Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25685
Title: Doação de sangue: aspectos sociodemográficos e análise evolutiva
Authors: Tasso, Natália de Araújo Miranda
Keywords: Pró-socialidade;Doação de sangue;Doadores de sangue;Motivação;Nível socioeconômico
Issue Date: 24-Apr-2018
Citation: TASSO, Natália de Araújo Miranda. Doação de sangue: aspectos sociodemográficos e análise evolutiva. 2018. 109f. Dissertação (Mestrado em Psicobiologia) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: Doar sangue é um comportamento pró-social. Ao doar, somos capazes de salvar a vida de uma pessoa. No Brasil, a taxa da população que doa ainda não atinge a proporção mínima estipulada pela OMS, pois no país, tem-se o número de 1,76%, quando o ideal seria ter entre 3 a 5% da população doadora. Por isso, trabalhos que investiguem os componentes motivacionais para a doação são importantes e urgentes, a fim de aumentar esses números. No primeiro estudo, fizemos uma revisão sistemática na literatura dos últimos dez anos, buscando trabalhos brasileiros que abordassem a doação de sangue sob o ponto de vista motivacional. Ao final dos critérios de seleção, foram analisadas 38 publicações. Acreditamos que esse número precisa aumentar, principalmente porque foi achado apenas um artigo da área de psicologia. Essa área estuda comportamento humano e, por isso, deveria estar mais presente, já que a doação de sangue é um comportamento de ajuda que encontramos em nossa sociedade. No estudo dois, fizemos um levantamento do perfil sociodemográfico e socioeconômico dos doadores. Nossa amostra contou com maioria dos doadores sendo do sexo masculino, idade entre 18 e 27 anos, católicos/protestantes, ensino médio completo e tipo sanguíneo O. Além disso, mais de 40% da amostra se encontrava nos níveis socioeconômicos mais altos (A e B1). Esse estudo mostrou que o fator socioeconômico pode ser um componente importante na tomada de decisão de se tornar ou não um doador. Por fim, no estudo 3, analisamos algumas motivações relativas à doação. Encontramos que a motivação “Parecia o certo” foi mais importante para os doadores de reposição e para os homens, “Obrigação moral/social” e “Lanche gratuito” foi mais importante para os doadores de primeira vez e “Sinto-me psicologicamente bem ao fazer a doação” foi mais relevante para as mulheres. Além disso, vimos que a maior parte das primeiras doações teve caráter espontâneo. Em síntese, esse trabalho mostrou que a doação de sangue é um processo complexo, composto por várias nuances e que é preciso trazer informações de diversas áreas de conhecimento para entender o comportamento de forma mais completa.
Abstract: Donating blood is a pro-social behavior. By donating, we are able to save a person's life. In Brazil, the donor population rate still does not reach the minimum proportion stipulated by WHO, which is 1.76% in the country, when would be ideal to have between 3 and 5% of the donor population. Therefore, papers that investigates the motivational components for donation are important and urgent, in order to increase these numbers. In the first study, we did a systematic review in the literature of the last ten years, searching for Brazilian studies that approached blood donation from the motivational point of view. At the end of the selection criteria, 38 publications were analyzed. We believe that this number needs to increase, mainly because only one article was found in the psychology area. This area studies human behavior and therefore should be more present, since blood donation is a helping behavior that we find in our society. In study two, we surveyed the sociodemographic and socioeconomic profile of the donors. Our sample consisted of mostly of the donors being male, age between 18 and 27, Catholics/Protestants, complete high school and O blood type. In addition, more than 40% of the sample was in the highest socioeconomic levels (A and B1). This study showed that the socioeconomic factor can be an important component in the decision to become a donor or not. Finally, in study 3, we analyze some motivations related to donation. We found that the "It seemed right" motivation was more important for replacement donors and for men, "Moral/social obligation" and "Free snack" was more important to first-time donors and "I feel psychologically well make the donation "was more relevant to women. In addition, we saw that most of the first donations were spontaneous. In summary, this work showed that blood donation is a complex process, composed of several nuances and that it is necessary to bring knowledge from several areas of knowledge to understand the behavior more completely.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25685
Appears in Collections:PPGPSICO - Mestrado em Psicobiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
NataliaDeAraujoMirandaTasso_DISSERT.pdf1,38 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.