Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26237
Título: Motivações competidoras entre a construção relativa passiva e a construção de adjetivo deverbal de particípio passado
Autor(es): Lira, Arthur Rasec Cavalcante de
Palavras-chave: Construção relativa na voz passiva;Construção de adjetivo deverbal de particípio passado;Motivações competidoras;Linguística funcional centrada no uso;Gramática de construções
Data do documento: 31-Jul-2018
Referência: LIRA, Arthur Rasec Cavalcante de. Motivações competidoras entre a construção relativa passiva e a construção de adjetivo deverbal de particípio passado. 2018. 93f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Abstract: A recurrent phenomenon in Brazilian Portuguese language – and practically uninvestigated – is a supposed variation between the relative construction in the passive voice, as in “[d]a menina que foi queimada pelos sequestradores”, and the past participle adjective construction, as in “um congresso de jovens organizado pela diretoria da jubaleste”, both as a noun modifier. Even though such constructions are viewed as interchangeable, we find that they have distinct formal properties and perform different semantic-cognitive and discursive-pragmatic functions. Therefore, the central focus of this work is the relative construction in the passive voice (CRVP) and the past participle adjective construction (CAPP). Our objective is to identify motivations to the uses of these constructions, considering factors that favor or restrict the use of one and the other. To base our analysis, we use the theoretical and methodological support of the Usage-Based Functional Linguistic (LFCU), integrating contributions from Construction Grammar, based on researchers such as Croft (2001), Goldberg (1995, 2003, 2006), Bybee ([2010] 2016), Traugott e Trousdale (2013), among others. Methodologically, the research is characterized as qualitative with quantitative support. The analysis material comes from the Corpus Discurso & Gramática – Seção Natal, made up of spoken and written texts of informants with distinct educational levels.
Resumo: Um fenômeno recorrente no português brasileiro – e praticamente não investigado – é a suposta variação entre a construção relativa na voz passiva, como em “[d]a menina que foi queimada pelos sequestradores”, e a construção de adjetivo deverbal de particípio passado, como em “um congresso de jovens organizado pela diretoria da jubaleste”, ambas na função de modificador nominal. Mesmo que tais construções sejam vistas como intercambiáveis, percebemos que elas apresentam propriedades formais distintas e desempenham funções semântico-cognitivas e discursivo-pragmáticas diferentes. Em razão disso, o foco central deste trabalho é a construção relativa na voz passiva (CRVP) e a construção de adjetivo deverbal de particípio passado (CAPP). Nosso objetivo é identificar motivações para os usos dessas construções, considerando fatores que favorecem ou restringem o recurso a uma e à outra. Para fundamentar nossa análise, valemo-nos do aporte teórico-metodológico da Linguística Funcional Centrada no Uso (LFCU), integrando contribuições da Gramática de Construções, com base em pesquisadores como Croft (2001), Goldberg (1995, 2003, 2006), Bybee ([2010] 2016), Traugott e Trousdale (2013), entre outros. Metodologicamente, a pesquisa caracteriza-se como qualitativa com suporte quantitativo. O material de análise é proveniente do Corpus Discurso & Gramática – Seção Natal, constituído de textos falados e escritos de informantes de diferentes níveis de escolaridade.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26237
Aparece nas coleções:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Motivaçõescompetidorasentre_Lira_2018.pdf958,32 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.