Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26879
Title: O impacto da demanda física e cognitiva sobre o controle cognitivo e sua relação com o desempenho físico em praticantes de ciclismo
Other Titles: The impact of physical and cognitive demand on cognitive control and its relationship with the physical performance in cycling
Authors: Pereira, Daniel Carvalho
Keywords: Exercício;Cognição;Controle cognitivo;Desempenho
Issue Date: 18-Mar-2019
Citation: PEREIRA, Daniel Carvalho. O impacto da demanda física e cognitiva sobre o controle cognitivo e sua relação com o desempenho físico em praticantes de ciclismo. 2019. 76f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: Introdução: A teoria do duplo mecanismo de controle cognitivo (DMC) sugere que agimos de duas formas na realização de uma tarefa, proativamente mantendo o objetivo de forma sustentada ou reativamente recrutando a atenção apenas quando necessário. Esportes de endurance têm como característica a manutenção da meta por um período prolongado de tempo, podendo a manutenção desse objetivo sofrer mudanças em decorrência de diversos estímulos (físicos/mentais), influenciando o desempenho físico. Objetivos: Verificar o efeito da demanda física e cognitiva sobre a predominância do controle cognitivo (proativo/reativo) em praticantes de ciclismo. Métodos: 16 homens, adultos jovens (29,4 ± 5,2 anos), praticantes de ciclismo (5,4 ± 4,6 anos), percentual de gordura normal (22 ± 17,5), classificados como ciclistas não treinados (274,2 ± 47,9 watts), frequência de treinamento de 3,5 ± 1,5 dias/semana e 123,8 ± 60,5 quilômetros/semana. Estudo experimental contou com quatro visitas, sendo a primeira de familiarização com as escalas e teste incremental; segunda e terceira sessões randomizadas, sendo que uma sessão contou com o teste cognitivo antes do exercício físico (contrarrelógio 10km) e na sessão controle eles permaneceram em repouso com tempo equivalente; a quarta sessão foi destinada apenas à avaliação da composição corporal. Para avaliar o controle cognitivo, foi utilizado o teste computadorizado AX-CPT, a partir do índice de comportamento proativo (Proactive Behavioral Index - PBI). Foi realizado o teste de Friedman seguido pelo teste post hoc de Dunn, para analisar o efeito do tempo sobre o controle cognitivo. O nível de significância estabelecido foi de p<0,05. Resultados: O exercício físico realizado com demanda cognitiva prévia provocou mudança significante no tempo de reação do PBI (PBI-RT) (x²(2) = 6,500, p=0,039). O teste post hoc revelou um decréscimo significativo (mediana = 0,06 ms) entre o momento basal quando comparado com a demanda cognitiva e física (p=0,039). Conclusão: Nossos achados demonstraram que a associação de uma demanda cognitiva e física promoveu uma diminuição do controle proativo e apenas a demanda física não foi capaz de alterar o controle cognitivo.
Abstract: Introduction: The dual-mechanisms of control (DMC) theory suggests that we act in two ways in performing a task, proactively maintaining the goal sustainably or reactively recruiting attention only when necessary. Endurance sports have the characteristic of maintaining the goal for an extended time, and the maintenance of this can be changed due to several stimuli (physical/mental), influencing physical performance. Objectives: To verify the effect of physical and cognitive demands on the predominance of cognitive control (proactive/reactive) in cycling. Methods: 16 males, young adults (29.4 ± 5.2 years), cycling practitioners (5.4 ± 4.6 years), normal body fat (22 ± 17.5%), classified as untrained cyclists ( 274.2 ± 47.9 watts), training frequency of 3.5 ± 1.5 days/week and 123.8 ± 60.5 kilometers/week. Experimental study had four visits, being the first one familiar with the scales and incremental test; second and third randomized sessions, one session counted on the cognitive test before physical exercise (10 km time trial against the clock) and in the control session they remained at rest with equivalent time; the fourth session was intended only for the evaluation of body composition. To evaluate cognitive control, the computerized AX-CPT test was used, based on the Proactive Behavioral Index (PBI). The Friedman test was followed by Dunn's post hoc test to analyze the effect of time on cognitive control. The level of significance was set at p < 0.05. Results: Physical exercise performed with previous cognitive demand caused a significant change in the reaction time of the PBI (PBI-RT) (x² (2) = 6,500, p = 0.039). The post hoc test revealed a significant decrease (median = 0.06 ms) between baseline when compared to cognitive and physical demand (p = 0.039). Conclusion: Our findings demonstrated that the association of a cognitive and physical demand promoted a decrease of the proactive control and only the physical demand was not able to change the cognitive control.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26879
Appears in Collections:PPGEF - Mestrado em Educação Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Impactodemandafísica_Pereira_2019.pdf1,76 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.