Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/31997
Title: Síndrome de Burnout na atenção primária à saúde: uma revisão de literatura
Other Titles: Burnout Syndrome in primary health care: a narrative review of the literature
Authors: Carreiro, Bruno Oliveira
Soares, Ricardo de Sousa
Melo Neto, Alexandre José de
Keywords: Esgotamento profissional;Atenção primária à saúde;Revisão;Saúde do trabalhador;Primary health care;Burnout;Professional;Occupational Health
Issue Date: 17-Dec-2018
Publisher: Centro Universitário Uningá
Citation: CARREIRO, Bruno Oliveira; SOARES, Ricardo de Sousa; MELO NETO, Alexandre José de. Síndrome de Burnout na Atenção Primária à Saúde: uma revisão de literatura. Revista Uningá (Online), [s. l.], v. 55, n. 4, p. 39-55, 17 dez. 2018. Disponível em: http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2318. Acesso em: 18 mar. 2021.
Portuguese Abstract: O objetivo do trabalho foi estabelecer uma revisão narrativa da literatura sobre o estado da arte da síndrome de burnout na Atenção Primária à Saúde. Realizou-se uma busca nas bases de dados Scielo, Bireme e PUBMED, utilizando as palavras chave “burnout”, “Burnout, professional”, “Primary health care” e “Physicians, Family”. Analisamos 721 estudos e vinte artigos foram escolhidos. Foram incluídos estudos que utilizaram o Maslach Burnout Inventory como instrumento para quantificar a síndrome de burnout e que foram realizados com profissionais de saúde que trabalhavam em cuidados primários, ao passo que foram excluídos estudos realizados em diferentes níveis de complexidade e com profissionais em processo de formação, bem como na forma de teses e dissertações. Os médicos foram a categoria profissional mais estudada, e os níveis de burnout se mostraram variados entre os profissionais da Atenção Primária à Saúde. As associações encontradas com burnout diziam respeito a: sexo, faixa etária, tempo de trabalho, filhos, raça, estressores mentais, relação interprofissional, condições de vulnerabilidade social. Concluímos que a variabilidade nos resultados encontrados requer métodos de padronização da caracterização do burnout, assim como maior número de estudos na Atenção Primária à Saúde, principalmente em profissionais não médicos, bem como aprofundamento das características institucionais e do processo de trabalho que interferem no surgimento da síndrome de burnout
Abstract: The aim of this paper is proceed a literature narrative review of the burnout syndrome in Primary Health Care. The search has been made in Scielo databases, Bireme and PubMed, using the MESH “burnout”, "Burnout, professional", "Primary health care" and "Physicians, Family". We analyzed 721 studies and twenty articles were chosen. There were included studies that have used Maslach Burnout Inventory to quantify the burnout syndrome and that were conducted with health professionals working in primary care; there were excluded studies at different levels of complexity and with professional training process. Physicians were the most studied professional category, and the burnout levels have shown varied among Primary Health Care professionals. The associations with burnout were related to: sex, age, working hours, children, race, mental stressors, interprofessional relationships, socially vulnerable. We conclude that the variability in the results requires standardization of methods of characterization of the syndrome, furthermore another studies in primary health care
URI: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/31997
ISSN: 2318-0579
Appears in Collections:EMCM - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SíndromeBurnoutAtenção_Carreiro_2018.pdf339.14 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons