Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25771
Title: Processo de incubação em economia solidária à luz de preceitos de autogestão: experiências de estudantes de graduação da OASIS/UFRN
Authors: Costa, Ana Paula Borba
Keywords: Incubadora social;Metodologia de incubação;Autogestão;Iramuteq
Issue Date: 29-Jun-2018
Citation: COSTA, Ana Paula Borba. Processo de incubação em economia solidária à luz de preceitos de autogestão: experiências de estudantes de graduação da OASIS/UFRN. 2018. 75f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Abstract: The objective of the research is to analyze, in the light of precepts of self - management, incubation process in solidarity economy based on the experiences of students from the group Organization of Learning and Knowledge in Solidarity Initiatives and Studies in the Third Sector (OASIS/UFRN). The OASIS group develops integrated teaching, research and extension activities aimed at strengthening collective initiatives among young people and adults, based on principles of solidarity economy, both through voluntary social projects and the purpose of generating work and income. The methodological course of the research contemplated, preliminarily, a systematic review, in the Capes Periodical Portal and the UFRN Institutional Repository of theses and dissertations, with the purpose of qualifying the state of the art in incubation in solidarity economy. A similar procedure followed to qualify the production in self-management, which allowed the selection of the categories of analysis. This is a qualitative research using a case study strategy. Data were collected through documents and semistructured interviews and observation with undergraduate students of the OASIS group. Subsequently, the information collected was transcribed and processed by basic lexicographic analysis, supported by IRAMUTEQ software, resulting in six classes of the textual corpus: a) contributions; b) experience; c) self-management; d) incubator; e) activity and f) enterprise. These classes were then aligned to the categories of analysis of the self-management organization of Carvalho (1983) and Oliveira (1996), organized by Toledo (2008), namely: decision making, division and participation in work, relationship with partners, knowledge in self-management and solidarity economy, division of labor between planning and execution, personal relations, hierarchy and education. The results point to the social and pedagogical relevance of the type of work carried out by undergraduate students as a contribution to the projects they provide, as well as pedagogical, professional and personal training. Future studies, it is suggested, can progress to systematize the experiences of graduates from both the studied academic group and their counterparts, with the purpose of segmenting and deepening the nature of the competences formed from cohabitation in solidarity economy and access to readings theories and, in an extended way, in the field of social management.
Portuguese Abstract: O objetivo da pesquisa consiste em analisar, à luz de preceitos de autogestão, processo de incubação em economia solidária tomando como base empírica vivências de estudantes do grupo Organização de Aprendizagem e Saberes em Iniciativas Solidárias e Estudos no Terceiros Setor (OASIS/UFRN). O grupo OASIS desenvolve atividades integradas de ensino, pesquisa e extensão voltadas ao fortalecimento de iniciativas coletivas junto a jovens e adultos, fundamentada em princípios da economia solidária, tanto por meio de projetos sociais de ação voluntária quanto pelo propósito de geração de trabalho e renda. O percurso metodológico da pesquisa contemplou, preliminarmente, revisão sistemática, no Portal de Periódicos Capes e no Repositório Institucional da UFRN de teses e dissertações, com o propóisito de qualificar o estado da arte em incubação em economia solidária. Em seguida ocorreu procedimento similar para qualificar a produção em autogestão, o que propiciou a seleção das categorias de análise. Trata-se de pesquisa de abordagem qualitativa mediante estratégia de estudo de caso. Os dados foram coletados por meio de documentos e de entrevista semiestruturada e observação junto a alunos de graduação do grupo OASIS. Posteriormente, as informações coletadas foram transcritas e processados por meio de análise lexicográfica básica, apoiada no software IRAMUTEQ, resultando seis classes do corpus textual: a) contribuições; b) experiência; c) autogestão; d) incubadora; e) atividade e f) empreendimento. Tais classes foram então alinhadas às categorias de análise da organização autogestionária de Carvalho (1983) e Oliveira (1996), organizadas por Toledo (2008), quais sejam: tomada de decisões, divisão e participação no trabalho, relação com parceiros, conhecimento em autogestão e economia solidária, divisão do trabalho entre planejamento e execução, relações pessoais, hierarquização e educação. Os resultados apontam para a relevância social e pedagógica do tipo de trabalho realizado pelos estudantes de graduação tanto como contribuição para os empreendimentos por eles assessorados quanto em termos pedagógicos, de formação profissional e pessoal. Estudos futuros, sugere-se, podem progredir para sistematizar experiências de egressos, tanto do grupo acadêmico estudado quanto de congêneres, com o propósito de segmentar e aprofundar a natureza das competências formadas a partir de convivências em incubação em economia solidária e do acesso a leituras teóricas específicas no tema e, de modo ampliado, no domínio da gestão social.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25771
Appears in Collections:PPGA - Mestrado em Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Processoincubaçãoeconomia_Costa_2018.pdf1,26 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.