Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26843
Title: O corpo como sentido, criação e signficado da criança com Síndrome de Down: uma proposta de intervenção docente na Educação Infantil
Authors: Peixoto, Sára Maria Pinheiro
Keywords: Corpo;Deficiência;Inclusão;Aprendizagem
Issue Date: 26-Feb-2019
Citation: PEIXOTO, Sára Maria Pinheiro. O corpo como sentido, criação e signficado da criança com Síndrome de Down: uma proposta de intervenção docente na Educação Infantil. 2019. 189f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: O presente trabalho tem por objetivo apresentar uma proposta de intervenção docente desenvolvida na Educação Infantil, considerando o corpo como eixo estruturante dessa pesquisa, partindo de uma perspectiva inclusiva, na qual todos têm o direito de avançar em suas aprendizagens de acordo com suas singularidades. Para tanto, assumimos os princípios da pesquisa qualitativa como abordagem metodológica, pelo viés da pesquisa-ação colaborativa, ancorada nos fundamentos epistemológicos de Merleau-Ponty. A investigação foi desenvolvida em um Centro Municipal de Educação Infantil da rede Municipal do Natal/RN, com um grupo de 15 professores. O itinerário da pesquisa se efetivou através de 08 oficinas pedagógicas, que possibilitaram vivências coletivas, co-produção de saberes, reelaboração de conceitos e de práticas docentes, partindo da ação-reflexão do fazer pedagógico. Para a construção de dados, apropriamos-se da observação participante, o registro no diário de campo, entrevistas semiestruturadas, rodas de conversas, assim como o registros imagéticos e gravações em áudios. Os resultados da análise apontaram a importância de se trabalhar o corpo em seus diversos aspectos com sentido e significado, partindo de um contexto escolar inclusivo, onde muitas vezes a criança é vista primeiramente pela sua deficiência, apontada como um corpo frágil, incapacitante e não aprendente. Com a pesquisa, procuramos desmistificar a dimensão de que somos apenas um corpo físico e biológico, enveredando pela concepção de um corpo como resultado das interações entre o biológico e o cultural, o vivido e o sentido, constituindo toda a existência e vivência de afetos, valores, histórias, cultura que são marcadas através de nossas experiências ancoradas no mundo. Assim, a criança com Síndrome de Down, mesmo com sua hipotonia, não pode ficar de fora desse processo, pois ela é aprendente nas relações que se estabelece, na mediação entre seus pares, na promoção de sua autonomia, no estímulo à sua corporeidade, como também, ao seu desenvolvimento cognitivo.
Abstract: The purpose of this study is to present a proposal for a teacher intervention in Early Childhood Education, considering the body as the structuring axis of this research, starting from an inclusive perspective, in which everyone has the right to advance in their learning according to their singularities. For this purpose, a qualitative approach was used by means of a collaborative action research, which was based on the epistemological foundations of Merleau-Ponty. This research was conducted in a Municipal Child Education Center of Natal, RN with a group of 15 subjects. In addition, it was accomplished through 8 pedagogical workshops. These seminars fostered collective experiences, co-production of knowledge, re-elaboration of concepts and teaching practices, starting from the action-reflection of the educational practice and recognizing the body as the main axis of this research. The data collection was obtained by means of active observations, field diary records, semi-structured interviews, dialogue groups, photographic and audio records. The analysis results indicated that it is important to contemplate the body in every sense and meaning under an inclusive school context, considering that even in this place children are often seen as a fragile, incapacitated and non-learning body from the perspective of their disability. At last, this research intended to unravel the paradigm that the human being is only made of a physical and biological body. Also, it sought to approach the conception that the body is a result of the interactions between biological and cultural aspects and lived and felt experiences, constituting the existence and perception of value, history, culture and affection, which are backed by the human experience in the world. In conclusion, children with intellectual disabilities cannot remain outside this process, since they are also the learning ones in the relation they establish with others, in the mediation with people in the same condition, in the promotion of their autonomy, in the stimulus of their corporeity and in their cognitive development.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26843
Appears in Collections:PPGED - Mestrado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Corposentidocriação_Peixoto_2019.pdf2,73 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.