and image social practices in space. Methodologically, for the collection and analysis of data, we used the qualitative approach, through bibliographical and documentary research, participant observation, field notes, logbooks, photo registration, audio, video and analysis of the three films created by the students: Caicó: city of fear; An island in Caicó and Caicó: the city that cries for water. The teaching strategy proved to be a possible way for the students to critically read the audiovisual "text", problematizing the local representations of the urban space and its landscapes constructed through specific techniques. The experience involved the students in learning situations and enabling youth protagonism, motivation, creativity, criticality and the knowledge construction aimed at citizen practices. To think of teaching methods that aim at audiovisual literacy in Geography is to innovate the teaching practice by sensitizing the student about the ways of listening/looking, thinking and living the city everyday.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24910
Appears in Collections:GEOPROF - Mestrado Profissional em Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JoaoPauloLucenaDeMedeiros_DISSERT.pdf4.59 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.