Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26398
Título: Redes de informação e sociabilidade de jovens da região do Seridó Potiguar
Autor(es): Silva, Jeremias Alves de Araújo e
Palavras-chave: Juventude;Sociabilidade;Sociedade em rede;Tecnologias de comunicação e informação;Seridó
Data do documento: 1-Ago-2018
Referência: SILVA, Jeremias Alves de Araújo e. Redes de informação e sociabilidade de jovens da região do Seridó Potiguar. 2018. 232f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Abstract: In the last decades, we have witnessed significant changes in social relations, which were made possible due to the dissemination of the internet, and also to the creation and constant update of communication tools. In this “admirable connected world”, the way we understand the categories of space and time has changed, since there is a shrinking of space and an acceleration of time caused by the development of transport and communication technologies (CASTELLS, 2001; HARVEY, 2014). In this context, the development of information networks starts, thus, enabling the existence of a culture in virtual space – the cyberculture. Young people are the main actors in this process, for they contribute to the creation of the internet and to the birth of a virtual culture. Young people reinvent themselves from the possibilities that appear due to these social transformations, given that the new generations are socialized in a reality marked by the network’s space of flows. In this work, we aim to understand how young people from the Seridó region of Rio Grande do Norte deal with this reality, and how this reflects on their sociability. We start from the understanding that the access to technological goods is decisive for the access to virtual spaces in which the social relations among young people are developed. Our research took place in the Advanced Campus of Parelhas, which belongs to the Federal Institute of Education, Science, and Technology of Rio Grande do Norte – IFRN, from January of 2017 until June of 2018. Initially, we applied a questionnaire to 76 young people who were students of the institute, and lived in six different cities within the Seridó region. From this data analysis, we created a script for interviewing ten young people. We aimed to understand the relations established through the networks by having access to technological goods. The research field was the school environment, which is a space that we consider to be a big knot in the sociability network of young people. We verified that: the access to technological goods is decisive for the social place of young people; the geographical space is not decisive regarding the establishment of its social relations, since they are mostly established in the virtual environment. Their projects for the future, as well as their perspective on society, are mostly established in the cyberculture environment, which is the place where they organize and look for references to create their own lifestyles.
Resumo: Nas últimas décadas, presenciamos mudanças significativas nas relações sociais, possibilitadas pela disseminação da internet e pela criação e atualização constante de ferramentas de comunicação. Neste “admirável mundo conectado”, a forma como compreendemos as categorias espaço e tempo se modificou, havendo um encolhimento do espaço e a aceleração do tempo, causados pelo desenvolvimento das tecnologias dos transportes e comunicação. (CASTELLS, 2001; HARVEY, 2014). Nesse contexto, surge o desenvolvimento das redes de informação, que possibilitaram a existência de uma cultura no espaço virtual, a cibercultura. Os jovens são atores fundamentais neste processo, contribuindo com a criação da internet e para o surgimento de uma cultura do virtual. A juventude se reinventa a partir das possibilidades que surgem em decorrência destas transformações sociais, uma vez que as novas gerações são socializadas em uma realidade marcada pelo espaço de fluxos da rede. Neste trabalho, nos interessa compreender como os jovens da região do Seridó potiguar se apropriam dessa realidade, e de como isso reflete na sua sociabilidade. Partimos da ideia de que o acesso aos bens tecnológicos é determinante para o acesso aos espaços virtuais nos quais se desenvolvem as relações sociais dos jovens. A nossa pesquisa se desenvolveu no Campus Avançado Parelhas, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande no Norte – IFRN, no período compreendido entre janeiro de 2017 e junho de 2018. Inicialmente, aplicamos questionário com 76 jovens, alunos da instituição, advindos de seis cidades da região. A partir da análise destes dados, elaboramos um roteiro para entrevistas realizadas, posteriormente, com dez jovens. Buscamos compreender as relações estabelecidas nas redes através do acesso aos bens tecnológicos. O campo da pesquisa foi o ambiente escolar, espaço que consideramos um grande nó da rede de sociabilidade dos jovens. Constatamos que o acesso aos bens tecnológicos é determinante para o lugar social dos jovens; que o espaço geográfico não é determinante no estabelecimento nas suas relações sociais, que se estabelecem em grande parte no ambiente virtual. Seus projetos para o futuro, bem como a sua visão da sociedade, em grande parte se estabelecem no ambiente da cibercultura, a partir do qual se organizam e buscam referências para a construção dos seus modos de vida.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26398
Aparece nas coleções:PPGCS - Doutorado em Ciências Sociais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Redesinformaçãosociabilidade_Silva_2018.pdf1,47 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.