Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26764
Title: Investigação das alterações da subpopulação lifocitária no sangue periférico em mulheres com papilomavírus humano de alto risco oncogênico
Authors: Silva, Daliana Caldas Pessoa da
Keywords: Papilomavírus humano;PCR;Biomarcadores
Issue Date: 9-Nov-2018
Citation: SILVA, Daliana Caldas Pessoa da. Investigação das alterações da subpopulação lifocitária no sangue periférico em mulheres com papilomavírus humano de alto risco oncogênico. 2018. 85f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: O câncer de colo do útero é um problema de grande relevância social, uma vez que é a segunda malignidade ginecológica mais comum no mundo. O principal precursor do câncer do colo uterino é a infecção pelo papilomavírus humano (HPV). Apesar dos grandes avanços na biologia do HPV, pouco se sabe sobre a resposta imune a este vírus. O vírus do papiloma humano (HPV) esta associado à carcinogênese cervical por meio de evidências epidemiológicas e laboratoriais. As infecções por HPV ocorrem em mulheres em todo o mundo. A busca de potenciais marcadores de prognóstico, objetivando o entendimento da progressão das lesões intraepiteliais é de suma importância. Acredita-se que fatores imunoregulatórios, imunogenéticos e proteínas do ciclo celular estejam intimamente envolvidos no processo de carcinogênese. Por esta razão, é de grande importância a detecção precoce deste tipo de infecção. Considerando o exposto, a proposta inicial do projeto foi avaliar o perfil imunológico sistêmico de pacientes portadoras do vírus HPV. Em um primeiro momento foi realizado exames de citologia oncótica para triar pacientes que fossem portadoras vírus HPV, em seguida foi realizada a técnica de captura híbrida e reação em cadeia de polimerase (PCR) para se tipificar o vírus, subsequentemente foi realizado a imunfenotipagem dessas pacientes para se avaliar perfil imunológico, quantificando os linfócitos (células CD4, CD8, NK e NKT). Sendo evidenciado, um aumento relativo dos linfócitos TCD8+ em pacientes com HPV de alto poder oncogênico e uma expressiva diminuição das células NK e NKT, independente da oncogenicidade do HPV. Nosso estudo esta cadastrado no comitê de ética e pesquisa do hospital universitário Onofre Lopes (CEP-HUOL), com o número 097/07. Posteriormente, realizamos uma revisão sistemática da expressão imunohistoqímica de p16, ki-67 e p53 em pacientes com lesões cervicais, obtendo como resultado, uma maior expresão desses marcadores de acordo com a gravidade das lesões, podendo ser considerados biomarcadores valiosos para se discriminar os estágios das lesões cervicais progressivas.
Abstract: Cervical cancer is a problem of great social relevance, since it is the second most common gynecological malignancy in the world. The main precursor of cervical cancer is human papillomavirus (HPV) infection. Despite the great advances in the biology of HPV, little is known about the immune response to this virus. Human papillomavirus (HPV) is associated with cervical carcinogenesis through epidemiological and laboratory evidence. HPV infections occur in women all over the world. The search for potential prognostic markers, aiming at understanding the progression of intraepithelial lesions is of paramount importance. It is believed that immunoregulatory, immunogenic and cell cycle proteins are closely involved in the process of carcinogenesis. For this reason, the early detection of this type of infection is of great importance. Considering the above, the initial proposal of the project was to evaluate the systemic immune profile of patients with HPV virus. Initially, oncotic cytology tests were performed to screen patients who were carriers of HPV viruses, followed by the hybrid capture and polymerase chain reaction (PCR) to typify the virus, subsequently the immunophenotyping of these patients to evaluate the immunological profile, quantifying the lymphocytes (CD4, CD8, NK and NKT cells). It was evidenced a relative increase of the CD8 + T lymphocytes in patients with high oncogenic HPV and an expressive decrease of the NK and NKT cells, independent of HPV oncogenicity. Our study is registered in the ethics and research committee of the university hospital Onofre Lopes (CEP-HUOL), number 097/07. Subsequently, we performed a systematic review of the immunohistochemical expression of p16, ki67 and p53 in patients with cervical lesions, obtaining as a result a greater expression of these markers according to the severity of the lesions, being able to be considered valuable biomarkers to discriminate the stages of progressive cervical lesions.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26764
Appears in Collections:PPGCSA - Doutorado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Investigaçãoalteraçõessubpopulação_Silva_2018.pdf3,11 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.