Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26554
Title: A relação entre sociabilidade insociável e teleologia na filosofia prática de Kant
Authors: Marques, Lorenna Fyama Pereira
Keywords: Sociabilidade insociáve;Teleologia;Moralidade;Direito;Educação
Issue Date: 8-Nov-2018
Citation: MARQUES, Lorenna Fyama Pereira. A relação entre sociabilidade insociável e teleologia na filosofia prática de Kant. 2018. 116f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Abstract: The aim of this dissertation is to analyze the relationship between the concepts of unsociable sociability and teleology in Kantian practical philosophy. This analysis is based primarily on texts such as the Idea of a Universal History with a Cosmopolitan Purpose (1784) and the Critique of the Faculty of Judgment (1790). For Kant, to think sociability unsociable from a teleological perspective is to realize that nature does nothing in vain. Since it has endowed man with reason and a dynamic and antagonistic human nature, he must develop his dispositions which aim at the use of reason and thus corroborate so that the terminal end of rational beings becomes effective in the world. This is nothing more than man himself under moral laws, that is, the purpose proposed by the teleological perspective is morality. Therefore, to expose this positioning the argumentation of the dissertation is divided into three chapters. The first objective is to analyze the concept of unsociable sociability and its dimensions. The second exposes the concept of teleology in its theoretical aspect, just as teleology thinks in its practical aspect, and finally, the third chapter, is responsible for analyzing the relationship between social antagonism and practical teleology giving focus on the discipline unsociable sociability through law and education.
Portuguese Abstract: O objetivo desta dissertação consiste na análise da relação entre os conceitos de sociabilidade insociável e de teleologia na filosofa prática kantiana. Tal análise se baseia, primordialmente, em textos como Ideia de Uma História Universal com um Propósito Cosmopolita (1784) e a Crítica da Faculdade de Julgar (1790). Para Kant, pensar a sociabilidade insociável segundo uma perspectiva teleológica é perceber que a natureza nada faz em vão. Uma vez que ela dotou o homem de razão e de uma natureza humana dinâmica e antagônica, ele precisa desenvolver suas disposições que visam o uso da razão e, assim, corroborar para que o fim terminal dos seres racionais se efetive no mundo. Esse fim nada mais é do que o próprio homem sob leis morais, ou seja, a finalidade proposta pela perspectiva teleológica é a moralidade. Portanto, para expor esse posicionamento a argumentação da dissertação está dividida em três capítulos. O primeiro objetiva analisar o conceito de sociabilidade insociável e suas dimensões. O segundo expõe o conceito de teleologia, em seu aspecto teórico, assim como, pensa a teleologia em seu aspecto prático e, por fim, o terceiro capítulo, é responsável por analisar a relação entre o antagonismo social e a teleologia prática dando enfoque na disciplina da sociabilidade insociável por meio do direito e da educação.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26554
Appears in Collections:PPGFIL - Mestrado em Filosofia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Relaçãoentresociabilidade_Marques_2018.pdf1,57 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.