Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25210
Título: Pesquisa dos vírus dengue em culicídeos no Município de Natal, Rio Grande do Norte, 2016
Autor(es): Medeiros, Leandro Gurgel de
Palavras-chave: Mosquitos;Vetores de dengue;Arbovírus;Distritos sanitários
Data do documento: 19-Fev-2018
Citação: MEDEIROS, Leandro Gurgel de. Pesquisa dos vírus dengue em culicídeos no Município de Natal, Rio Grande do Norte, 2016. 2018. 104f. Dissertação (Mestrado em Biologia Parasitária) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Resumo: Dengue is a complex and multifactorial disease, found mainly in tropical and subtropical regions, with a global incidence ranging from 50 to 100 million cases per year. Its etiologic agent is dengue virus (DENV), a group B arbovirus, so designated because its maintenance in nature depends on transmission to vertebrate hosts by hematophagous arthropod vectors (Artrophod-Borne Virus). They are transmitted to humans by female mosquitoes of the genus Aedes, especially Aedes aegypti and Aedes albopictus. DENVs are single-stranded RNA viruses with positive polarity, approximate size 11Kb and with a single open reading frame. It is classified in the Flaviviridae family, genus Flavivirus, and four serotypes (DENV-1, DENV-2, DENV-3 and DENV-4) are described, serologically similar, but with specific antigenic determinants for each serotype. This work aimed to investigate the dengue virus in culicidae captured in the municipality of Natal-RN, Brazil, from January to November, 2016. We analyzed 137 pools of females of the species Aedes aegypti, Aedes albopictus, Culex quinquefasciatus, Wyeomyia sp., Ochlerotatus scapularis and Haemagogus leucocelaenus. Each pool was analyzed for the genetic material of DENV by the RT-PCR technique. The species Aedes aegypti was the most represented, with 72 analyzed pools. RNA was detected in 19,70% (27/137) of the pools. In the western and northern sanitary districts, there was a higher incidence of mosquitoes collected. Two types of serotypes were detected: DENV-1 and DENV-3. DENV-1, the most prevalent serotype, was detected in 92,60% of the positive pools (25/27), while DENV- 3 was detected in only 7,40% (2/27). The months of February and April were the ones that had a greater number of mosquito pools tested positive for DENV, both with 44,4% (12/27) of the total positive pools. This information allowed the recognition of priority areas for dengue control actions in Natal-RN, as well as the serotypes circulating in the municipality during the year of the study and revealed the presence of DENV in other species of culicidae, a pioneer finding in the municipality.
metadata.dc.description.resumo: A dengue é uma doença complexa e multifatorial, encontrada principalmente nas regiões tropicais e subtropicais, com incidência global variando entre 50 a 100 milhões de casos por ano. O agente etiológico, o vírus dengue (DENV), é um arbovírus do grupo B, assim designado porque a sua manutenção na natureza depende da transmissão para hospedeiros vertebrados, por vetores artrópodes hematófagos (Artrophod-Borne Vírus). São transmitidos aos humanos por mosquitos fêmeas do gênero Aedes, especialmente Aedes aegypti e Aedes albopictus. Os DENV são vírus de RNA fita simples, com polaridade positiva, tamanho aproximado de 11Kb e com uma única janela de leitura aberta. É classificado na família Flaviviridae, gênero Flavivirus, sendo descritos quatro sorotipos distintos (DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4), sorologicamente semelhantes, mas com determinantes antigênicos específicos para cada sorotipo. Esse trabalho objetivou pesquisar os vírus dengue em culicídeos capturados no município de Natal-RN, Brasil, no período de janeiro a novembro de 2016. Foram analisados 137 pools de fêmeas das espécies Aedes aegypti, Aedes albopictus, Culex quinquefasciatus, Wyeomyia sp., Ochlerotatus scapularis e Haemagogus leucocelaenus. Cada pool foi analisado para detecção do material genético dos DENV, pela técnica de RT-PCR. A espécie Aedes aegypti foi a mais representada, com 72 pools analisados. O RNA foi detectado em 19,70% (27/137) dos pools. Nos distritos sanitários oeste e norte, houve a maior incidência de mosquitos coletados. Foi constatada a presença de dois sorotipos de dengue: o DENV-1 e o DENV-3, sendo o DENV-1, o sorotipo mais prevalente, detectado em 92,60% dos pools positivos (25/27), enquanto que DENV-3 foi detectado em apenas 7,40% (2/27). Os meses de fevereiro e abril foram os que tiveram um maior número de pools de mosquitos positivos para o DENV, ambos com 44,4% (12/27) do total de pools positivos. Essas informações possibilitaram o reconhecimento de áreas prioritárias para a realização de ações de controle da dengue em Natal-RN, bem como dos sorotipos circulantes no município no ano do estudo e revelaram a presença do DENV em outras espécies de culicídeos, sendo esse um achado pioneiro no município.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25210
Aparece nas coleções:PPGBP - Mestrado em Biologia Parasitária

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
LeandroGurgelDeMedeiros_DISSERT.pdf1,93 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.