Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/53570
Title: Contaminantes emergentes: uma abordagem ecológica, sanitária e social da poluição por fármacos
Authors: Costa, Rafaela dos Santos
Advisor: Navoni, Júlio Alejandro
Keywords: Cianobactérias;Percepção de risco;Descarte inadequado de medicamentos;Divulgação científica;Justiça ambiental
Issue Date: 27-Feb-2023
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: COSTA, Rafaela dos Santos. Contaminantes emergentes: uma abordagem ecológica, sanitária e social da poluição por fármacos. Orientador: Júlio Alejandro Navoni. 2023. 321f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2023.
Portuguese Abstract: Dentro dos inúmeros compostos que são considerados poluentes emergentes, os fármacos ganharam destaque, pois começaram a ser detectados em pequenas concentrações em diferentes matrizes ambientais. Essas substâncias são amplamente utilizadas na medicina veterinária e humana. No contexto pandêmico da COVID-19, houve um aumento do consumo desses compostos e consequentemente dos impactos ambientais e sanitários. Esses contaminantes podem ser inseridos no ambiente por diferentes vias. Diante desse cenário, é fundamental compreender as consequências dos fármacos sobre diferentes organismos, bem como as causas que levam a ocorrência destes a nível ambiental. Dessa forma, o presente estudo teve como objetivo avaliar os efeitos de produtos farmacêuticos em cianobactérias como uma representação ecológica e sanitária dessa problemática, além de analisar a percepção e hábitos da população brasileira diante dessa questão ambiental, assim como investigar a qualidade e vias de divulgação da informação científica sobre esta temática. Adicionalmente, o tema objeto de estudo é usado como meio de contextualização das injustiças ambientais observadas no Brasil. O primeiro capítulo desta tese visou descrever os efeitos e riscos desses compostos no ambiente tendo como representante as cianobactérias, devido ao seu papel enquanto produtoras primárias e implicações na saúde humana. Foi evidenciado que diferentes classes terapêuticas, dependendo das concentrações testadas, podem afetar sua fisiologia, como também os potenciais efeitos para a saúde pública, em decorrência da produção de cianotoxinas. Além disso, para entender as consequências a nível ecológico é necessário compreender as causas que favorecem a incorporação de fármacos no ambiente. Assim, o segundo capítulo objetivou descrever como a população brasileira percebe e age em relação ao ciclo de vida dos fármacos desde uma perspectiva ambiental através de um estudo realizado de forma online. Os resultados apontaram que a principal via de descarte de medicamentos de uso humano e veterinário é o lixo comum. As informações obtidas também revelaram o hábito de automedicação dos entrevistados e que as classes terapêuticas de medicamentos mais consumidas poderiam ter uma associação com a situação pandêmica da COVID-19, período em que a pesquisa foi conduzida. O trabalho também destacou a incipiência da implementação das leis de logística reversa e da necessidade de entender de que forma a temática dos contaminantes emergentes está chegando para a sociedade. Portanto, o terceiro capítulo da tese visou investigar através de uma análise em sites de divulgação científica brasileiros, como a informação científica era veiculada e a qualidade desta considerando como destinatário final o público leigo. Os resultados obtidos mostraram limitações no processo de divulgação em detrimento da atual rapidez do compartilhamento de conteúdo. Portanto, destaca-se que a educação é primordial para que o leitor tenha um embasamento sólido que possibilite a identificação e a qualidade da informação divulgada, estabelecendo uma visão crítica sobre questões de relevância ambiental, como as que envolvem a temática dos contaminantes emergentes. Verificou-se ainda uma carência de textos voltados para a faixa etária infanto-juvenil, que são pilares fundamentais para a construção de um futuro sustentável. Como resultado, o quarto capítulo da tese é composto por dois artigos de divulgação científica para crianças sobre temáticas abarcadas nesta pesquisa, como forma de sanar uma das lacunas encontradas previamente. Por fim, e visando os achados obtidos no decorrer desta pesquisa, a problemática da fármaco-contaminação foi abordada integralmente sob a ótica da justiça ambiental e utilizada como uma representação de inequidades sociais já observadas no contexto brasileiro. A revisão crítica fez emergir questões como a falta de saneamento básico, a qualidade educacional, ausência de fiscalização e/ou implementação das legislações ambientais, insegurança alimentar e saúde pública num contexto segregacionista, étnico-racial, com implicações principalmente ideológicas, associadas à poluição por essas substâncias, e agravada pela condição pandêmica da COVID-19. A questão histórica de inequidades sociais no Brasil é reafirmada com a ocorrência dos fármacos no ambiente e suas implicações em grupos sociais marginalizados e suscetíveis. Diante do exposto, é notório que a fármaco-contaminação precisa ser compreendida desde uma visão transdisciplinar sobre os seus efeitos no ambiente, passando por questões legais em temáticas ambientais e incluindo a esfera social não somente como geradores de resíduos, mas também como seres vulneráveis das próprias consequências de seus atos, agravados especialmente pela falta de educação ambiental em todos os níveis educativos como também outros fatores de desigualdades socioambientais já observados.
Abstract: Among the numerous compounds that are considered emerging pollutants, drugs gained prominence, as they began to be detected in small concentrations in different environmental matrices. These substances are widely used in veterinary and human medicine. In the context of the COVID-19 pandemic, there was an increase in the consumption of these compounds and, consequently, in the environmental and health impacts. These contaminants can be introduced into the environment by different routes. Given this scenario, it is essential to understand the consequences of drugs on different organisms, as well as the causes that lead to their occurrence at an environmental level. Thus, the present study aimed to evaluate the effects of pharmaceutical products on cyanobacteria as an ecological and sanitary representation of this problem, in addition to analyzing the perception and habits of the Brazilian population regarding this environmental issue, as well as investigating the quality and means of dissemination of scientific information on this topic. Additionally, the object of study is used as a means of contextualizing the environmental injustices observed in Brazil. The first chapter of this thesis aimed to describe the effects and risks of these compounds in the environment, having cyanobacteria as a representative, due to their role as primary producers and implications for human health. It was evidenced that different therapeutic classes, depending on the tested concentrations, can affect its physiology, as well as the potential effects on public health, due to the production of cyanotoxins. In addition, to understand the consequences at an ecological level, it is necessary to understand the causes that favor the incorporation of drugs into the environment. Thus, the second chapter aimed to describe how the Brazilian population perceives and acts in relation to the life cycle of drugs from an environmental perspective through a study carried out online. The results showed that the main way to dispose of medicines for human and veterinary use is common waste. The information obtained also revealed the self-medication habit of the interviewees and that the most consumed therapeutic classes of drugs could be associated with the COVID-19 pandemic situation, the period in which the research was conducted. The work also highlighted the incipient implementation of reverse logistics laws and the need to understand how the theme of emerging contaminants is reaching society. Therefore, the third chapter of the thesis aimed to investigate, through an analysis of Brazilian scientific dissemination sites, how scientific information was conveyed and its quality considering the lay public as the final recipient. The results obtained showed limitations in the dissemination process to the detriment of the current speed of content sharing. Therefore, it is emphasized that education is essential for the reader to have a solid foundation that allows the identification and quality of the information disclosed, establishing a critical view on issues of environmental relevance, such as those involving the theme of emerging contaminants. There was also a lack of texts aimed at children and youth, which are fundamental pillars for building a sustainable future. As a result, the fourth chapter of the thesis consists of two scientific dissemination articles for children on topics covered in this research, as a way to remedy one of the previously found gaps. Finally, and aiming at the findings obtained in the course of this research, the problem of drug contamination was fully addressed from the perspective of environmental justice and used as a representation of social inequalities already observed in the Brazilian context. The critical review raised issues such as lack of basic sanitation, educational quality, lack of inspection and/or implementation of environmental legislation, food insecurity, and public health in a segregationist, ethnic-racial context, with mainly ideological implications, associated with pollution by these substances, and aggravated by the COVID-19 pandemic condition. The historical issue of social inequalities in Brazil is reaffirmed by the occurrence of drugs in the environment and their implications for marginalized and susceptible social groups. In view of the above, it is clear that drug contamination needs to be understood from a transdisciplinary perspective on its effects on the environment, going through legal issues in environmental issues and including the social sphere not only as waste generators but also as vulnerable beings of the own consequences of their acts, aggravated especially by the lack of environmental education at all educational levels as well as other factors of socio-environmental inequalities already observed.
URI: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/53570
Embargoed until: 2024-05-31
Appears in Collections:PRODEMA - Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Files in This Item:
File SizeFormat 
Contaminantesemergentesabordagem_Costa_2023.pdf7,97 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.