Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26332
Title: O efeito da expansão da educação superior na pendularidade no interior do nordeste brasileiro em 2000 e 2010
Authors: Justino, Tallita Soares
Keywords: Movimentos pendulares;Políticas públicas educacionais;Interior do nordeste brasileiro
Issue Date: 31-Aug-2018
Citation: JUSTINO, Tallita Soares. O efeito da expansão da educação superior na pendularidade no interior do nordeste brasileiro em 2000 e 2010. 2018. 75f. Dissertação (Mestrado em Demografia) - Centro de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Abstract: The spatial distribution of higher education services in the Brazilian northeast for a long time was strongly marked by the imbalance between its supply and demand. It is recognized that since 2003 there has been a change in the scenario of Brazilian higher education with the implementation of a set of public policies aimed at decentralizing and internalizing this modality of education, concomitantly a modification in the pattern of spatial mobility, since it becomes unnecessary to travel long distances to enter higher education, in this process intensifies short-distance displacements, commuting. In this context, the present work defines commuting as the regular displacement of students of higher education to study in a different municipality than the one that resides. Most of the studies carried out in Brazil on this subject have focused their analysis on pendular mobility motivated by work, and little has been discussed about this phenomenon motivated by studies, especially in higher education. Another characteristic of these productions is the geographic criterion defined to determine the commuting displacements, which are generally directed towards the Metropolitan Regions. Thus, it is considered relevant in this study the study within the region of the Northeast of Brazil that historically presents low social and economic indicators, and especially because it is one of the regions most lacking in higher education when compared to the other Brazilian regions. The purpose of this study is to analyze the pendular displacement of undergraduate students in the Northeast of Brazil in the years 2000 and 2010, in order to understand how the processes of expansion and democratization of this level of education have impacted on the commuting of the aforementioned region. The results show that, from 2000 to 2010, the process of expansion and internalization of undergraduate higher education institutions caused important changes both in the sociodemographic profile of students commuting in this modality of teaching, since, it was started to identify a greater participation of rural women living in the company of a partner or companion, called themselves pardos, having a per capita household income of 0 to 1 minimum wage, a significant positive variation in the average age in both the men's group and the women's group , in the states of Maranhão and Bahia, and in terms of volume, especially in flows of 1,000 or more.
Portuguese Abstract: A distribuição espacial dos serviços de educação superior no nordeste brasileiro por muito tempo foi fortemente marcada pelo desequilíbrio entre sua oferta e demanda. Reconhece-se que a partir de 2003 houve uma mudança no cenário da educação superior brasileira com a implementação de um conjunto de políticas públicas visando à descentralização e interiorização desta modalidade de ensino, concomitantemente uma modificação no padrão da mobilidade espacial, pois passa a ser desnecessário percorrer grandes distâncias para o ingresso no ensino superior, nesse processo intensifica os deslocamentos de curta distância, a pendularidade. Nesse contexto, o presente trabalho define pendularidade como o deslocamento regular de estudantes do ensino superior para estudar em um município diferente daquele que reside. Tem-se que a maioria dos estudos desenvolvidos no Brasil, nessa temática, direcionam suas análises para a mobilidade pendular motivada por trabalho e pouco se tem discutido a respeito deste fenômeno com motivação por estudos, em especial na educação superior. Outra característica dessas produções é o critério geográfico definido para determinar os deslocamentos pendulares, que geralmente são voltados para as Regiões Metropolitanas. Assim, considera-se relevante neste trabalho o estudo no âmbito da região do nordeste brasileiro que historicamente apresenta baixos indicadores sociais e econômicos, e, especialmente, por ser uma das regiões mais carentes de ensino superior quando comparada as demais regiões brasileiras. O presente estudo tem como propósito analisar o deslocamento pendular de estudantes de nível superior de graduação no nordeste brasileiro nos anos de 2000 e de 2010, de modo a compreender de que modo os processos de expansão e democratização desse nível de ensino impactaram na pendularidade da referida região. Os resultados evidenciam que, de 2000 para 2010, o processo de expansão e interiorização das instituições do ensino superior de graduação provocaram mudanças importantes tanto no perfil sociodemográfico dos estudantes pendulares nesta modalidade de ensino, uma vez que, passou-se a identificar uma maior participação de mulheres, residentes da área rural, que viviam em companhia de conjugue ou companheiro, se autodenominavam pardos, possuindo uma renda perca pita domiciliar de 0 a 1 salário mínimo, uma expressiva variação positiva na idade média tanto, no grupo dos homens quanto nas mulheres, nos estados do Maranhão e Bahia, quanto em termos de volume, especialmente em fluxos iguais ou superiores a 1.000 pendulares.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26332
Appears in Collections:PPGDEM - Mestrado em Demografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Efeitoexpansãoeducação_Justino_2018.pdf1,26 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.