Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25560
Título: Nanoencapsulação de carotenoides de melão Cantaloupe (Cucumis Melo L. reticulatus Naud.): caracterização de partículas, avaliação da solubilidade em água e estabilidade de cor em iogurte
Autor(es): Cavalcanti, Anny Karoliny de Oliveira
Palavras-chave: Corante natural;Proteínas do soro do leite;Gelatina suína;Nanoparticulas;Colorimetria
Data do documento: 4-Mai-2018
Citação: CAVALCANTI, Anny Karoliny de Oliveira. Nanoencapsulação de carotenoides de melão Cantaloupe (Cucumis Melo L. reticulatus Naud.): caracterização de partículas, avaliação da solubilidade em água e estabilidade de cor em iogurte. 2018. 87f. Dissertação (Mestrado em Nutrição) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Resumo: The objective of this study was to produce and characterize the carotenoid-rich extract of the Cantaloupe melon (Cucumis melo L. reticulatus Naud.) Encapsulated in porcine gelatin (EPG) and whey protein concentrated (EWPC) and isolated (EWPI), to evaluate the solubility in water, and the color stability in yogurt. The total of carotenoids was determined by UV-visible spectrophotometry, and the β-carotene by Ultra High-Performance Liquid Chromatography (UHPLC). The encapsulation was performed by double emulsion W/O/W. The particles were characterized by Laser Diffraction, Zeta Potential (PZ), Scanning Electron Microscopy (SEM), X-ray Diffraction (XRD), Fourier Transform Infrared Spectrophotometry (FTIR), and evaluated for the efficiency of incorporation (EI), water solubility, and color stability in yogurt (CIElab). The UHPLC indicated 40 μg (0.02) of β-carotene/g of Cantaloupe melon pulp. The mean particle size and polydispersity index obtained for EPG indicated the presence of homogeneous material at the nanometer scale [59.3 (2.60) nm and 0.3 (0.04)]. The results obtained for PZ were 21.2 (0.10) mV, - 10.8 (0.55) mV and -14.2 (0.25) mV, respectively, for EPG, EWPI and EWPC. SEM showed particles with a smooth surface for all groups evaluated, but only EPG presented homogeneous sizes. All the obtained diffractograms revealed amorphous structures. The FTIR showed, mainly, for EPG and EWPC new bands not observed in the isolated materials, indicating new chemical interactions. The incorporation efficiencies obtained for EPG, EWPC, and EWPI were, respectively, 90% (7.39), 77% (8.65) and, 58.5% (0.71). In the solubility test, EPG showed three times greater solubility [0.073mg / ml (0.007)] compared to the crude extract [0.0263mg / ml (0.003)], and was therefore used in the stability study. EPG added in yogurt show no significant difference (p> 0.05) for any of the evaluated color indexes during 60 days of storage, as opposed to crude extract (p <0.05). The encapsulation with porcine gelatine is a promising strategy for the encapsulation of carotenoids, increasing the potential of application in food.
metadata.dc.description.resumo: Objetivou-se produzir e caracterizar o extrato rico em carotenoides da polpa de melão Cantaloupe encapsulado em gelatina suína (EGS) e proteínas concentrada (EPC) e isolada (EPI) do soro do leite e, avaliar a solubilidade em água e a estabilidade de cor em iogurte. Foi realizada a determinação de carotenoides totais por espectrofotometria UV-visível e β-caroteno por Cromatografia Líquida de Ultra Eficiência. A encapsulação ocorreu por dupla emulsão A/O/A. As partículas foram caracterizadas por Difração a laser, Potencial Zeta (PZ), Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV), Difração de raio X (DRX), Espectrofotometria no Infravermelho por Transformada de Fourier (FTIR), e avaliadas quanto à eficiência de incorporação (EI), solubilidade em água e estabilidade de cor em iogurte (CIElab). A cromatografia indicou 40 μg (0,02) de β-caroteno/g de polpa de melão. O tamanho médio de partícula e o índice de polidispersão obtidos para EGS indicaram presença de material homogêneo em escala nanométrica [59,3 (2.60) nm e 0,3 (0,04)]. Os resultados obtidos para PZ foram 21.2 (0.10) mV, - 10.8 (0.55) mV e -14.2 (0.25) mV, respectivamente, para o EGS, EPI e EPC. O MEV mostrou partículas com superfície lisa para todos os grupos avaliados, porém somente EGS apresentou tamanhos homogêneos. Todos os difratogramas obtidos revelaram estruturas amorfas. O FTIR mostrou principalmente para EGS e EPC novas bandas não observadas nos materiais isolados, indicando novas interações químicas. As eficiências de incorporação obtidas para EGS, EPC e EPI foram, respectivamente, de 90% (7,39), 77% (8,65) e, 58,5% (0,71). EGS apresentou solubilidade três vezes maior [0,073mg/ml (0,007)] comparada ao extrato bruto [0,0263mg/ml (0,003)], sendo portanto, utilizado no estudo de estabilidade. O iogurte, adicionado de EGS, não apresentou diferença significativa (p>0,05) para nenhum dos índices de cor avaliados ao longo de 60 dias de armazenamento, ao contrário do adicionado de extrato bruto (p<0,05). A encapsulação com gelatina suína é uma estratégia promissora para o encapsulamento de carotenoides, visando ampliar o potencial de aplicação em alimentos.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25560
Aparece nas coleções:PPGNUT - Mestrado em Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AnnyKarolinyDeOliveiraCavalcanti_DISSERT.pdf1,61 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.