Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/27038
Title: Assistência segura: processo formativo e avaliação cognitiva de estudantes de medicina em um hospital universitário
Authors: Aragão, Maria Gorette Lourenço da Silva
Keywords: Segurança do paciente;Ensino;Educação médica
Issue Date: 27-Dec-2018
Citation: ARAGÃO, Maria Gorette Lourenço da Silva. Assistência segura: processo formativo e avaliação cognitiva de estudantes de medicina em um hospital universitário. 2018. 63f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino na Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: A assistência segura à saúde converteu-se em um indicador de qualidade e destinase à prevenção dos eventos adversos, tais como: quedas, erros na administração de medicamentos, falhas na identificação do paciente, erros cirúrgicos, infecções hospitalares, manuseio inadequado de dispositivos e equipamentos médicohospitalares. O ensino desta temática nos cursos de graduação é estimulado pelo guia curricular da Organização Mundial de Saúde e pelo Programa Nacional de Segurança do Paciente, apesar de ainda ser incipiente nos currículos dos cursos médicos. No Curso de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), é oferecida como disciplina optativa, mas com pouca participação dos estudantes. A dissertação teve como objetivo analisar o impacto na prática hospitalar de graduandos de medicina em um Hospital Universitário, após intervenção de ensino sobre assistência segura. Estudo quase experimental, longitudinal, com abordagem quantitativa. A população foi composta por discentes do curso médico da UFRN, durante estágio curricular obrigatório, realizado no Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), no período de janeiro a junho de 2017. Um questionário estruturado com perguntas fechadas, utilizando a escala de Likert, foi aplicado aos estudantes no início e no final do estágio para avaliar seu conhecimento acerca de assistência segura. Também realizaram uma prescrição médica para um caso clínico predeterminado no início e no final do estágio, que foi avaliada através de indicadores de prescrição segura. Os alunos participaram de um curso ministrado por docentes e membros do Núcleo de Segurança do Paciente do HUOL. Participaram 94 estudantes, que iniciavam o internato no momento da intervenção. Quanto ao questionário inicial, notamos um conhecimento deficiente sobre segurança do paciente, onde somente 15% ou menos dos alunos estudaram políticas públicas ou afirmavam conhecer o Programa Nacional de Segurança do Paciente. Após o curso, correu melhora significativa na resposta de vários itens. Na atividade da prescrição médica, ocorreu melhora na conformidade dos itens de prescrição médica, comparativamente entre os momentos das avaliações (antes e depois) nos alunos de medicina. O conhecimento sobre segurança do paciente é frágil nos estudantes do internato de medicina da UFRN e ocorreu melhora significativa com a participação no curso introdutório sobre segurança do paciente.
Abstract: The secure assistance to health has converted into a quality indicator and is destined to the prevention of adverse events, such as: falls, drug administration errors, failures in the patient identification, surgical errors, hospital-acquired infections, improper handling of medical-hospital equipment and device. The teaching of this thematic in the graduation courses is stimulated by the world health organization curricular guide, and by the national program of patient safety, despite it is still incipient in the medical courses curricula. In the Medicine Course of the Federal University of Rio Grande do Norte (UFRN), it is offered as an optional discipline, but with low participation of students. This dissertation aimed to analyze the impact in the hospital practice of medicine students in a University Hospital, after the intervention of teaching about safe assistance. This is a quasi-experimental, longitudinal and qualitative study. The population was composed by medical course students of the UFRN, during the mandatory internship, realized in the Onofre Lopes University Hospital (HUOL), from january to june 2017. A structured questionnaire with closed questions, using the Likert scale, was applied to students at the beginning and end of the stage in order to evaluate their knowledge about safe assistance. They also realized a medical prescription to a predetermined clinical case at the beginning and end of the stage, which was evaluated through indicators of safe prescription. The students participated in a course ministered by teachers and members of the Patient Safety Nucleus from the HUOL. The participants were 94 students who initiated the internship at the time of the intervention. In the initial questionnaire, we noted a deficient knowledge about patient safety, in which only 15% or less of the participants have studied about public policies or affirmed to know the National Program of Patient Safety. After the course, there was a significant improvement in the response to several items. In the medical prescription activity, there was an improvement in the conformity of medical prescription items, if it compares the moments before and after the evaluation of medicine students. The knowledge about patient safety is fragile in the internship students from the UFRN, and there was a significant improvement with the participation in the introductory course about patient safety.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/27038
Appears in Collections:MPEENSA - Mestrado Profissional em Ensino na Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Assistênciaseguraprocesso_Aragão_2018.pdf2.5 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.