Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25080
Title: Reabilitação de áreas em processo de desertificação no semiárido norteriograndense com a faveleira: espécie-chave cultural do bioma caatinga
Other Titles: Rehabilitation of areas in the process of desertification in norteriogranden semiarid with faveleira: cultural key specimen of caating bioma
Authors: Medeiros, Josimar Araújo de
Keywords: Áreas degradadas;Euforbiáceae;Reabilitação;Espécie-chave cultural;Desenvolvimento sustentável
Issue Date: 6-Dec-2017
Citation: MEDEIROS, Josimar Araújo de. Reabilitação de áreas em processo de desertificação no semiárido norteriograndense com a faveleira: espécie-chave cultural do bioma caatinga. 2017. 151f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Abstract: The present work deals with a study on the faveleira and the use of the vegetable in the rehabilitation of degraded areas. The objective was to understand the process of rehabilitation in areas of desertification occurrence, through the planting of this species. The work consists of four manuscripts. The first, classified the faveleira, as a key cultural species (CKS) of the Caatinga biome carried out through the use of a methodology proposed by Cristancho and Vining (2004), with the collaboration of literature review on the vegetation, information collected in interviews and observations in loco in areas with the presence of the vegetable. The relation of the faveleira with five among the seven indicators of CKS proposed, classifies it as being a CKS of the caatinga biome. In the second, it was analyzed the perception of residents of the rural area of Seridó about the uses of the faveleira. The study was carried out in rural communities of Caicó and São José do Seridó / RN, where the taxon presents itself in the middle of Caatinga. In addition to previous visits, 57 semi-structured interviews were conducted. To all parts of the vegetable has been given relevance. The use of seeds in the feeding of domestic, wild and human animals and leaves in the feeding of domestic animals was pointed out by 100% of the interlocutors. In the third and fourth manuscripts were evaluated the capacity of fixation of the faveleira, in area in process of desertification (APD) and desertified area (AD). In the rainy season of 2009, the study area was defined, through in situ observations, with the collaboration of local farmers. Both are located in the rural area of São José do Seridó / RN. ODP planting took place in March 2009. The seedlings were provided by the municipality. In April 2014, of the 82 seedlings introduced, 65 were alive. AD planting took place in March 2015. The seedlings were produced by local farmers using plastic packaging and by sowing. One year later, among the 60 seedlings planted with each technique, 46 and 56 survived, respectively. The APD and AD of the research survived through grazing. After planting, a layer of stones was deposited around the pits to facilitate the storage of water and other particles. In the microsite of 100% of the pits, it was observed the recruitment of common species in the rainy season and the presence of plants of the surrounding permanent vegetation. The faveleira is a Caatinga CKS, suitable for use in the rehabilitation of degraded areas, since with the planting of seedlings is carried out after four months of emergence. It is a xerophyte well adapted to semiaridity and has close links with the peasant population.
Portuguese Abstract: O presente trabalho trata de estudo sobre a faveleira e o uso do vegetal na reabilitação de áreas degradadas. Objetivou-se compreender o processo de reabilitação em áreas de ocorrência da desertificação, por meio do plantio dessa espécie. O trabalho é composto por quatro manuscritos. O primeiro, classificou a faveleira, como espécie-chave cultural (CKS) do bioma Caatinga realizado através do uso de metodologia proposta por Cristancho e Vining (2004), com a colaboração de revisão de literatura sobre o vegetal, informações colhidas em entrevistas e observações in loco em áreas com a presença do vegetal. A relação da faveleira com cinco entre os sete indicadores de CKS propostos, classifica-a como sendo um CKS do bioma Caatinga. No segundo analisou-se a percepção de moradores da zona rural do Seridó acerca dos usos da faveleira. O estudo realizou-se em comunidades rurais de Caicó e São José do Seridó/RN, onde o táxon se apresenta em meio à caatinga. Além de visitas prévias, realizou-se 57 entrevistas semiestruturadas. A todas as partes do vegetal foi atribuído relevância. O uso das sementes na alimentação dos animais domésticos, silvestres e humano e das folhas na alimentação dos animais domésticos foi apontado por 100% dos interlocutores. No terceiro e quarto manuscritos avaliaram a capacidade de fixação da faveleira, em área em processo de desertificação (APD) e em área desertificada (AD). Na estação chuvosa de 2009, foi definida a área do estudo, através de observações in loco, com a colaboração de agricultores familiares do local. Ambas se encontram localizadas na zona rural de São José do Seridó/RN. O plantio na APD ocorreu em março de 2009. As mudas foram fornecidas pelo município. A avaliação realizada em abril de 2014, das 82 mudas introduzidas, 65 se encontravam vivas. O plantio na AD ocorreu em março de 2015. As mudas foram produzidas pelos agricultores do local com uso de embalagens plásticas e através de sementeira. Um ano depois, entre as 60 mudas plantadas com uso de cada técnica, sobreviveram, respectivamente, 56 e 46. A APD e a AD da pesquisa, se mantiveram sendo exploradas com o pastoreio. Após o plantio, foi depositado uma camada de pedras no entorno das covas para faclitar o armazenamento de água e outras partículas. No microssítio do entorno de 100% das covas, constatou-se o recrutamento de espécies comuns na estação chuvosa e a presença de plantas da vegetação permanente do entorno. A faveleira é uma CKS da Caatinga, adequada para uso na reabilitação de áreas degradas, desde que com o plantio de mudas seja realizado após quatro meses de emergência. É uma xerófita bem adaptada à semiaridez e apresenta vínculos estreitos com a população campesina.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25080
Appears in Collections:PRODEMA - Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JosimarAraujoDeMedeiros_TESE.pdf5,4 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.