Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/27248
Title: "Nos bares na lama, nos lares, na cama?": uma análise ontológica da violência contra a mulher em situação de rua no Brasil contemporâneo
Authors: Bezerra, Floriza Soares
Advisor: Silva, Andrea Lima da
Keywords: Mulher em situação de rua;Violência;Capitalismo
Issue Date: 28-Sep-2018
Citation: BEZERRA, Floriza Soares. "Nos bares na lama, nos lares, na cama?": uma análise ontológica da violência contra a mulher em situação de rua no Brasil contemporâneo. 2018. 138f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) - Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: O presente estudo tem por objetivo analisar a violência contra a mulher em situação de rua no atual contexto brasileiro, de modo a considerar as particularidades de gênero no fenômeno população em situação de rua na contemporaneidade. Por essa via, consideramos o movimento histórico da humanidade, a fim de apreender as determinações na vida das mulheres em situação de rua na esfera da reprodução social. Utilizamos o método materialista-histórico, pois tal problemática deve ser observada a partir do processo dialético de construção e desconstrução das variadas expressões da questão social no capitalismo contemporâneo, ao considerar suas reais estruturas. Para compreensão da violência contra a mulher em situação de rua enquanto um dos complexos constituintes da realidade do fenômeno população em situação de rua em sua essência, utilizamos a categoria “relações patriarcais de gênero”, visto que denota a determinação do patriarcado nas complexas expressões, na esfera da divisão sexual do trabalho e suas nuances nas relações sociais. A fim de apreender as configurações da população em situação de rua frente ao avanço das forças produtivas, nos propomos uma abordagem das configurações na “superpopulação relativa” e da violência enquanto categorias basilares e autênticas da dinâmica capitalista. Assim, por não se tratar de um fenômeno isolado, observamos as contradições que perpassam a vida dos sujeitos/as em situação de rua, especialmente das mulheres, a apreender os direitos, as políticas, bem como o movimento de organização dessa população. Todo o estudo será norteado pelas referências bibliográficas a partir do diálogo mútuo dos teóricos clássicos Gyorgy Lukács e Karl Marx com os/as autores/as modernos Heleieth Safiotti, Sérgio Lessa, José Paulo Netto, Mirla Cisne, Marilena Chaui, Márcia Tiburi, Ricardo Antunes, Marilda Iamamoto, Silvia Federici, Angela Davis, Helena Hirata, entre outros/as. Foram utilizados artigos, dissertações, estudos acerca do fenômeno população em situação de rua, em especial àqueles referentes à realidade das mulheres nesta condição, os quais tivemos por base as seguintes categorias “trabalho” e “mulheres em situação de rua” para a investigação. No que diz respeito às políticas e direitos, foram utilizados dados, censos e planos dessa população a considerar o ano da primeira pesquisa de População em Situação de Rua (2008), a qual permeia todo o estudo e tem melhor ênfase no último capítulo, onde fizemos análises de relatos de mulheres em situação de rua das cidades de São Paulo/SP e Natal/RN, por objetivo de uma análise mais aproximada da totalidade de vida das mulheres em situação de rua, a considerar suas objetividades e subjetividades. Por fim, considera-se que a ausência de dados e estudos sobre a temática em tela reflete o lugar onde as mulheres foram historicamente situadas na sociedade capitalista, logo, a violência contra as mulheres em situação de rua, trata-se de um fenômeno inerente a sociedade vigente, agravado pelas particularidades de gênero.
Abstract: The present study aims to analyze violence against homeless woman in the current Brazilian context, in order to consider the particularities of gender in the population phenomenon in street situation in contemporary times. By this way, we consider the historical movement of humanity, in order to apprehend the determinations in the life of homeless woman in the sphere of social reproduction. We use the materialist-historical method, since such a problem must be observed from the dialectical process of construction and deconstruction of the various expressions of the social question in contemporary capitalism, in considering its real structures. In order to understand violence against street women as one of the complex constituents of the reality of the phenomenon of street population in its essence, we use gender discussions from the category of "gender’s patriarcal relationships” category, since it denotes the determination of patriarchy in the complex expressions, in the sphere of the sexual division of labor and its nuances in social relations. In order to apprehend the configuration of the population on the street in the face of the advance of the productive forces, we propose an approach of the configurations in the "relative superpopulation" and of violence as the basic and authentic categories of the capitalist dynamics. Thus, because it is not an isolated phenomenon, we observe the contradictions that permeate the lives of street individuals, especially women, to understand the rights, policies, and movement of organization of this population. The whole study will be guided by the bibliographical references from the mutual dialogue of the classical theorists Gyorgy Lukács and Karl Marx with the modern authors Heleieth Safiotti, Sérgio Lessa, José Paulo Netto, Mirla Cisne, Marilena Chaui, Márcia Tiburi, Ricardo Antunes, Marilda Iamamoto, Silvia Federici, Angela Davis, Helena Hirata, among others. We used articles, dissertations, studies about the phenomena population in street situation, especially those referring to the reality of women in this condition, which were based on the following categories "work" and "women in the street" for research. With regard to policies and rights, data, censuses and plans of this population were used to consider the year of the first survey of Population in Situation of Street (2008), which permeates the whole study and has a better emphasis in the last chapter, where we analyzed the reports of street women from the cities of São Paulo / SP and Natal / RN, aiming at a closer analysis of the total life of women in the street, to consider their objectivities and subjectivities. Finally, it is considered that the lack of data and studies on the subject m/atter reflects the place where women were historically located in capitalist society, thus, violence against women on the street is an inherent phenomenon the current society, aggravated by the particularities of gender.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/27248
Appears in Collections:PPGSS - Mestrado em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Nosbareslama_Bezerra_2018.pdf2,06 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.