Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/29609
Title: Práticas corporais de aventura nos anos inciais: a organização e a sistematização curricular nas aulas de Educação Física
Authors: Silva, Cybele Câmara da
Advisor: Araújo, Allyson Carvalho de
Keywords: Educação física escolar;Práticas corporais de aventura;Anos iniciais
Issue Date: 2-Mar-2020
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Cybele Câmara da. Práticas corporais de aventura nos anos inciais: a organização e a sistematização curricular nas aulas de Educação Física. 2020. 179f. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação Física em Rede Nacional) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2020.
Portuguese Abstract: A presente dissertação emerge de discussões e reflexões individuais e coletivas a partir da publicação da Base Nacional Comum Curricular quanto a temática das Práticas Corporais de Aventura (PCA) e de sua proposição e ampliação no currículo da Rede Municipal de Ensino do Natal, que passa a implementar as PCA já nos anos iniciais do ensino fundamental. Em virtude dessa ampliação, apresentamos como objetivo geral deste estudo: analisar e refletir os limites e as potencialidades das Práticas Corporais de Aventura nos anos iniciais do ensino fundamental, a partir do desenvolvimento de uma proposta pedagógica sistematizada e contextualizada para as turmas dos 4º e 5º anos. A pesquisa tem uma abordagem qualitativa do tipo pesquisa-ação, com uma população formada pelos alunos da Escola Municipal João Paulo II (Natal/RN). A intervenção pedagógica foi realizada com duas turmas, uma de 4º ano e outra de 5º ano, ambas com 32 alunos do turno matutino, acontecendo durante as aulas de Educação Física do terceiro e quarto bimestre de 2019. Como instrumentos de pesquisa, utilizamos o diário de campo, registros de fotos e vídeos utilizados na descrição e análise da intervenção, além das produções elaboradas durante as aulas. Em nossas narrativas de experiências reconhecemos a proposta das PCA presente nos referenciais municipais do Natal como plenamente possível de execução para turmas de 4º e 5º ano do Ensino Fundamental. Contudo, consideramos que por meio da análise e do reconhecimento do seu espaço de atuação, os professores sejam capazes de expandir os horizontes das PCA para além daquelas sugeridas no documento, não se limitando as modalidades lá presentes, acessando os conhecimentos que os alunos trazem consigo e se permitindo uma mudança de olhar para o seu espaço de aula. Identificamos a presença de alguns limitantes, como: a necessidade de apoio em alguns momentos de aulas para gerenciamento dos riscos, bem como o entrave, frente à falta de alguns equipamentos específicos, situações possíveis de serem administradas e superadas com algumas adaptações, tendo em vista as possibilidades que as PCA trazem para diversificar as práticas corporais da cultura de movimento dos alunos, apresentando um mundo novo de aprendizados que possuem, em sua energia, o poder de cativar, transformar e envolver a todos da escola.
Abstract: The following thesis emerges from collective and individual discussions and reflections in the National Common Curricular Base regarding the theme of Adventure Body Practices (ABP) and its proposition and expansion in the Municipal Education System of Natal, which started to implement the ABPs in the early years of elementary school. Due to this expansion, we present as the general objective of this study: to analyze and reflect the limits and potentialities of the Adventure Body Practices in the early years of elementary school, based on the development of a systematic and contextualized pedagogical proposal for the classes of 4th and 5th grades. The research has a qualitative action-research approach, with a population formed by the students of the João Paulo II Municipal School (Natal/RN). The pedagogical intervention was carried out with two classes, one from the 4th-grade and the other from the 5th-grade, both with 32 students from the morning shift, happening during the Physical Education classes in the third and fourth bimesters of 2019. As research instruments, we utilized the field journal, the photo and video records used in the description and analysis of the intervention, in addition to the productions elaborated during the classes. In the narratives of our experiences, we recognize the proposal of the ABPs, present in the municipal references of Natal, as fully possible to execute for the classes of the 4th and 5th grades of elementary school. Nonetheless, we considered, through the analysis and the recognition of their area of expertise, that the teachers are capable of expanding the horizon of the ABPs beyond those suggested in the document, without limiting themselves to the presented modalities, accessing the knowledge that the students bring with them and allowing themselves to a change of perspective in their classroom space. We identified the presence of some limitations, such as the necessity of support for risk management in some moments during classes, as well as the obstacle related to the lack of some specific equipment, situations that can be managed and overcome with some adaptations, given to the possibilities the ABPs bring to diversify the body practices of the student’s movement culture, introducing a new world of learning that has, in its energy, the power of captivating, transforming and involving everyone in the school.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/29609
Appears in Collections:PPEFRN - Mestrado Profissional em Educação Física em Rede Nacional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Praticascorporaisaventura_Silva_2020.pdf7.28 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.