Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26278
Título: Políticas escolares para a produção textual nas diferentes áreas: currículo, gênero do discurso e Projeto Político-Pedagógico
Autor(es): Gomes, Dâmares Saldanha Toscano de Souza
Palavras-chave: Produção textual;Gêneros do discurso;Projeto Político-Pedagógico;Currículo
Data do documento: 29-Ago-2018
Referência: GOMES, Dâmares Saldanha Toscano de Souza. Políticas escolares para a produção textual nas diferentes áreas: currículo, gênero do discurso e Projeto Político-Pedagógico. 2018. 270f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Abstract: There is a constant increasing of concerning about how children develop textual production and how this learning has been contributing for the education of a student who is capable to use the different genres of discourse socially. Therefore, Political Pedagogical Project (PPP) consist of an important source for analysis to observe how schools and the teaching system, in general, build, in their official discourse, school policies with emphasis on the relation between language and teaching in order to cover the textual production teaching at the school environment. In these terms, this research aims at identifying guiding parameters, on the Political Pedagogical Project, which relate to textual production in different curricular contents. Therefore, we will start with the following research questions) : Which are the main legal guiding and regulatory documents related to textual production (laws, programs, and national remarks)? What does Political Pedagogical Projects explicit about textual production in different areas? Which references does the PPP make to national and municipal politics (Curricular Proposal of Parnamirim/RN)? In order to carry out this research, we are based on Antunes (2003), Bakhtin (1998; 2011), Koch (2006), Leite (2014), Leite and Barbosa (2014), Libâneo, Oliveira and Toschi (2012), Marcuschi (2008; 2011), Meurer and Roth (2002), Sacristán (2000), Schnewly and Dolz (2011), Veiga and Resende (2006), Weber (2003), Lankshear and Knobel (2008), Therrien and Therrien (2004), Romanowsky and Ens (2006), Flick (2009), Severino (2007), Lüdke and André (1986), Bogdan and Biklen (1994), among others; we conduct a survey next to the official Banks that disclose the scientific production of higher education institutions; and we analyzed qualitatively thirty five Political Pedagogical Projects of elementary schools of the Municipal Education System of Parnamirim/RN, in the intial years [nos (dated from 2001 to 2017/2018), which correspond to 76% of the amount of elementary schools in this system. Subsequently, we performed the data triangulation of the Curricular Proposal of Parnamirim/RN – “Curriculums and social quality in Basic education: creating collectively” (2008) –, and of national, official, and guiding documents, programs, and marks. The data collected show that, for the PPP: i. textual production is the central process of learning and assessment in different areas of knowledge; ii: there is some commitment to situate school policies for textual production inside the theoretical and methodological frameworks of the current scientific production, as well as the national public policies; iii: the school policies for textual production are, in general, directed to writing texts as a register of learning and content, being on duty of a more disciplinary approach, to the detriment of the student formation as a genre producer. Thus, we estimate that this research may contribute for the school policies, in order to allow for advances in all the procedures that the PPP demand (elaboration, theoretical perspectives, national policies approach, implementation, among others), and, particularly, for the textual production approach in the process of teaching and assessment, as one of the articulating axes of the curriculum, as interdisciplinary teaching experience, and as effective social perception to mediate language and the world.
Resumo: É cada vez mais crescente a preocupação sobre como as crianças desenvolvem a escrita e como esta aprendizagem tem contribuído para a formação de um aluno capaz de usar socialmente os diversos gêneros discursivos. Sendo assim, os Projetos Político-Pedagógicos (PPP) consistem em uma fonte de análise importante para observarmos como as escolas e, de modo geral, o sistema de ensino, constróem, em seu discurso oficial, as políticas escolares com ênfase na relação linguagem e ensino, de modo a atender a aprendizagem da produção textual no espaço escolar. Nesse sentido, o objetivo principal dessa pesquisa consiste em identificar, nos Projetos Político-Pedagógicos, os parâmetros orientadores relativos à produção de textos nos diferentes componentes curriculares. Assim, partiremos das seguintes questões de pesquisa: Quais os principais documentos legais regulamentadores e orientadores relativos à produção textual (leis, programas e marcos nacionais)? O que explicitam os Projetos Político-Pedagógicos das escolas sobre o a produção textual nas diferentes áreas? Quais referências os PPP fazem às políticas nacionais e municipais (Proposta Curricular de Parnamirim/RN)? Para a pesquisa, nos baseamos em Antunes (2003), Bakhtin (1998; 2011), Koch (2006), Leite (2014), Leite e Barbosa (2014), Libâneo, Oliveira e Toschi (2012), Marcuschi (2008; 2011), Meurer e Roth (2002), Sacristán (2000), Schnewly e Dolz (2011), Veiga e Resende (2006), Weber (2003), Lankshear e Knobel (2008), Therrien e Therrien (2004), Romanowsky e Ens (2006), Flick (2009), Severino (2007), Lüdke e André (1986), Bogdan e Biklen (1994), dentre outros; realizamos um levantamento junto aos Bancos oficiais de divulgação da produção científica das instituições de ensino superior; e analisamos qualitativamente trinta e cinco Projetos Político-Pedagógicos de escolas de Ensino Fundamental – Anos Iniciais da Rede Municipal de Ensino de Parnamirim/RN (datados de 2001 a 2017/2018), o que corresponde a 76% do total de escolas de Ensino Fundamental desse sistema. Em seguida, fizemos a triangulação dos dados, a partir da Proposta Curricular do município de Parnamirim/RN – “Currículos e qualidade social na Educação Básica: construindo coletivamente” (2008) – e dos documentos, programas e marcos regulamentadores oficiais nacionais. Os dados obtidos indicam que, para os PPP: i. a produção de textos é central no processo de aprendizagem e de avaliação nas diferentes áreas de conhecimento; ii. há um empenho em situar as políticas escolares para a produção textual dentro dos quadros teórico-metodológicos da produção científica atual, como também das políticas públicas nacionais; iii. as políticas escolares para a produção textual são, de forma geral, direcionadas à produção de textos como forma de registro das aprendizagens e conteúdos, estando à serviço de uma abordagem mais disciplinar, em detrimento da formação do aluno como produtor de gêneros. Assim, estimamos que esta pesquisa contribua, portanto, para as políticas escolares, de modo a permitir avanços em todos os processos que demandam os PPP (elaboração, perspectivas teórica, abordagem das políticas nacionais, implementação, dentre outros) e, em particular, para a abordagem da produção de texto no processo de ensino e na avaliação, como um dos eixos articuladores do currículo, como prática interdisciplinar de ensino e como vivência efetivamente social na mediação da linguagem com o mundo.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26278
Aparece nas coleções:PPGED - Mestrado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Políticasescolaresprodução_Gomes_2018.pdf4,44 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.