Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/26791
Title: Notícias do oco do mundo - cartas para uma antropolítica da educação
Authors: Oliveira, Luan Gomes dos Santos de
Keywords: Complexidade;Guardião de histórias;Robson Marques;Educação;Saberes da tradição
Issue Date: 12-Feb-2019
Citation: OLIVEIRA, Luan Gomes dos Santos de. Notícias do oco do mundo - cartas para uma antropolítica da educação. 2019. 221f. Tese (Doutorado em Educação) - Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: As pegadas dos dinossauros e as histórias narradas por Robson Marques, o Velho do Rio constituem a base de referência da tese. A vida e as ideias de Robson Marques compõem-se na multiplicidade de um intelectual da tradição que se assume como um guardião de histórias, desde 1975. Ele narra a história das pegadas dos dinossauros no município de Sousa, do alto sertão paraibano, narrativa mítica herdada de seu avô Anísio Fausto da Silva – um tropeiro, um viajante. Seu trabalho é uma combinação de pesquisador, especialista em linguagem simbólica, narrador de histórias, interlocutor do absoluto e viajante do tempo. O modo de pensar do Velho do Rio expressou uma compreensão tecida em quatro lugares físicos e noológicos: O vale dos dinossauros; o sítio Jangada; a cidade de Sousa/PB e o Rio do Peixe. Para a escrita das sete cartas tomou-se como horizontes temáticos: a politização do pensamento e a emergência de um intelectual da tradição; a relação entre espiritualidade, artes e ciência; e a interface educação e antropolítica como antídotos contra o utilitarismo das ciências. Os caminhos tecidos na tese compuseram o que denomino de Oco do mundo, como uma expressão que compreendo como eco do Pensamento do Sul (MORIN, 2010a) enquanto reserva antropológica (ALMEIDA, 2012a), um lugar de gestação da Terra-Pátria. Os principais autores com quem estabeleci interlocução foram: Maria da Conceição de Almeida, Edgar Morin, Clarissa Pinkola Estés, Francisco Lucas da Silva, Teresa Vergani, Norval Baitello Jr., Daniel Munduruku, Walter Benjamin, Nucio Ordine, Karl Marx, Claude Lévi-Strauss e Michel Serres. A lição de Robson Marques é a de que a Educação para a vida deve levar em consideração o ensino da condição humana, apostando no imperativo ético: “ESPERAR NÃO CANSA, CANSA É NÃO ESPERAR NUNCA”.
Abstract: Las huellas de los dinosaurios y las historias narradas por Robson Marques, el Viejo del Río, constituyen la base de referencia de la tesis. La vida y las ideas de Robson Marques se componen en la multiplicidad de un intelectual de la tradición que se asume como un guardián de historias desde 1975. El Viejo del Río narra la historia de las huellas de los dinosaurios en el municipio de Sousa, del alto sertão paraibano, narrativa mítica heredada de su abuelo Anísio Fausto da Silva, un tropero, un viajero. Su trabajo es una combinación de investigador, especialista en lenguaje simbólico, narrador de historias, interlocutor del absoluto y viajero del tiempo. El modo de pensar del Viejo del Río expresó una comprensión tejida en cuatro lugares físicos y noológicos: El Vale dos Dinossáuros; el Sítio Jangada; la ciudad de Sousa / PB y el Rio do Peixe. Para escribir las siete cartas se tomó como horizontes temáticos: la politización del pensamiento y la emergencia de un intelectual de la tradición; la relación entre espiritualidad, artes y ciencia; y la interfaz educación y antropolítica como antídotos contra el utilitarismo de las ciencias. Los caminos tejidos en la tesis compusieron lo que denomino de Oco do Mundo, como una expresión que comprendo como eco del Pensamiento del Sur (MORIN, 2010) como reserva antropológica (ALMEIDA, 2017), un lugar de gestación de la Tierra-Patria. Los principales autores con quienes establecí interlocución fueron: Maria da Conceição de Almeida, Edgar Morin, Clarissa Pinkola Estés, Francisco Lucas da Silva, Teresa Vergani, Norval Baitello Jr., Daniel Munduruku, Walter Benjamin, Nucio Ordine, Karl Marx, Claude LéviStrauss e Michel Serres. La lección de Robson Marques es que la Educación para la vida debe tener en cuenta la enseñanza de la condición humana, confiando en el imperativo ético: "ESPERAR NO CANSA, CANSA ES NO ESPERAR NUNCA".
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26791
Appears in Collections:PPGED - Doutorado em Educação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Notíciasocomundo_Oliveira_2019.pdf7,86 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.