Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26840
Title: A filosofia negada no ensino médio brasileiro: as implicações da Lei nº 13.415/17 às futuras gerações
Authors: Silva, Roberto Ribeiro da
Keywords: Educação;Reforma educacional;Ensino da Filosofia;Hannah Arendt
Issue Date: 7-Feb-2019
Citation: SILVA, Roberto Ribeiro da. A filosofia negada no ensino médio brasileiro: as implicações da Lei nº 13.415/17 às futuras gerações. 2019. 122f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: O presente trabalho tem por tema o Ensino da Filosofia, analisa as intermitências históricas dos conteúdos filosóficos no ensino médio brasileiro e as implicações da lei nº 13.415/17 às futuras gerações a partir da reflexão político-filosófica de Hannah Arendt aplicada a educação. Alicerçado metodologicamente na análise bibliográfica das obras principais de Arendt que traz à tona conceitos como: natalidade, mundo comum, pluralidade, cidadania, alteridade, estabelece-se um encontro com vários pensadores do campo educacional para a discursão de elementos fundamentais à reflexão sobre a educação frente a atual reforma educacional ao retirar a obrigatoriedade da Filosofia como disciplina. Na perspectiva do pensamento arendtiano intenta ampliar a discursão acerca da Filosofia na escola, sem seu auxilio a educação das gerações futuras, dos ‘novos’ que chegam ao mundo pela natalidade. Como resultado concluímos que a atual reforma educacional reedita a história de intermitência no Ensino da Filosofia na educação brasileira, comprometendo a formação cidadã dos jovens escolarizados.
Abstract: The subject matter of the present work is the Teaching of Philosophy, it analyses the historical intermittences of the philosophical matters in Brazilian High Schools and the implications of the law N.13,415/17 to the future generations from the politicalphilosophical consideration of Hannah Arendt applied to education. It is methodologically anchored in the bibliographical analysis of Arendt’s main pieces, which bring to light concepts such as: natality, the common world, plurality, citizenship, alterity and it settles a connection with many thinkers of the educational field for the discussion of the fundamental elements to the thinking over education before the present educational reform by withdrawing philosophy as a compulsory subject. In the perspective of the Arendt’s thinking it intends to broaden the discussion about philosophy at schools, without its aid to the future generations, of the ‘newborn’ which come to the world through the birth. As a result, we conclude that the present educational reform re-edit the history of intermittence in philosophy teaching in Brazilian education, undermining the formation of the literate youths.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26840
Appears in Collections:PPGED - Mestrado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Filosofianegadaensino_Silva_2019.pdf785,15 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.