Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/31996
Title: Reflexões sobre possibilidades e desafios da educação popular como referencial para o trabalho de residentes em Medicina de Família e Comunidade
Other Titles: Reflections on the possibilities and challenges of popular education as a reference for the work of Residents in Family and Community Medicine
Authors: Carreiro, Bruno Oliveira
Cruz, Pedro José Santos Carneiro
Keywords: Educação popular;Medicina de Família e Comunidade;Residência médica;Atenção primária à saúde;Educação em saúde;Popular education;Family and community medicine;Medical residency;Primary health care;Health education
Issue Date: 15-Oct-2019
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
Citation: CARREIRO, Bruno Oliveira; CRUZ, Pedro José Santos Carneiro. Reflexões sobre possibilidades e desafios da educação popular como referencial para o trabalho de residentes em Medicina de Família e Comunidade. Revista de Educação Popular, [s. l.], v. 18, n. 2, p. 209-228, 15 out. 2019. EDUFU - Editora da Universidade Federal de Uberlandia. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/reveducpop/article/view/47275. Acesso em: 18 mar. 2021. http://dx.doi.org/10.14393/rep-v18n22019-47275
Portuguese Abstract: O presente trabalho analisa possibilidades e desafios da Educação Popular (EP) como referencial para o trabalho médico no contexto da Residência de Medicina de Família e Comunidade. É um estudo do tipo compreensivo e interpretativo, realizado em João Pessoa, Paraíba, Brasil, com residentes do segundo ano da Residência de Medicina de Família e Comunidade, vinculada à Universidade Federal da Paraíba, por meio da metodologia de grupo de discussão. Os resultados evidenciaram potencialidades agregadas pela EP ao trabalho médico, como construção compartilhada de conhecimento, o trabalho integrado com agentes comunitários de saúde e com outros profissionais, bem como o estabelecimento dos grupos comunitários e das consultas médicas como espaços educativos. Emergiram obstáculos para a prática da EP como: pressão assistencial elevada e conflitos com modelos de gestão centrados preponderantemente na prestação de atendimento ambulatorial. Conclui-se que a EP é uma estratégia presente no cotidiano de trabalho dos residentes, mas sua implementação sofre dificuldades a serem superadas para real efetivação como ferramenta potencializadora do trabalho médico
Abstract: This paper analyzes the possibilities and challenges of Popular Education (PE) as a reference for medical work in the context of the Family and Community Medicine Residence. It is a comprehensive and interpretive study conducted in João Pessoa, State of Paraíba, Brazil, with residents of the second year of the Family and Community Medicine Residency linked to the Federal University of Paraíba, through the group discussion methodology. The results evidenced PE's potential for medical work, such as shared knowledge construction, integrated work with community health agents and other professionals, as well as the establishment of community groups and medical consultations as educational spaces. Obstacles to the practice of PE emerged, such as: high care pressure and conflicts with management models that focused predominantly on outpatient care. It is concluded that PE is a strategy present in the daily work of the residents, but its implementation suffers difficulties to be overcome for real effectiveness as a tool for enhancing medical work
URI: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/31996
ISSN: 1678-5622 (print)
1982-7660 (online)
Appears in Collections:EMCM - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ReflexõesPossibilidadesDesafio_Carreiro_2019.pdf321.64 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons