Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25833
Title: Análise da cobertura jornalística em redes sociais digitais: o acontecimento rebelião em Alcaçuz veiculado nas lives do Facebook
Authors: Medeiros, Kalianny Bezerra de
Keywords: Acontecimento;Convergência jornalística;Jornalismo;Sites de redes sociais;Transmissões ao vivo
Issue Date: 30-May-2018
Citation: MEDEIROS, Kalianny Bezerra de. Análise da cobertura jornalística em redes sociais digitais: o acontecimento rebelião em Alcaçuz veiculado nas lives do Facebook. 2018. 182f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Mídia) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Abstract: This research has as main objective to analyze the journalistic practice and the strategies adopted by the newspapers Tribuna do Norte and Novo in the cover of the rebellion in Alcaçuz, in January of 2017, from the use of the live transmissions in Facebook. We start from the notion that the event always happens to someone and that we can understand it from two distinct forms, its double life - existential and object (QUÉRÉ, 2005; 2012). We work on the concept of social networking sites and seek to relate them to communicational practice in the context of convergence so that we can understand how journalistic events on Facebook are formed. Our empirical object is formed by 69 videos broadcast live on that platform between January 14 and 24, 2017, by the Tribuna do Norte and Novo newspapers, and is analyzed based on the adaptation of the methodological protocol Journalistic Coverage Analysis (ACJ) and semi-structured interviews. As a result, we note that the reason for the journals to adopt this device as a dissemination strategy was the possibility of the rebellion event in Licorice being reported in real time. However, with the application of the ACJ, we perceive the lack of critical-reflective coverage of the rebellion by reporters and newsrooms.
Portuguese Abstract: Esta pesquisa tem como objetivo principal analisar a prática jornalística e as estratégias adotadas pelos jornais Tribuna do Norte e Novo na cobertura da rebelião em Alcaçuz, em janeiro de 2017, a partir do uso das transmissões ao vivo no Facebook. Partimos da noção de que o acontecimento sempre acontece a alguém e que podemos compreendê-lo a partir de duas formas distintas, a sua dupla vida – existencial e objeto (QUÉRÉ, 2005; 2012). Trabalhamos o conceito de sites de redes sociais e buscamos relacioná-los à prática comunicacional no contexto da convergência para que assim possamos compreender como se formam os acontecimentos jornalísticos no Facebook. Nosso objeto empírico é formado por 69 vídeos veiculados ao vivo naquela plataforma, entre os dias 14 e 24 de janeiro de 2017, pelos jornais Tribuna do Norte e Novo, sendo analisados a partir da adaptação do protocolo metodológico Análise de Cobertura Jornalística (ACJ) associada à entrevistas semiestruturais. Como resultado, observamos que a razão para os periódicos adotarem esse dispositivo enquanto estratégia de divulgação foi a possibilidade do acontecimento rebelião em Alcaçuz ser noticiado em tempo real. Entretanto, percebemos, com a aplicação da ACJ, a falta de uma cobertura reflexivo-crítica sobre a rebelião por parte dos repórteres e das redações.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25833
Appears in Collections:PPGEM - Mestrado em Estudos da Mídia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
KaliannyBezerraDeMedeiros_DISSERT.pdf1,8 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.