Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25154
Title: Estudo imunoistoquímico das subpopulações de macrófagos em cistos radiculares e granulomas periapicais de acordo com aspectos clínicos e morfológicos
Authors: França, Glória Maria de
Keywords: Cisto radicular;Granuloma periapical;Macrófagos
Issue Date: 23-Feb-2018
Citation: FRANÇA, Glória Maria de. Estudo imunoistoquímico das subpopulações de macrófagos em cistos radiculares e granulomas periapicais de acordo com aspectos clínicos e morfológicos. 2018. 80f. Dissertação (Mestrado em Patologia Oral) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: Introdução: Os cistos radiculares (CRs) e os granulomas periapicais (GPs) se desenvolvem em resposta aos mediadores inflamatórios da necrose da polpa. Os macrófagos desempenham um importante papel na etiopatogenia dessas lesões e estão envolvidos na resposta protetora do hospedeiro, bem como, na perpetuação das reações inflamatórias. A infiltração das subpopulações de macrófagos M1 e M2 dentro dos sítios de inflamação crônica permite a fagocitose de agentes estranhos, a liberação de mediadores químicos e ainda podem atuar como células apresentadoras de antígenos. Objetivo: Identificar as subpopulações de macrófagos M1/M2 nos CRs e GPs e relacioná-los com aspectos clínicos e morfológicos. Material e Métodos: Foram realizadas análises clínica, histopatológica e imunoistoquímica em 30 CRs e 30 GPs. A subpopulação de macrófagos M1 foi avaliada pelos percentuais de imunomarcação do CD68 associado à citocina pró-inflamatória TNF-α e a subpopulação de macrófagos M2, pelo seu anticorpo específico CD163. Características clínicas, radiográficas, sintomatologia, tratamento, parâmetros morfológicos das lesões foram coletados e para análise estatística foi adotado um nível de significância de 95%. Resultados: A razão das células CD68+/CD163+ foi maior nos CRs (mediana = 1,22; p = 0,002), somado a isso, os maiores escores de imunoexpressão pelo TNF-α foram encontrados nos CRs (p = 0,018); Nos GPs, a razão CD68+/CD163+ foi menor e associado com uma maior imunoexpressão das células CD163+ (mediana = 1,02; p<0,001). Além disso, as células CD68+ tiveram maiores percentuais de imunoexpressão em CRs com tamanhos menores (p = 0,034). Conclusão: A maior imunoexpressão do CD68 associado ao TNF-α em CRs sugere a maior diferenciação para um fenótipo M1 neste tipo de lesão. A maior imunoexpressão do CD163 nos GPs configurou a maior diferenciação para um fenótipo M2. Portanto, o estado pró-inflamatório promovido pelos macrófagos M1 está relacionado com o surgimento e manutenção dos CRs, por outro lado, o estado imunomodulatório dos macrófagos M2 está relacionado com o desenvolvimento dos GPs.
Abstract: Introduction: Radicular cysts (RCs) and periapical granulomas (PGs) develop in response to inflammatory mediators from pulp necrosis. Macrophages play an important role in the etiopathogenesis of these lesions and are involved in the protective response of the host as well as in the perpetuation of inflammatory reactions. The infiltration of macrophages subpopulations M1 and M2 into sites of chronic inflammation allows the phagocytosis of foreign agents, the release of chemical mediators and may also act as antigen-presenting cells. Aim: To identify the subpopulations of macrophages M1/M2 in RCs and PGs, additionally relates them to clinical and morphological aspects. Material and Methods: A clinic, histopathologic and immunohistochemical analysis were performed on 30 RCs and 30 PGs. The M1 macrophages subpopulation was evaluated by the percentages of CD68 immunostaining associated with the TNF-α inflammatory cytokine and the M2 macrophages subpopulation by its specific CD163 antibody. Clinical, radiographic, symptomatology, treatment and morphological parameters of the lesions were collected and a statistical significance level of 95% was adopted for statistical analysis. Results: The ratio of CD68+/CD163+ cells was higher in the RCs (median=1.22, p=0.002), and the highest TNF-α immunostaining scores were found in the RCs (p=0.018); in the PGs, the CD68+/CD163+ ratio was lower and associated with a greater CD163+ immunostaing (median=1.02, p<0.001). In addition, CD68+ cells had higher percentages of immunostaining in RCs with smaller sizes (p=0.034). Conclusion: The increased CD68 immunostaining associated with TNF-α cytokine in RCs suggests the greatest differentiation for a M1 phenotype. The greater CD163 immunostaining in PGs provide greater differentiation for the M2 phenotype. Therefore, the inflammatory state promoted by the M1 macrophages is related to appearance and maintenance of RCs, on the other hand, the immunomodulatory state of the M2 macrophages is related to the development of PGs.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25154
Appears in Collections:PPGPO- Mestrado em Patologia Oral

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GloriaMariaDeFranca_DISSERT.pdf3,15 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.