Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25275
Title: O desemprego em jovens recém graduados: uma leitura fenomenológica hermenêutica heideggeriana
Authors: Oliveira, Malu Nunes de
Keywords: Desocupação e juventude;Desocupação;Pesquisa fenomenológica;Hermenêutica heideggeriana
Issue Date: 23-Feb-2018
Citation: OLIVEIRA, Malu Nunes de. O desemprego em jovens recém graduados: uma leitura fenomenológica hermenêutica heideggeriana. 2018. 138f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: O número de jovens em situação de desemprego cresceu consideravelmente ao longo dos últimos anos, chegando a ser maior do que o número de adultos desempregados. Este estudo surgiu da necessidade de ampliar a reflexão acerca do desemprego e dos sentidos que se desvelam nesta vivência em jovens recém-graduados, enfatizando a fala dos próprios participantes da pesquisa. Partindo desse pressuposto, o problema desta pesquisa foi questionar qual é o sentido de estar fora de um lugar que representa “estabilidade”, o trabalho, momento este que comumente gera angústia, medo e insegurança. Para tal, o objetivo foi compreender a experiência de jovens recém graduados que se encontravam na vivência do desemprego, sob a perspectiva fenomenológica-hermenêutica heideggeriana. Este enfoque permite priorizar a compreensão da existência humana através dos sentidos que o ser atribui à sua experiência e os desvela pela linguagem. Foram realizadas quatro entrevistas com jovens entre as idades de 23 e 29 anos. A análise das narrativas foi realizada a partir do método hermenêutico, sob a luz das ideias do filósofo Martin Heidegger e estudiosos de sua filosofia. Os resultados revelaram que o desejo dos jovens de exercer suas atividades perpassa suas visões de mundo, tornando o rumo de suas vidas uma consequência dos caminhos que a formação lhes proporcionou. Os sentidos associados ao exercício de uma ocupação laboral excluem a possibilidade de não exercício da atividade, desvelando os sentimentos de inutilidade, ansiedade e desocupação. Reflexões sobre o mercado de trabalho, o modo de produção capitalista e aspectos sociológicos sobre o contexto de formação superior e do mundo do trabalho também foram desvelados, refletindo as características da “Era da Técnica”. A inserção da perspectiva fenomenológica nas discussões sobre o desemprego e trabalho ampliou a compreensão sobre o ser jovem na contemporaneidade, visto que esta realidade apresenta demandas e abre espaço para novas investigações e intervenções.
Abstract: The number of young people in unemployment has grown considerably over the past few years, becaming bigger than the number of unemployed adults. This study emerged from the need to broaden the reflection about the unemployment and the senses that are revealed in this experience in young graduates, highlighting the speech of the participants of the research. The point to started this research was to question the meaning of being outside of a place that represents "stability", the work, moment that usually generates anguish, fear and insecurity. The objective of this research was to understand the experience of young graduates who were experiencing unemployment under the Heideggerian phenomenological-hermeneutic perspective. This approach allows prioritizing the understanding of human existence through the senses that the being attributes to its experience and reveals them through language. Four interviews were conducted with young people between the ages of 23 and 29 years. The analysis of the narratives was carried out from the hermeneutical method, in the light of the ideas of the philosopher Martin Heidegger and scholars of his philosophy. The results revealed that the desire of young people to carry out their activities permeates their worldviews, making their lives a consequence of the ways that university provided them. The senses associated with the exercise of a work occupation exclude the possibility of not exercising the activity, revealing the feelings of uselessness, anxiety and idle. Reflections on the labor market, the capitalist mode of production and sociological aspects of the context of higher education and the world of work were also revealed, reflecting the characteristics of the "Age of Technique". The insertion of the phenomenological perspective in the discussions on unemployment and work has broadened the understanding about being young in the contemporary world, since this reality presents demands and opens space for new investigations and interventions.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25275
Appears in Collections:PPGPSI - Mestrado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MaluNunesDeOliveira_DISSERT.pdf805,28 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.