Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26506
Title: Um futuro confortável: modelagem preditiva de sensação térmica de pessoas idosas residentes em localidade do semiárido da Paraíba
Authors: Panet, Miriam de Farias
Keywords: Pessoas idosas;Sensação térmica;Semiárido;Arquitetura residencial
Issue Date: 23-Nov-2018
Citation: PANET, Miriam de Farias. Um futuro confortável: modelagem preditiva de sensação térmica de pessoas idosas residentes em localidade do semiárido da Paraíba. 2018. 167f. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: O tema da sensação térmica de pessoas idosas, analisado em ambientes residenciais, tem sido pouco explorado no Brasil. Os estudos desenvolvidos têm como objeto o conforto térmico de pessoas jovens em edificações escolares, em empresas, ou em câmaras climatizadas com controle das variáveis microclimáticas. Com o envelhecimento do corpo humano acontecem algumas alterações fisiológicas, que comprometem a ação dos mecanismos de regulação térmica, influenciando negativamente a sensação térmica do indivíduo. O calor ou frio extremos podem afetar a saúde dessa população que tem, como fator agravante, os riscos com a hipertermia e a desidratação. Desse modo, objetiva-se construir um modelo preditivo para determinar o índice de sensação térmica para pessoas idosas (ISTI) em região de clima quente, considerando sua sensibilidade na percepção das alterações climáticas na cidade de Campina Grande, no semiárido do estado da Paraíba. Para tanto, realizou-se o estudo observacional durante os meses de abril a dezembro de 2016, com 340 pessoas (com idade superior a 60 anos, não acamadas e saudáveis) no interior de suas residências. Os resultados mostraram que 78% dos participantes foram do sexo feminino e 22% do sexo masculino; a faixa etária entre 60 e 70 anos representou o maior número de participantes, com 47% e, de acordo com os resultados do IMC, 57% dos participantes estão em situação de sobrepeso. Na variável Grau de sensação térmica, 64% dos participantes escolheram a categoria “nem calor, nem frio” para representar seu estado de sensação térmica. As respostas das unidades amostrais (pessoas idosas) às categorias de sensação térmica (quente, confortável e frio) foram transformadas em estimativas de probits para a determinação dos parâmetros de conforto térmico. Com a técnica estatística de modelagem multivariada (correlação canônica) foi determinado o ISTI. Por fim, o ISTI mostrou que o comportamento da sensação térmica de pessoas idosas, residentes em Campina Grande, tende a ser mais sensível ao frio e menos sensível ao calor.
Abstract: The thermal sensation of elderly people in their home environment has not been explored much in Brazil. The studies developed have as object the thermal comfort of young people in school buildings, companies or in climatized chambers with control of the microclimatic variables. The ageing of the human body entails a number of physiological changes that impair the body's thermal regulation mechanisms and exert a negative influence over the individual's thermal sensation. The extreme heat and cold may have an impact on the health of this population, who are exposed to aggravating risks of hyperthermia and dehydration. Our objective is to build a predictive model to determine the index of thermal sensation for the elderly (TSIEP) in a hot climate zone, taking into account their perception of weather variations in the city of Campina Grande city, situated in semiarid of Paraíba State, Brazil. For that purpose, an experimental study was carried out between April and December 2016 with 340 not bedridden, healthy people aged over 60 inside their homes. The results showed that 78% of the participants were female and 22% male; the age group between 60 and 70 years represented the largest number of participants, with 47% and, according to the results of the BMI, 57% of the participants are overweight. In the variable Degree of thermal sensationn, 64% of the participants chose the category "neither heat nor cold" to represent their state of thermal sensation. The responses of the sample units (elderly people) to thermal sensation categories (hot, comfortable and cold) were transformed in Probit estimations to elaborate thermal sensation graphs and determine thermal comfort parameters. Then, by applying the statistical technique of multivariate analysis (canonical correlation analysis) the thermal sensation index for elderly people (TSIEP) was determined. Finally, the TSIEP showed that the thermal sensation behavior of elderly people living in Campina Grande tends to be more sensitive to cold and less sensitive to heat.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26506
Appears in Collections:PPGAU - Doutorado em Arquitetura e Urbanismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Futuroconfortávelmodelagem_Panet_2018.pdf4,83 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.