Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26803
Título: Construção e validação do diagnóstico de enfermagem ressecamento ocular em pacientes adultos internados em unidade de terapia intensiva
Autor(es): Araújo, Jéssica Naiara de Medeiros
Palavras-chave: Enfermagem;Processos de enfermagem;Síndromes do olho seco;Saúde ocular;Ressecamento;Unidades de terapia intensiva;Estudos de validação
Data do documento: 1-Fev-2019
Referência: ARAÚJO, Jéssica Naiara de Medeiros. Construção e validação do diagnóstico de enfermagem ressecamento ocular em pacientes adultos internados em unidade de terapia intensiva. 2019. 213f. Tese (Doutorado em Enfermagem na Atenção à Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Abstract: This study aimed to validate the nursing diagnosis Ocular dryness in adult patients hospitalized in an intensive care unit (ICU). This is a methodological research of validation of nursing diagnosis developed in three interrelated stages, namely: STAGE 1: Construction of the nursing diagnosis Ocular dryness in adult patients hospitalized in an ICU and of the definitions, based on the concept analysis framework and operationalized through Scoping Review. STAGE 2: Analysis of diagnostic content, in which the evaluators judged the adequacy of previously created concepts, through focus group. STAGE 3: Clinical validation of nursing diagnosis Ocular dryness in adult patients hospitalized in an ICU, performed by means of a study of the accuracy of clinical indicators of nursing diagnosis Ocular dryness, with a cross-sectional design and quantitative approach, performed with 206 patients hospitalized in an ICU of adults of a university hospital located in the Brazilian northeast. The data collected was organized and stored in a database built in Microsoft Office Excel 2016 and analyzed by a specific statistical program. The study obtained a favorable opinion from the Research Ethics Committee under number 918.510 and CAAE 36079814.6.0000.5537. The recommendations of Resolution nº 466/12, approved by the National Health Council of the Ministry of Health, on December 12, 2012, were obeyed. In the first stage, 169 articles were selected and two attributes, 32 antecedents and 12 consequent ones were identified. In the second stage, after discussion in the focus group, the judges obtained a consensus regarding the adequacy of each component and definition of the diagnosis. We defined 14 defining characteristics, nine related factors, two populations at risk and 20 associated conditions. In the third stage, was verified using the latent class model the prevalence of nursing diagnosis Ocular dryness in 76.22% of the sample. The clinical indicators Decreased lacrimal volume and Excess mucoid secretion presented high values of specificity. In addition, Dilated blood vessels on the ocular surface, Excess mucoid secretion, Mucoid filament and Chemosis presented higher values for sensitivity. The related factor that obtained statistical significance with the diagnosis was Lagoftalmia and the associated conditions were: Decreased blink mechanism, Medications that alter ocular surface homeostasis with reduction of lacrimal volume, Mechanical ventilation, Systemic diseases that alter ocular surface homeostasis with reduction of lacrimal volume, Absence of corneal-eyelid reflex, Absence of response to reflexes of pairs of cranial nerves III, Absence of response to reflexes of pairs of cranial nerves IV and Absence of response to reflexes of pairs of cranial nerves VI. It is concluded that the data obtained can contribute to a better understanding of the manifestation of the diagnosis in adults hospitalized in an ICU, as well as the most important signs for inference of Ocular dryness. Thus, the nursing diagnosis Ocular dryness is valid in adult patients admitted to the ICU.
Resumo: Este estudo objetivou validar o diagnóstico de enfermagem Ressecamento ocular em pacientes adultos internados em unidade de terapia intensiva (UTI). Trata-se de uma pesquisa metodológica de validação de diagnóstico de enfermagem desenvolvida em três etapas inter-relacionadas, a saber: ETAPA 1: Construção do diagnóstico de enfermagem Ressecamento ocular em pacientes adultos internados em UTI e das definições, fundamentada no referencial de análise de conceito e operacionalizada mediante Scoping Review; ETAPA 2: Análise de conteúdo diagnóstico, na qual os juízes julgaram a adequação dos conceitos criados anteriormente, mediante grupo focal; ETAPA 3: Validação clínica do diagnóstico de enfermagem Ressecamento ocular em pacientes adultos internados em UTI, executado por meio de estudo da acurácia dos indicadores clínicos do diagnóstico de enfermagem Ressecamento ocular, com delineamento transversal e abordagem quantitativa, realizado com 206 pacientes internados na UTI de adultos de um hospital universitário localizado no nordeste brasileiro. Os dados coletados foram organizados e armazenados em um banco de dados construído no Microsoft Office Excel 2016 e analisados por um programa estatístico específico. O estudo obteve parecer favorável do Comitê de Ética em Pesquisa sob número 918.510 e CAAE 36079814.6.0000.5537. Foram obedecidas as recomendações da Resolução n° 466/12, aprovada pelo Conselho Nacional de Saúde do Ministério da Saúde, em 12 de dezembro de 2012. Na primeira etapa, foram selecionados 169 artigos e identificaram-se dois atributos, 32 antecedentes e 12 consequentes. Na segunda etapa, após discussão no grupo focal, os juízes obtiveram consenso quanto à adequação de cada componente e definição do diagnóstico. Foram considerados 14 características definidoras, nove fatores relacionados, duas populações em risco e 20 condições associadas. Na terceira etapa, verificou-se mediante o modelo de classe latente a prevalência do diagnóstico de enfermagem Ressecamento ocular em 76,22% da amostra. Os indicadores clínicos Volume lacrimal diminuído e Excesso de secreção mucoide apresentaram valores elevados de especificidade. Além disso, Vasos sanguíneos dilatados na superfície ocular, Excesso de secreção mucoide, Filamento mucoide e Quemose apresentaram valores mais altos para sensibilidade. O fator relacionado que obteve significância estatística com o diagnóstico foi Lagoftalmia e as condições associadas foram: Diminuição do mecanismo de piscar, Medicamentos que alteram a homeostase da superfície ocular com redução do volume lacrimal, Ventilação mecânica, Doenças sistêmicas que alteram a homeostase da superfície ocular com redução do volume lacrimal, Ausência de reflexo córneo-palpebral, Ausência de resposta aos reflexos dos pares de nervos cranianos III, Ausência de resposta aos reflexos dos pares de nervos cranianos IV e Ausência de resposta aos reflexos dos pares de nervos cranianos VI. Conclui-se que os dados obtidos podem contribuir para uma melhor compreensão da manifestação do diagnóstico em adultos internados em UTI, bem como dos sinais mais importantes para inferência do Ressecamento ocular. Destarte, o diagnóstico de enfermagem Ressecamento ocular é válido em pacientes adultos internados em UTI.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26803
Aparece nas coleções:PPGE - Doutorado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Construçãovalidaçãodiagnóstico_Araújo_2019.pdf2,91 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.