Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12448
Título: Grupo Totem: a infecção pela performance e a encenação performática
Autor(es): Nascimento, Frederico do
Palavras-chave: Antonin Artaud. Encenação Performática. Performance. Infecção;Antonin Artaud. Performatic Staging. Performance. Infection.
Data do documento: 26-Mai-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: NASCIMENTO, Frederico do. Grupo Totem: a infecção pela performance e a encenação performática. 2012. 111 f. Dissertação (Mestrado em LINGUAGENS DA CENA E PEDAGOGIAS DA CENA) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Resumo: The issue of creating productions of hybrid matrices has demanded, for more than three decades, the attention of several theater theorists (COHEN: 1995; LEHMANN: 2007). The study of philosophers (DELEUZE & GUATTARI: 1995) has contributed for new concepts of the scene. These artistic practices, depending on the context, have been generating, more and more, new ways of staging. I will discuss the contamination caused by Antonin Artaud in contemporary theater, and the theater s infection by the performance, based on the thought of Barbara Browning (1995), from its capacity to penetrate and invade territories, and installs a new system. I affirm that the Totem Group (Recife PE) was contaminated by the performance and analyze two performative plays of the group, their points of convergence and separation. The first one is Ita, the search for the origin, the animal devir; the second is Caosmopolita, the body as a reflex of urbanity
metadata.dc.description.resumo: A questão da criação de encenações de matrizes híbridas tem demandado, há mais de três décadas, a atenção de diversos teóricos teatrais (COHEN: 1995; LEHMANN: 2007). O estudo de filósofos (DELEUZE & GUATTARI: 1995) tem contribuído para novas conceituações da cena. São práticas artísticas, que dependendo do contexto, vêm gerando cada vez mais, novas formas de encenação. Abordarei a contaminação causada por Antonin Artaud no teatro contemporâneo, e a questão da infecção do teatro pela performance, tomando como base o pensamento de Barbara Browning (1995), a partir da sua capacidade de penetrar e de invadir territórios, e instalar um novo sistema. Afirmo que o Grupo Totem (Recife PE) foi contaminado pela performance e analisarei duas encenações performáticas do grupo, seus pontos de convergência e distanciamento. A primeira é Ita, a busca da origem, o devir animal; a segunda é Caosmopolita, o corpo como reflexo da urbanidade
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/12448
Aparece nas coleções:PPGAC - Mestrado em Artes Cênicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
FredericoN_DISSERT.pdf1,97 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.