Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25774
Title: Utilidade social em empreendimentos da economia solidária: o caso das mulheres do artesanato (Natal/RN)
Authors: Melo, Teresa Júlia de Araújo
Keywords: Utilidade social;Empreendimentos solidários;Mulheres;Artesanato;IRAMUTEQ
Issue Date: 29-Jun-2018
Citation: MELO, Teresa Júlia de Araújo. Utilidade social em empreendimentos da economia solidária: o caso das mulheres do artesanato (Natal/RN). 2018. 83f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Abstract: This dissertation aims to reveal, in the light of the construct social utility, dimensions of work and production in the solidarity economy based on the experiences of women in enterprises of the handicraft segment. The dissertation was derived from the project Social Management, Social Technologies and Sustainability: Incubation of Solidarity Economic Enterprises in the Municipality of Natal (2016/2017) originally fomented by the former National Secretariat of Solidarity Economy of the Ministry of Labor and Social Security by means of action research conducted by the Organization of Learning and Knowledge in Solidarity Initiatives and Studies in the Third Sector of the Federal University of Rio Grande do Norte. Particularly, regarding the limited financial return and the questionable economic viability of the enterprises, by identifying precariousness in the organization of the enterprises, considering the predominance of informal groups with a reduced number of members. In terms of incomes, monthly compensation amounts below a minimum wage, very low income and even nonexistent, directly impact the permanence of the partners and the longevity of the enterprises. Despite the restriction of socioeconomic profile surveyed, the assumptions made are that crafts enterprises assume a condition of welfare promoters, because they link work and art, and in this condition, the economic dimension appears subordinated to social utility. In addition to this, it is assumed that the mechanisms of performance evaluation centered on the economic, monetary and market bias are not sufficient to evaluate economic enterprises in solidarity that assume high community representativeness and social relevance. As operational objectives, there is a) characterization of the dimensions of social utility in the productive practices of the ESS; b) to identify in the perspective of social utility the characteristic that explains the viability of the enterprises and c) to evidence contributions of the studied SEEs to the life of the associates and the community. Methodologically, this dissertation adopts a qualitative character of research, with descriptive-exploratory, cross-sectional objectives. The case study was considered and the data collection was done through observation and the realization of focus groups. In all, 12 focus groups were held, with 13 of the 17 groups mapped out to participate in the UFRN / SENAES / SEMTAS Natal cooperation project. The sessions were guided by a semistructured script and the data collected were analyzed through content analysis (BARDIN, 2011) and lexicographic analysis, with the aid of the free IRAMUTEQ analysis software. The software generated six interlaced analytical categories, derived from the textual corpus of data collection, which resemble the categories of analysis created based on the theoretical framework to understand the dimensions of social utility in associations. As results, it can be understood that the strongest variables in the process of explaining the feasibility of these enterprises were sociability and knowledge, not income, as in analyzes of traditional viabilities. It has been proved that the survival of these enterprises is not only due to economic and monetary bias. It happens through the social, cultural and affective relations of social utility and by the capacity of the enterprises to develop associative dynamics, to establish cooperative ties based on trust, solidarity and sense of belonging.
Portuguese Abstract: Esta dissertação tem por objetivo revelar, à luz do construto utilidade social, dimensões do trabalho e da produção na economia solidária com base em vivências de mulheres em empreendimentos do segmento artesanato. A dissertação derivou-se do projeto Gestão Social, Tecnologias Sociais e Sustentabilidade: Incubação de Empreendimentos Econômicos Solidários no Município de Natal (2016/2017) originalmente fomentado pela então Secretaria Nacional de Economia Solidária do Ministério do Trabalho e Previdência Social por meio de pesquisa-ação conduzida pela Organização de Aprendizagem e Saberes em Iniciativas Solidárias e Estudos no Terceiro Setor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte Notadamente no que se refere ao limitado retorno financeiro e à questionável viabilidade econômica dos empreendimentos, ao identificar precariedade na forma de organização dos empreendimentos, atentando para a predominância de grupos informais, com número reduzido de sócios. Em termos de renda, os valores mensais de remuneração inferiores a um salário mínimo, rendimentos muito baixos e até mesmo inexistentes, impactam diretamente na permanência dos sócios e na longevidade dos empreendimentos. Apesar da restrição de perfil socioeconômico pesquisado, os pressupostos levantados são que os empreendimentos de artesanato assumem uma condição de promotores de bem-estar, por vincular trabalho e arte, e, nessa condição, a dimensão econômica aparece subordinada à utilidade social. Além deste, pressupõe-se que pode assumir é que os mecanismos de avaliação de desempenho centrados no viés economicista, monetário e de mercado, não são suficientes para avaliar empreendimentos econômicos solidários que assumem elevada representatividade comunitária e relevância social. Como objetivos operacionais, encontra-se a) caracterização das dimensões da utilidade social nas práticas produtivas dos EES; b) identificar na perspectiva da utilidade social a característica que explica a viabilidade dos empreendimentos e c) evidenciar contribuições dos EES estudados para vida das associadas e da comunidade. Metodologicamente, essa dissertação adota um caráter qualitativo de pesquisa, com objetivos descritivos-exploratórios, de corte transversal. Considerou-se o estudo de caso e a coleta de dados se deu por intermédio de observação e da realização de grupos focais. Ao todo, foram realizados 12 grupos focais, com 13 dos 17 grupos mapeados para participar do projeto de cooperação UFRN/SENAES/SEMTAS Natal. As sessões foram norteadas por um roteiro semiestruturado e os dados coletados foram analisados por meio da análise de conteúdo (BARDIN, 2011) e análise lexicográfica, com auxílio do software livre de análise IRAMUTEQ. O software gerou seis categorias analíticas entrelaçadas, oriundas do corpus textual da coleta de dados, que se assemelham as categorias de análise criadas com base no referencial teórico para compreender as dimensões da utilidade social nas associações. Como resultados, pode-se compreender que as variáveis mais fortes no processo de explicar a viabilidade destes empreendimentos foram a sociabilidade e o conhecimento e não a variável renda, como em análises de viabilidades tradicionais. Comprovou-se que a sobrevivência desses empreendimentos, não se dá apenas pelo viés econômico e monetário. Acontece pelas relações sociais, culturais e afetivas da utilidade social e pela capacidade de os empreendimentos desenvolverem dinâmicas associativas, estabelecerem laços cooperativos com base na confiança, na solidariedade e sensação de pertencimento.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25774
Appears in Collections:PPGA - Mestrado em Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Utilidadesocialempreendimentos_Melo_2018.pdf713,56 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.