Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26531
Title: Uma cartografia dos processos de produção de subjetividade junto à militância política da população em situação de rua de Natal-RN
Authors: Correa, Ezra Elyon de Oliveira
Keywords: População em situação de rua;Movimentos sociais;Militância política;Produção de subjetividade
Issue Date: 11-Sep-2018
Citation: CORREA, Ezra Elyon de Oliveira. Uma cartografia dos processos de produção de subjetividade junto à militância política da população em situação de rua de Natal-RN. 2018. 137f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: A ocupação da rua por um segmento populacional é um fenômeno que remonta ao advento das primeiras cidades, quando camponeses passam a migrar do campo em busca de melhores condições de vida. Na contemporaneidade, esse fenômeno guarda diferentes determinações, que dentre outras questões, se relacionam ao desemprego e à quebra dos vínculos familiares. No Brasil, os processos sócio-históricos de criminalização da população de rua ganham destaque em leis que criminalizam tal condição, resultando em tendências coercitivas e intolerantes no modo como o Estado e a população civil lidam com este segmento. Em resposta à episódios de violência, em 2005, cria-se o Movimento Nacional da População de Rua (MNPR), que vem conquistando diversos avanços e participação na construção de políticas públicas. O objetivo geral da pesquisa é investigar os processos de produção de subjetividade relativos à militância política da população em situação de rua; os específicos, conhecer o processo de constituição do Movimento Nacional da População de Rua na cidade de Natal-RN e identificar os efeitos subjetivos em militantes a partir de sua inserção nas lutas políticas do MNPR. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, numa perspectiva cartográfica, a qual permitiu o acompanhamento do fenômeno em sua processualidade, identificando suas forças, relações de poder, discursos e enunciações, por meio de entrevistas e da observação participante. Para escolha dos entrevistados, seguimos o critério de tempo de participação no movimento, sendo escolhidos aqueles que detinham mais tempo de militância. Assim, foi cartografado o processo de organização política, num acompanhamento dos encontros do contexto de militância, nos quais circula a população em situação rua. Identificamos que a organização do movimento enquanto corpo político permite aos seus participantes novas modalidades de subjetivação, os quais se percebem enquanto cidadãos de direito na medida em que exercem repertórios no processo de militância, apontando para possibilidades no alcance de efeitos disruptivos.
Abstract: The occupation of the street by a population segment is a phenomenon that goes back to the advent of the first cities, when peasants begin to migrate from the countryside in search of better living conditions. In contemporary times, this phenomenon keeps different determinations, which, among other things, relate to unemployment and the breakdown of family ties. In Brazil, the processes of criminalization of homeless people are highlighted in laws that criminalize the condition, with emphasis on coercive and intolerant tendencies in the way the state and the civil population deal with the segment. In response to episodes of violence, in 2005, the National Movement of the Population of the Street (MNPR) was created, which has been gaining several advances and participation in the construction of public policies. The general objective of the research is to investigate the processes of production of subjectivity relative to the political militancy of the population in street situation; the specifics, to know the process of constitution of the National Movement of the Population in Street Situation in the city of Natal-RN and to identify the subjective effects in the population in the street situation from its insertion in the political struggles of the MNPR. It is a qualitative research, in a cartographic perspective, which allowed the monitoring of the phenomenon in its processuality, identifying its forces, power relations, discourses and enunciations, through interviews and participant observation. To choose the interviewees, we followed the criterion of time of participation in the movement, being chosen those who had more time of militancy. Thus, it charted the process of political organization, a monitoring of militant context of meetings in which circulates the population in street situation. We have identified that the organization of the movement as a political body allows its participants new modalities of subjectivation, which are perceived as citizens of law insofar as they exercise repertoires in the process of militancy, pointing to possibilities in the reach of disruptive effects.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26531
Appears in Collections:PPGPSI - Mestrado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cartografiaprocessosprodução_Correa_2018.pdf1,46 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.