Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25395
Title: Percepção das pessoas com deficiência sobre a Atenção à Saúde e sua contribuição para a educação médica
Authors: Lins, Valéria Cristina Montenegro Batista
Keywords: Pessoas com deficiência;Serviços de saúde;Educação médica;Atenção Integral à Saúde das PcD
Issue Date: 13-Apr-2018
Citation: LINS, Valéria Cristina Montenegro Batista. Percepção das pessoas com deficiência sobre a Atenção à Saúde e sua contribuição para a educação médica. 2018. 108f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino na Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Abstract: The National Policy on the Health of Persons with Disabilities guides actions of health promotion, disability prevention, improvement of information mechanisms, professional training, organization and operation of health care services. However, persons with disabilities do not feel assisted in their needs when seeking such services. In addition, medical education, in general, has not included in its curriculum content this group of persons, thus contributing to the non-recognition of the specificities related to the various types of disability and aspects relevant to integral care. This study aims to understand the perception of persons with disabilities about the medical care received in health services, so as to contribute to professional training that meets the needs of this specific population. The theoretical-methodological path covered was phenomenology, using the qualitative approach. The techniques used to collect data were focal group and semi-structured interviews, from which emerged three thematic units: Needs of persons with disabilities; Health Services and Comprehensive health care for persons with disabilities. The results of this research showed that persons with disabilities, when they use health services seeking medical attention, often face barriers in the institutions, both at the level of attitudinal and communication, accessibility, to the lack of equipment and materials appropriate to their service. There was also a need for awareness and training of medical professionals to better care and accommodate persons with disabilities, in order to make them feel socially included and respected in their condition. The importance of the role of primary care in the integral health care of these persons is reiterated, and it is a challenge, reflecting on the effectiveness of current practices and the possibilities for future improvements. It is concluded that it is necessary for medical schools to commit themselves to the theme and to provide education aimed at the health needs of these persons.
Portuguese Abstract: A Política Nacional de Saúde da Pessoa com Deficiência orienta ações de promoção da saúde, prevenção de incapacidades, melhoria dos mecanismos de informação, capacitação profissional, e organização/funcionamento dos serviços de atenção à saúde. No entanto, as pessoas com deficiência não se sentem assistidas em suas necessidades quando procuram tais serviços. Adicionalmente, a educação médica, em geral, não tem contemplado em seus conteúdos curriculares esse grupo de pessoas, contribuindo assim, para o não reconhecimento das especificidades relacionadas aos vários tipos de deficiência e de aspectos relevantes para o cuidado integral. Esse estudo objetiva compreender a percepção das pessoas com deficiência sobre o atendimento médico recebido nos serviços de saúde, de modo a contribuir para uma formação profissional que atenda às necessidades dessa população específica. O caminho teórico-metodológico percorrido foi a fenomenologia, utilizando a abordagem qualitativa. As técnicas utilizadas para a coleta dos dados foram grupo focal e entrevistas semiestruturadas, de onde emergiram três unidades temáticas: Necessidades das pessoas com deficiência; Serviços de Saúde e Atenção integral à saúde das pessoas com deficiência. Os resultados dessa pesquisa evidenciaram que as pessoas com deficiência, quando recorrem aos serviços de saúde buscando atendimento médico, muitas vezes, se deparam com barreiras presentes nas instituições, tanto no que se refere ao aspecto atitudinal e de comunicação, quanto à acessibilidade e à falta de equipamentos e materiais apropriados ao seu atendimento. Observou-se também a necessidade de sensibilização e capacitação dos profissionais médicos para melhor atendimento e acolhimento às pessoas com deficiência, no sentido de contribuir para que elas se sintam incluídas socialmente e respeitadas na sua condição. Reitera-se a importância do papel da atenção primária no cuidado integral à saúde dessas pessoas, o que se constitui um desafio e provoca uma reflexão sobre a eficácia das práticas atuais e sobre as possibilidades de melhorias futuras. Conclui-se que é necessário que as escolas médicas se comprometam com a temática e possibilitem um ensino voltado para as necessidades em saúde dessas pessoas.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25395
Appears in Collections:MPEENSA - Mestrado Profissional em Ensino na Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ValeriaCristinaMontenegroBatistaLins_DISSERT.pdf1,58 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.