Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25859
Título: Toxicidade em pacientes com câncer no trato gastrointestinal durante a quimioterapia: associações com Sarcopenia e Caquexia
Autor(es): Rocha, Ilanna Marques Gomes da
Palavras-chave: Sarcopenia;Caquexia;Qualidade muscular;Toxicidade quimioterápica;Estado nutricional;Câncer gastrointestinal
Data do documento: 9-Jul-2018
Referência: ROCHA, Ilanna Marques Gomes da. Toxicidade em pacientes com câncer no trato gastrointestinal durante a quimioterapia: associações com Sarcopenia e Caquexia. 2018. 61f. Dissertação (Mestrado em Nutrição) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Abstract: Chemotherapy is a systemic treatment of great relevance for cancer patients; however, it can lead to a series of adverse events, called toxicities. In the evaluation of nutritional status, sarcopenia and cachexia have been associated with several unfavorable prognoses in cancer, such as increased toxicity during chemotherapy. Thus, the objective of this study was to evaluate the effects of cachexia and sarcopenia on the occurrence of toxicities in patients during the first three cycles of chemotherapeutic treatment for gastrointestinal cancer. A prospective study was conducted with patients starting the first cycle of chemotherapy. Haematological and gastrointestinal toxicity and the presence of a dose limiting toxicity (DLT) were assessed according to the NCI Common Toxicity Criteria. Functional capacity was evaluated using dynamometry and the performance scale ECOG. Sarcopenia and muscle attenuation was assessed using skeletal muscle index with computed tomography by measuring crosssectional areas of the L3 portion (cm2 /m2 ) and classification according to specific cutoff points. Diagnosis of cachexia was performed according to the current consensus, based on involuntary weight loss in the absence of anorexia associated, with presence of sarcopenia. To examine associations between sarcopenia, cachexia, nutritional status and functional capacity with DLT we used univariate and multivariate regression. The associations were tested and statistical significance was considered when p <0.05. In results, sixty (60) patients were evaluated, with a higher prevalence of males (55%) and mean age of 60 years. At baseline, the majority of the participants presented adequate nutritional status and good functional capacity (85%) for ECOG. During chemotherapy, sarcopenic patients had significantly higher degrees of toxicity for anorexia (p = 0.045), nausea (p = 0.044), and leukopenia (0.036). In cachetics, significant levels of toxicities were found for nausea (p = 0.026) and anorexia (0.013 and 0.028 in the first and second cycles, respectively). In multivariate analysis including the only factor associated with DLT was cachexia and ECOG Scale. In conclusion, cachexia and ECOG were parameters predict risk factor for severe toxicity events in patients with gastrointestinal cancer during chemotherapy.
Resumo: A quimioterapia é um tratamento sistêmico, de grande relevância para o paciente oncológico, no entanto, passível de ocasionar uma série de eventos adversos, denominado toxicidades. Na avaliação do estado nutricional deste paciente, a sarcopenia e a caquexia vêm sendo associados a diversos prognósticos desfavoráveis, dentre eles, uma maior toxicidade durante a quimioterapia. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos da presença de sarcopenia e caquexia na ocorrência de toxicidades dos pacientes durante os três primeiros ciclos de tratamento quimioterápico para neoplasias do trato gastrointestinal. Realizou-se um estudo prospectivo com pacientes iniciando primeiro ciclo de quimioterapia. A graduação de toxicidade hematológica e gastrointestinal e a presença de dose limite de toxicidade (DLT) foram avaliadas de acordo com os critérios do NCI - Common Toxicity Criteria. A capacidade funcional foi avaliada através da força de preensão palmar (dinamometria) e da escala de desempenho ECOG performance status. Para avaliação da quantidade e qualidade muscular, utilizou-se o índice de massa muscular, através da avaliação da composição corporal pela imagem da tomografia computadorizada da região lombar, com mensuração das áreas seccionais da porção L3 (cm2 /m2 ) e classificação conforme pontos de cortes específicos. Foram classificados sarcopênicos aqueles pacientes com baixa muscularidade e baixa força de preensão palmar (dinapenia). O diagnóstico de caquexia foi realizado de acordo com Consenso atual, baseado na perda involuntária de peso na ausência de anorexia associado com presença de sarcopenia. Para associações entre sarcopenia, caquexia, estado nutricional e capacidade funcional com DLT, foram utilizados os modelos de regressão univariada e multivarada. As associações foram testadas com o teste quiquadrado ou Exato de Fisher. Os resultados incluiram sessenta pacientes, com maior prevalência do sexo masculino (55%) e média de idade de 60 anos. Ao início do estudo, a maioria dos participantes apresentavam estado nutricional adequado e boa capacidade funcional (85%) pelo ECOG. Durante a quimioterapia, pacientes sarcopênicos apresentaram significativamente maiores graus de toxicidade em anorexia (p=0,045), náusea (p=0,044) e leucopenia (0,036). Nos caquéticos, níveis significativos superiores de toxicidades foram encontrados para náusea (p=0,026) e anorexia (0,013 e 0,028 no primeiro e segundo ciclo, respectivamente). Na análise de regressão apenas a caquexia e o ECOG apresentaram associações significativas. Em conclusão, caquexia e Escala ECOG foram preditores de risco para toxicidades em pacientes com câncer do trato gastrointestinal durante tratamento quimioterápico.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25859
Aparece nas coleções:PPGNUT - Mestrado em Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
IlannaMarquesGomesDaRocha_DISSERT.pdf1,33 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.