Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/27055
Title: Problemas de sono, ansiedade, depressão e suporte social em adolescentes de uma instituição federal de ensino
Authors: Manso, Roberta Keile Gomes de Sousa
Keywords: Adolescência;Apoio social;Ciclo sono/vigília;Sonolência excessiva;Saúde mental
Issue Date: 27-Feb-2019
Citation: MANSO, Roberta Keile Gomes de Sousa. Problemas de sono, ansiedade, depressão e suporte social em adolescentes de uma instituição federal de ensino. 2019. 69f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva - FACISA) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: Os adolescentes apresentam um atraso nos horários de dormir e acordar, decorrente de mudanças biológicas e sociais vivenciadas nesta fase. Em contrapartida, a maioria das escolas iniciam as aulas pela manhã o que se torna um desafio temporal para o estudante, acarretando privação e má qualidade de sono, e sonolência diurna. Somado a isso, a adolescência é uma fase de descobertas, da busca de autonomia sobre decisões, emoções e ações, o que pode acarretar sintomas de ansiedade e depressão. Neste contexto, a satisfação com o suporte social pode contribuir para o enfrentamento destes problemas da adolescência, visto que o suporte recebido pelos amigos, familiares, vizinhos e grupos sociais pode construir e fortalecer a satisfação do indivíduo e impactar positivamente na saúde. Portanto, considerando que os adolescentes apresentam problemas de sono, sintomas de ansiedade e depressão, e que o suporte social está relacionado com a saúde, o objetivo deste trabalho foi analisar a relação entre a percepção da satisfação com o suporte social, com a qualidade e duração do sono, sonolência diurna, ansiedade e depressão em adolescentes de uma instituição federal de ensino. A amostra foi de 385 estudantes do ensino médio de cursos técnicos, que preencheram a Escala de Satisfação com o Suporte Social, o Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh, a Escala Pediátrica de Sonolência Diurna, a Escala de ansiedade e depressão e a Ficha de Identificação de problemas de saúde. A idade média dos participantes foi de 16,3 ± 1,0 anos, de ambos os sexos (♂ = 43,1%, ♀ = 56,9%) que estudam nos turnos matutino (55,3%) e vespertino (44,7%). Os adolescentes avaliaram o suporte social geral como médio (47,6 ± 12,1), sendo a satisfação com os amigos a mais favorecida (17,30 ± 4,74) e a satisfação com as atividades sociais a mais prejudicada (7,59 ± 2,98). A má qualidade do sono foi observada em 71,2% dos adolescentes, com escore médio de 7,17 ± 2,72. A média observada de sonolência diurna foi de 18,31 ± 4,90. Com relação aos horários de sono, os adolescentes apresentaram tempo na cama médio de 6:42 ± 1:18 h, hora de levantar e deitar de 6:25 ± 1:28 h e 23:06 ± 1:25 h, respectivamente. A partir da regressão linear múltipla hierárquica, foi possível observar que o suporte social baixo está associado a má qualidade do sono, a maiores escores de sonolência diurna e a maior probabilidade dos adolescentes apresentarem sintomas de ansiedade e depressão. A partir destes resultados, vale ressaltar a importância de desenvolver estratégias de saúde integral para o desenvolvimento da cidadania e da qualificação das políticas públicas voltadas ao reconhecimento do adolescente como ativo e participativo e que possam contribuir com a melhoria do suporte social, diminuir os problemas de sono e de saúde mental em adolescentes, visando uma melhor qualidade de vida.
Abstract: Adolescents present a delay in sleeping and waking hours, due to biological and social changes experienced at this stage. In contrast, most schools begin classes in the morning which becomes a temporary challenge for the student, leading to deprivation and poor sleep quality, and daytime sleepiness. Added to this, adolescence is a phase of discoveries, the search for autonomy over decisions, emotions and actions, which can lead to symptoms of anxiety and depression. In this context, satisfaction with social support can contribute to coping with these problems of adolescence, since the support received by friends, relatives, neighbors and social groups can build and strengthen the satisfaction of the individual and positively impact on health. Therefore, considering that adolescents present sleep problems, anxiety and depression symptoms, and that social support is related to health, the objective of this study was to analyze the relationship between the perception of satisfaction with social support, quality and sleep duration, daytime sleepiness, anxiety and depression in adolescents of a federal educational institution. The sample consisted of 385 high school students in technical courses, who completed the Social Support Satisfaction Scale, the Pittsburgh Sleep Quality Index, the Pediatric Drowsiness Scale, the Anxiety and Depression Scale, and the Identification of health problems. The mean age of the participants was 16.3 ± 1.0 years, of both sexes (♂ = 43.1%, ♀ = 56.9%) who study in the morning (55.3%) and afternoon shifts (44, 7%). Adolescents evaluated general social support as a mean (47.6 ± 12.1), satisfaction with friends being the most favored (17.30 ± 4.74) and satisfaction with social activities most affected (7, 59 ± 2.98). Poor sleep quality was observed in 71.2% of adolescents, with a mean score of 7.17 ± 2.72. The observed mean daytime sleepiness was 18.31 ± 4.90. With regard to sleep times, the adolescents presented time in the average bed of 6:42 ± 1:18 h, time of getting up and lying down of 6:25 ± 1:28 h and 23:06 ± 1:25 h, respectively. From the hierarchical multiple linear regression, it was possible to observe that low social support is associated with poor sleep quality, higher daytime drowsiness scores and the greater probability of adolescents presenting symptoms of anxiety and depression. Based on these results, it is worth emphasizing the importance of developing integral health strategies for the development of citizenship and the qualification of public policies aimed at the recognition of the adolescent as active and participatory and that can contribute to the improvement of social support, reduce the problems of sleep and mental health in adolescents, aiming at a better quality of life.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/27055
Appears in Collections:PPGSCOL/FACISA - Mestrado em Saúde Coletiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Problemassonoansiedade_Manso_2019.pdf1.48 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.