Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/27751
Title: Economia e ecologia de açaí (Euterpe precatoria) em comunidades ribeirinhas na Amazônia Central
Authors: Brum, Heloisa Dantas
Advisor: Souza, Alexandre Fadigas de
Keywords: Conservação;Manejo;Desenvolvimento sustentável;Amazônia;Produtos florestais não-madeireiros
Issue Date: 24-Jul-2019
Citation: BRUM, Heloisa Dantas. Economia e ecologia de açaí (Euterpe precatoria) em comunidades ribeirinhas na Amazônia Central. 2019. 156f. Tese (Doutorado em Ecologia) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: A interdependência histórica entre populações humanas e o uso tradicional da biodiversidade e ecossistemas moldaram a Amazônia como um dos mais ricos e complexos sistemas socioecológicos do mundo. A Floresta Amazônica ainda enfrenta uma série de ameaças com o desmatamento para pecuária e produção de soja, abertura de estradas, além dos inúmeros impactos em curto e longo prazo das construções de barragens e sobre-exploração de recursos naturais. Todas essas ameaças têm um impacto global, já que muitos estudos demonstraram o papel chave da maior floresta tropical do planeta na regulação do clima. As Unidades de Conservação são uma das mais eficientes estratégias para proteger a biodiversidade, mas a simples criação não garante sua efetividade. A conservação depende da integração entre os aspectos ecológicos e sociais das pessoas e instituições envolvidas com o uso e proteção da biodiversidade. Produtos florestais não-madeireiros são um componente cultural importante de populações tradicionais e podem representar uma fonte significativa de renda. Especificamente a palmeira arbórea açaí (Euterpe precatoria, Arecaceae) é uma espécie de planta icônica da Amazônia com um enorme valor cultural desde a Amazônia Central e Ocidental até a América Central. Recentemente tem ganhado atenção nos mercados nacional e internacional por conta de seu conteúdo enérgico e nutricional e suas propriedades antioxidantes. Este estudo foi desenvolvido com o intuito de fornecer informações sobre os aspectos sociais e ecológicos sobre uso e comercialização de recursos naturais por comunidades ribeirinhas na Amazônia Central, e especificamente sobre o açai (Euterpe precatoria) em diferentes habitats.No primeiro capítulo, através de análises de aspectos relacionados à vulnerabilidade socioeconômica em comunidades ribeirinhas, nós identificamos dois grupos distintos de pessoas, um em situação de maior vulnerabilidade social que outro. A vulnerabilidade é desencadeada por características sócio demográficas, mas também por aspectos econômicos como o número de atividades extrativistas desenvolvidas e a renda proveniente de atividades específicas, como o extrativismo da castanha-do-Brasil e do açaí. O segundo capítulo descreveu a cadeia produtiva do açaí, avaliando as conexões e elementos-chave através de diferentes métricas, com o intuito de identificar possíveis gargalos sociais e econômicos para o extrativismo e comercialização do açaí. No terceiro capítulo nós descrevemos os estágios de vida de E. precatoria e observamos que a relação entre altura e diâmetro mudou ao longo do desenvolvimento ontogenético e houve uma marcante dependência de habitat tanto na densidade quanto na distribuição de tamanhos da população. As populações da terra firme são dominadas por juvenis, enquanto que as populações das várzeas são dominadas por indivíduos reprodutivos. A proximidade com assentamentos humanos não foi relacionada com os parâmetros associados com estrutura populacional. Nós pretendemos que este estudo seja um primeiro passo para fornecer conhecimento científico e apoio para a organização social aos moradores locais para uma maior participação ao longo da cadeia produtiva do açaí e nas decisões de manejo, buscando alcançar os objetivos das Reservas de Desenvolvimento Sustentável.
Abstract: The historical interdependence between human populations and the traditional use of biodiversity and ecosystems shaped the Amazon as one of the most rich and complex social-ecological systems. Amazon forest still facing a huge set of threats through deforestation to cattle ranching, soy production and road paving, besides the several damages on short and long-term of dams’ construction and over-exploration of natural resources. All these threats have a global impact, as innumerous studies already show the key role of the largest world tropical forest for climate regulating. Protected areas are one of the most efficient way to protect biodiversity but the simple creation is not a guarantee of their effectiveness. Conservation is dependent on the integration of ecological and social aspects of stakeholders responsible for use and protection of biodiversity. Non-timber forest resources are an important cultural component of traditional people and can represent a significative source of household income. Specifically, the palm tree açai (Euterpe precatoria, Arecaceae) is the most iconic Amazon plant species with a huge cultural value in Central and Westerns Amazon till Central America. Recently, it is gaining attention of national and international markets because of its nutritious and energetic contents and antioxidant properties. This study was developed to provide information on social and ecological aspects of the use and commercialization of natural resources in riverine communities in Central Amazon, and specifically on açaí palm tree (Euterpe precatoria) in different habitats. In the first chapter, through the analysis of aspects of social and economic vulnerability in riverine communities, we were able to identified two distinct groups of respondents, one more disadvantaged and socially vulnerable than the other. Vulnerability is triggered by sociodemographic features and also by economic aspects such as the number of extractive activities developed and the income generated from some specific activities, like Brazilnut and Açai harvesting. The second chapter described the açaí supply chain, evaluating connections and key elements through different metrics, in order to identify possible social and economic bottlenecks for açai harvesting and commercialization. In the third chapter, we described life stages ofE. precatoria and evaluated that the height:diameter relationship changed along the ontogenetic development and there was a marked habitat dependency in both the density and population size distribution, with populations in upland forests dominated by juveniles while populations in the floodplains were dominated by reproductive palms. Nearness of human settlements was not related to population structure parameters.We intend this study to be the first step to provide ecological knowledge and support for social organization to assist locals in a larger participation along the supply chain and management decisions, aiming to achieve the goals of the Sustainable Development Reserve.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/27751
Appears in Collections:PPGE - Doutorado em Ecologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Economiaecologiaaçaí_Brum_2019.pdf10.5 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.