Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25621
Título: Abençoada cura: poéticas da voz e saberes de benzedeiras
Autor(es): Cunha, Lidiane Alves da
Palavras-chave: Benzedeiras;Ofício;Cura;Voz;Memória e performance
Data do documento: 12-Dez-2017
Referência: CUNHA, Lidiane Alves da. Abençoada cura: poéticas da voz e saberes de benzedeiras. 2017. 203f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Abstract: This research proposes to enter into this double universe: the magical / religious aspect of the knowledge of the benzedeiras and the role of the word as an element of healing. This hybrid knowledge, of which only these are knowledgeable, is present and performative in the instant, in which visible and invisible will compose the words of the healers, who modify, transform and update their knowledge of healing as a form of resistance. From the prayers pronounced in the healing rituals, they performatize the word, the voice, the narrations and memories. The goal is to reach this source of knowledge existing in orality, the blessing, unveiling this knowledge, because more than the literal meaning, words have the power to heal, without the need to have a defined function, as well as being a knowing transmitted in contexts in which the poetics of the voice is present. It is through the theoretical analysis of texts, ethnobiography and participant observation that we seek to approach the field of action of the healers in the cities of Natal, Parnamirim and Mossoró RN. It was observed that this knowledge, contrary to what one imagines, has been updated as a survival of a healing power and of knowledge that is perpetuated by time in the hands and performances of women who perform it over the years as an office.
Resumo: Esta pesquisa se propõe a adentrar neste duplo universo: o aspecto mágico/religioso dos saberes das benzedeiras e o papel da palavra enquanto elemento de cura. Esse conhecimento híbrido, do qual somente estas são conhecedoras, se faz presente e se performatiza no instante, em que visível e invisível irão compor as palavras das benzedeiras, que modificam, transformam e atualizam seus saberes de cura como forma de resistência. A partir das orações pronunciadas nos rituais de cura, elas performatizam a palavra, a voz, as narrações e memórias. O objetivo da pesquisa é alcançarmos essa fonte de saber existente na oralidade, a benzeção, desvendando esse saber, pois mais do que o significado literal, as palavras têm o poder de curar bem como de ser um saber transmitido em contextos em que a poética da voz se faz presente. É através da análise teórica dos textos, da etnobiografia e observação participante que buscamos nos aproximar do campo de atuação das benzedeiras nas cidades de Natal, Parnamirim e Mossoró RN. Observou-se que esse saber, ao contrário do que se imagina, tem se atualizado enquanto sobrevivência de um poder de cura e de saberes que se perpetuam pelo tempo nas mãos e performances de mulheres que o executam ao longo dos anos como um ofício.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25621
Aparece nas coleções:PPGCS - Doutorado em Ciências Sociais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LidianeAlvesDaCunha_TESE.pdf4,74 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.