Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/25726
Title: Memória das palavras: uma abordagem lexical da língua portuguesa em sala de aula
Authors: Santos, Maria Adelúcia dos
Keywords: Lexicologia;Lexicografia;Verbete de dicionário;Étimoafricano;Português do Brasil
Issue Date: 11-May-2018
Citation: SANTOS, Maria Adelúcia dos. Memória das palavras: uma abordagem lexical da língua portuguesa em sala de aula. 2018. 112f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras - Profletras/CN) - Centro de Ensino Superior do Seridó, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: O conhecimento sobre o léxico é uma das competências essenciais para a compreensão de uma língua, uma vez que envolve fatores relacionados às práticas sociais, à cultura, à história e à identididade dos falantes. No entanto, a falta de sistematização da abordagem do conteúdo lexical, principalmente no que diz respeito à atuação das palavras de étimo africano na formação do léxico brasileiro, numa sala de aula de 9º ano de uma escola pública do estado da Paraíba, levou-nos aos seguintes questionamentos: como desenvolver uma abordagem significativa e sistematizada do sistema lexical da língua portuguesa? E ainda: Quais as implicações dessa abordagem no processo de ensino-aprendizagem?Assim surgiu a necessidade de elaborar e desenvolver uma sequência didática que ofereça a possibilidade de trabalhar o léxico de uma forma mais efetiva, através do gênero verbete de dicionário.Nesse trabalho, analisamos as contribuições de ações direcionadas à formação lexical do português falado no Brasil para o conhecimento do aluno. Desse modo, aplicamos estratégias de escrita que favoreceram a valorização dos vocábulos de origem africana que influenciaram a formação do nosso sistema lexical, possibilitando o (re)conhecimento do aporte lexical de base africana incorporado ao português falado no Brasil. Buscamos também, suscitar no aluno o conhecimento mais amplo acerca de sua identidade linguística, além de apresentarmos o hipergênero dicionário, ampliando a concepção de uso e finalidade e propondo aos alunos a produção do gênero verbete de dicionário sobre a temática em questão.Para tanto, o presente estudo baseou-se nos seguintes aportes teóricos:Pontes e Santiago (2009), Krieger (2012, 2014), Santiago (2012, 2015) e Antunes (2012) nos estudos voltados para o Lexicografia e o léxico em sala de aula; Mendonça (1972), Castro (2001, 2012), Lopes (2006), Silva (2004) como embasamento para as questões relativas ao contato entre as línguas africanas e o português do Brasil; Dolz e Schneuwly (2004) e Marcuschi (2008) nas orientações acerca da elaboração da sequência didática. A metodologia seguiu os pressupostos da pesquisa-ação deThiollent (1986), Moreira; Caleffe (2006) e Fritzen (2012) a partir de uma perspectiva qualitativa referente aos dados de pesquisa. Os resultados apontaram que o trabalho sistemático e significativo com o léxico em sala de aula, a partir do hipergênero dicionário, contribuiu para que os alunos ampliassem o conhecimento sobre a formação de sua própria identidade linguística ao passo que tiveram um aprimoramento bastante significativo em relação ao processo de escrita.
Abstract: Knowledge about lexicon is one of the essential competences for understanding a language, since it involves factors related to social practices, culture, history and the identity of speakers. However, the lack of systematization of the lexical content approach, specifically regarding the performance of the words of African etymology in the formation of the Brazilian lexicon, in a 9th grade classroom of a public school in the state of Paraíba, led us to the following questions: how to develop a meaningful and systematized approach to the Portuguese language lexical system? What are the implications of this approach in the teaching-learning process? This has led to the need to elaborate and develop a didactic sequence that offers the possibility of working the lexicon more effectively through the dictionary entry genre. In this work, we intend to analyze the contributions of actions directed to the lexical formation of the Portuguese spoken in Brazil for the knowledge of the student. In this way, we apply writing strategies that favor the valorization of the words of African origin that influenced the formation of our lexical system, making possible the (re) knowledge of the lexical contribution of African base incorporated into Portuguese spoken in Brazil. We also seek to elicit in the students the widest knowledge about their linguistic identity, in addition to presenting the hypergeneric dictionary, expanding the conception of use and purpose and proposing to students the production of the genre dictionary entry on the subject matter in question. Therefore, the present study was based on the following theoretical contributions: Pontes and Santiago (2009), Krieger (2012, 2014), Santiago (2012, 2015) and Antunes (2012) in the studies focused on Lexicography and lexicon in the classroom; Mendonça (1972), Castro (2001, 2012), Lopes (2006), Silva (2004) as a basis for questions concerning contact between African languages and Brazilian Portuguese; Dolz and Schneuwly (2004) and Marcuschi (2008) in the guidelines on the elaboration of the didactic sequence. The methodology followed the assumptions of the action research of Thiollent (1986), Moreira; Caleffe (2006) and Fritzen (2012) from a qualitative perspective regarding the research data. In general, the results point out that a systematic and meaningful work with the lexicon in the classroom, from the hypergeneric dictionary, contributed to the students to increase the knowledge about the formation of their own linguistic identitywhile they have had a significant improvement over the writing process.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25726
Appears in Collections:PROFLETRAS - CN - Mestrado Profissional em Letras

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MariaAdeluciaDosSantos_DISSERT.pdf4.53 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.