Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/27664
Title: Riqueza de fungos micorrízicos arbusculares em remanescente de Mata Atlântica de tabuleiro costeiro do Rio Grande do Norte
Authors: Vista, Xochitl Margarito
Keywords: Conservação;Diversidade;Micorríza;Santuário ecológico de pipa;Taxonomia
Issue Date: 17-Aug-2016
Citation: VISTA, Xochitl Margarito. Riqueza de fungos micorrízicos arbusculares em remanescente de Mata Atlântica de tabuleiro costeiro do Rio Grande do Norte. 2016. 86f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Os Tabuleiros Costeiros constituem uma unidade geoambiental distribuída por todo o litoral brasileiro, cuja principal formação vegetal é a Mata Atlântica. Fungos Micorrízicos Arbusculares (FMA) são simbiontes obrigatórios de plantas, os quais representam um importante componente da microbiota do solo em ecossistemas naturais e agrícolas. Estudo de diversidade em ambientes costeiros são relevantes, apresentando peculiaridades bióticas e abióticas. Além disso, são limitados os inventários de FMA em sistemas costeiros conduzidos em território brasileiro. São necessárias áreas protegidas, para assegurar a conservação de habitats onde os FMA ocorrem naturalmente e evoluíram, representando um lugar apropriado para a conservação in situ. O objetivo deste estudo foi avaliar a diversidade de um complexo de tabuleiros costeiro do dominio Mata Atlântica do Rio Grande do Norte, a fim de ampliar o conhecimento sobre a composição e distribuição deste grupo de organismos. Para isso, foram estudadas nove amostras de solo para identificação taxonômica, três amostras pertecem ao período chuvoso e seis de estiagem. Foram encontradas 47 espécies de FMA (30 no período chuvoso e 26 na estiagem), distribuídas em nove famílias: Acaulosporaceae (9 spp.), Ambisporaceae (3 spp.), Dentiscutataceae (4 spp.), Diversisporaceae (4 spp.), Entrophosporaceae (4 spp.), Gigasporaceae (3 spp.), Glomeraceae (15 spp.), Racocetraceae (2 sp.), Scutellosporaceae (3 spp.) e 17 gêneros. Das 138 espécies, registrados no bioma Mata Atlântica, 35%, correspondem aos FMAs em tabuleiros costeiros de remanescentes de Mata Atlântica estudado. O que representa 16% de espécies conhecidas para o filo. Para o Brasil representa 30% das espécies. Para Nordeste, representa 38%. Para o RN havia apenas 41 espécies registradas, porém este número foi ampliado para 55 com os dados obtidos neste presente trabalho. Além disso, a área apresenta 37% das espécies reportadas em áreas protegidas globalmente. No entanto, a composição de espécies mudou entre os períodos, com maior número de espécies no período chuvoso. Além disso, a riqueza de espécie foi mais representativa no período chuvoso do que no de estiagem, mesmo que a força amostral tenha sido menor no período chuvoso. Os gêneros Acaulospora e Glomus foram as mais representativos, além disso foi acrecido o registro de Glomus spinuliferum Sieverd. & Oehl, para o Brasil e para o bioma Mata Atlântica. Os resultados obtidos demonstram o potencial em diversidade de FMA presentes em áreas de tabuleiros costeiros em remanescentes de Mata Atlântica.
Abstract: The Coastal tablelands constitute a geoenvironmental unit distributed throughout the Brazilian coast, whose main vegetation is the Atlantic Forest. Arbuscular Mycorrhizal Fungi (AMF) are obligatory symbionts of plants, which represent an important component of the soil microbiota in natural and agricultural ecosystems. Study of diversity in coastal environments are relevant, presenting biotic and abiotic peculiarities. In addition, inventories of AMF in coastal systems conducted in Brazil are limited. Protected areas are needed to ensure the conservation of habitats where the AMF occur naturally and have evolved, representing an appropriate place for in situ conservation. The objective of this study was to evaluate the diversity of a coastal tablelands complex of the Atlantic Forest domain of Rio Grande do Norte, in order to increase knowledge about the composition and distribution of this group of organisms. For this, nine soil samples were studied for taxonomic identification, three samples of the rainy period and six of dry. We found 47 species of AMF (30 in the rainy season and 26 in the dry season), distributed in nine families: Acaulosporaceae (9 spp), Ambisporaceae (3 spp.), Dentiscutataceae (4 spp.), Diversisporaceae (4 spp.), Entrophosporaceae (4 spp.), Gigasporaceae (3 spp.), Glomeraceae (14 spp.), Racocetraceae (2 sp.), Scutellosporaceae (3 spp.) and 17 genera. Of the 138 species, recorded in the Atlantic Forest biome, 35% correspond to the AMF in coastal tablelands of Atlantic Forest remnants studied. This represents 16% of species known for Phyllum. For Brazil it represents 30% of the species. For the Northeast, it represents 38%. For the RN there were only 41 registered species, however this number was increased to 55 with the data obtained in this present study. In addition, the area presents 37% of the species reported in globally protected areas. However, species composition changed between the periods, with the highest number of species in the rainy season. In addition, species richness was more representative in the rainy period than in the dry season, even though the sample strength was lower in the rainy season. The genera Acaulospora and Glomus were the most representative, in addition, the registration of Glomus spinuliferum Sieverd & Oehl, was increased for Brazil and for the Atlantic Forest biome. The results obtained demonstrate the diversity potential of AMF present in coastal tablelands areas in remnants of Atlantic Forest.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/27664
Appears in Collections:PPGCB - Mestrado em Ciências Biológicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Riquezafungosmicorrízicos_Vista_2016.pdf2,25 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.