Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26284
Title: Fatores de virulência de Candida spp. obtidas de hemoculturas de pacientes com candidemia atendidos em hospitais terciários do Nordeste do Brasil
Authors: Melo, Ana Patrícia Vieira de
Keywords: Candida spp. Epidemiologia;Fatores de virulência;Infecção de corrente sanquinea
Issue Date: 29-Feb-2016
Citation: MELO, Ana Patrícia Vieira de. Fatores de virulência de Candida spp. obtidas de hemoculturas de pacientes com candidemia atendidos em hospitais terciários do Nordeste do Brasil. 2016. 150f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Leveduras do gênero Candida são uma das causas mais comuns de infecções de corrente sanguínea, afetando principalmente pacientes imunocomprometidos. Neste contexto, os objetivos deste estudo foram identificar leveduras obtidas a partir de hemoculturas de pacientes com candidemia, atendidas em hospitais terciários na cidade de Natal, Rio Grande do Norte, Brasil. Além disso, avaliamos alguns dos principais fatores de virulência de Candida spp., incluindo a capacidade de aderir a 150 células epiteliais bucais humana (CEBHs) de doadores saudáveis, formação de biofilme em placas de poliestireno, quantificado pela metodologia do cristal violeta, atividade de proteinase pela detecção da densidade óptica dos produtos solúveis em TCA, atividade de hemolisina e fosfolipase através da detecção de halo de precipitação ao redor das colônias. Foram analisados 70 isolados de Candida spp. obtidos a partir de culturas de sangue entre março de 2011 e março de 2015. As espécies de Candida isoladas foram identificadas a saber: Candida albicans (24), as espécies do complexo Candida parapsilosis (18), Candida tropicalis (18), Candida glabrata (7) e um único isolado de cada das espécies: Candida lusitaniae, C. krusei e Candida ciferrii. A maioria dos isolados do complexo analisados pertenciam a espécie C. parapsilosis stricto sensu (8; 44,44%), seguida por C. orthopsilosis (7; 38,9%) e apenas três isolados (3; 16,66%) pertenciam a espécie C. metapsilosis. As diferentes espécies de Candida demonstraram peculiaridades em termos de expressão dos fatores de virulência avaliados in vitro. Os isolados de C. albicans foram mais aderentes às CEBH que a demais espécies de Candida avaliadas. Os isolados de C tropicalis foram considerados fortes produtores de biofilme. Quanto a atividade de proteinase, não se verificaram diferenças significativas entre as espécies avaliadas, embora destacamos os isolados de C. metapsilosis que não apresentaram atividade enzimática. As cepas pertencentes ao complexo C. parapsilosis foram capazes de produzir hemolisinas, enquanto os isolados de C. glabrata também apresentaram atividade hemolítica e produção de fosfolipase. Por conseguinte, espécies de Candida não-Candida albicans (CNCA) também são capazes de produzir fatores de virulência, que desempenham um papel importante nas infecções de corrente sanguínea causada por estas leveduras. Destacamos ainda que a prevalência de cepas de CNCA foi maior do que C. albicans e também o possível primeiro relato de caso de candidemia devido a C. ciferrii descrito na América Latina.
Abstract: Yeasts of the Candida genus are one of the most common causes of bloodstream infections, mainly affecting immunocompromised patients. In this context, the objectives of this study were to identify yeasts obtained from blood cultures of patients with candidemia attended at tertiary hospitals in Natal city, Rio Grande do Norte State, Brazil. In addition, we evaluated some of the major virulence factors of Candida spp., including the ability to adhere to 150 human buccal epithelial cells (HBEC) from healthy donors, biofilm formation on polystyrene microtiter plates quantified with cristal violet methodology, evaluation of proteinase activity with de detection of optical density of soluble products in TCA. Hemolytic and phospholipase activity was performed by measuring precipitation halos formed around the colony. We analyzed 70 isolates of Candida spp. obtained from blood cultures between March 2011 and March 2015. The Candida species isolated were identified as follows: Candida albicans (24), the Candida parapsilosis species complex (18), Candida tropicalis (18), Candida glabrata (7) and a single isolate each of Candida lusitaniae, C. krusei and Candida ciferrii. Most of the isolates belonging to the complex were C. parapsilosis stricto sensu (8; 44.44%), followed by C. orthopsilosis (7; 38,9%) and only tree isolates (3; 16.66%) were C. metapsilosis Candida species showed different peculiarities in terms of expression of virulence factors evaluated in vitro. C. albicans strains were more adherent to HBEC than all the other Candida species. C. tropicalis strains were considered strong biofilm producers. Regarding proteinase activity, we could not verify any positive correlation, but C. metapsilosis did not show any enzymatic activity. Strains belonging to the C. parapsilosis species complex were able to produce hemolysins, while C. glabrata was also able to lyse erythrocytes and to produce phospholipase. Therefore, Non-Candida albicans Candida (NCAC) species are also able to produce the virulence factors which play an important role in bloodstream infectious caused by these yeasts. We also found that the prevalence of NCAC strains was higher than C. albicans and also the possible first case report of candidemia due to C. ciferrii described in Latin America.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26284
Appears in Collections:PPGCF - Mestrado em Ciências Farmacêuticas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fatoresvirulênciacandida_Melo_2018.pdf3,94 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.