Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26753
Title: Estimulação transcraniana por corrente contínua melhora dor e qualidade de vida em pacientes com Polineuropatia diabética: ensaio clínico randomizado
Authors: Ferreira, Galeno Jahnssen Bezerra de Menezes
Keywords: Diabetes mellitus;Qualidade de vida;Dor;Reabilitação
Issue Date: 31-Jul-2018
Citation: FERREIRA, Galeno Jahnssen Bezerra de Menezes. Estimulação transcraniana por corrente contínua melhora dor e qualidade de vida em pacientes com Polineuropatia diabética: ensaio clínico randomizado. 2018. 61f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Reabilitação) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairí, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Abstract: Introduction: Diabetes Mellitus is Classified as a chronic disease that as a characteristics peripheral nerve injury and neuropathic pain. It is a disease that effects several organs and systems and can generate serious vascular complication, being the main cause of painful diabetic neuropathic (PDN). In the long run for patients with diabetes, PDN is considered one of the major complications. It is characterized by constants pain that greatly affects the quality of life (QoL) of diabetic patients. The treatment is a challenge for the multiprofessional team, since in some cases the pain presents no significant pattern of improvement or is partially resolved with the use of medication. Objective: This study aimed to evaluate the effects of anodal tDCS of the M1 on QoL, physical fitness and pain in patients with diabetic polyneuropathy. Subjects and methods: It was conducted a two arms, parallel, sham, randomized, double-blind trial with twenty patients with diabetic polyneuropathy. Five consecutive sessions of C3/Fp2 tDCS montage were done. Quality of life according to SF-36 and pain were used to assess the primary outcome. Secondary outcomes measures was physical fitness level according to lower and upper body strength, flexibility and submaximal level of functional capacity. All outcomes were measured in 3 different times (baseline, 1 week and 2 week). Results: Generalized estimating equations (GEE) showed significant main effects of time x group on SF-36 score (x2 = 48.79; p < 0.001) with significant difference between baseline to 1 week (p = 0.001) and 2 week (p = 0.001). SF-36 score showed significant difference between group only on 2 week (p = 0.05). Mental health, physical health, emotional, general health, physical function and functional capacity showed significant interaction time x group with increase in Active-tDCS group. Bodily pain differ between groups in 2 week (p = 0.001). TUG and 6MWT have shown significant improvement only in Active-tDCS group (p = 0.0075; p = 0.0001 respectively, according to ANOVA). Conclusions: Five sessions of anodal M1 tDCS improve QoL, pain and functionality in patients with diabetic polyneuropathy.
Portuguese Abstract: Introdução: A diabetes mellitus é classificada como uma doença crônica que tem como características a lesão de nervos periféricos e a dor neuropática. É uma doença que afeta vários órgãos e sistemas e pode gerar complicações vasculares graves, sendo a principal causa da polineuropatia diabética dolorosa (PDD). A longo prazo para pacientes com diabetes, a PDD é considerada uma das maiores complicações. Caracteriza-se por dor constante que afeta vultuosamente a qualidade de vida (QV) dos pacientes diabéticos. O tratamento é um desafio para a equipe multiprofissional, já que em alguns casos a dor não apresenta padrão significativo de melhora ou é parcialmente resolvida com o uso de medicamentos. Objetivo: Este estudo teve como objetivo avaliar os efeitos da ETCC anódica no M1 na QV, aptidão física e dor em pacientes com polineuropatia diabética. Sujeitos e métodos: Foi conduzido um estudo paralelo, de dois braços, randomizado, duplo-cego com vinte pacientes com polineuropatia diabética. Foram realizadas cinco sessões consecutivas de ETCC (C3 / Fp2). A qualidade de vida e dor foram utilizados como desfecho primário. O desfecho secundário foi o nível de aptidão física de acordo com a força corporal inferior e superior, flexibilidade e nível submáximo de capacidade funcional. Todos os desfechos foram medidos em 3 momentos diferentes (avaliação inicial, 1 semana e 2 semanas). Resultados: As equações de estimativas generalizadas (GEE) mostraram efeitos principais significativos do tempo x grupo no escore do SF-36 (x2 = 48,79; p <0,001) com diferença significativa entre o início até 1 semana (p = 0,001) e 2 semanas (p = 0,001). O escore do SF-36 mostrou diferença significativa entre os grupos apenas na segunda semana (p = 0,05). Saúde mental, saúde física, emocional, estado geral de saúde, função física e capacidade funcional apresentaram tempo de interação significativo x grupo com aumento no grupo ETCC ativo. Dor corporal diferiu entre os grupos em 2 semanas (p = 0,001). O TUG e o TC6 mostraram melhora significativa apenas no grupo- ETCC ativo (p = 0,0075; p = 0,0001, respectivamente, de acordo com ANOVA). Conclusões: Cinco sessões de ETCC anódica M1 melhoram a qualidade de vida, dor e a funcionalidade em pacientes com polineuropatia diabética.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26753
Appears in Collections:FACISA - Mestrado em Ciências da Reabilitação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Estimulaçãotranscranianacorrente_Ferreira_2018.pdf703,09 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.